“Vive de processos”, diz apresentador que chamou Ludmilla de “macaca”

Marcão do Povo ex-apresentador do "Balanço Geral", do Distrito Federal (Foto: Reprodução/TV Record)
Marcão do Povo ex-apresentador do “Balanço Geral”, do Distrito Federal (Foto: Reprodução/TV Record)

O jornalista Marcão do Povo se defendeu após polêmica com a cantora Ludmilla. O ex-apresentador do “Balanço Geral”, do Distrito Federal, disse em entrevista à Rádio Gaúcha, nesta quinta-feira, 19, que a cantora “vive de processos”. Ele também desmentiu o comunicado da TV Record e pediu “perdão” a artista.

“Na realidade, hoje, no País, tudo o que você fala é motivo das pessoas dizerem que é bullying, que é racismo”, argumentou Marcão. “Ela tá vivendo de processos, e não de shows. Até porque ela está muito em baixa hoje no Brasil”, comentou ele.

Em seguida, o jornalista ironizou a “mudança de nome” da artista para fugir de fãs: “Não sabemos se o nome dela é Ludmilla ou se é Kátia”.

Segundo Marcão, em nenhum momento, ele cometeu ato racista. “Eu dancei no aniversário da minha filha a música da Ludmilla. Se eu tivesse citado uma pessoa branca, não tinha dado nada disso. O problema é que as pessoas editaram o vídeo do jeito delas para denegrir a minha imagem. É uma expressão usada por nós criados no interior, nós goianos. Em momento algum eu quis denegrir a imagem da cantora Ludmilla”, explicou.

A polêmica começou quando Marcão chamou a cantora de “pobre macaca”, na edição do “Balanço Geral”, do último dia 17. “Aqui eu peço perdão a Ludmilla, para os seus fãs, para todas as pessoas que se sentiram magoadas comigo. Eu peço perdão pra todos vocês. Em momento algum eu cometi algum ato racista. Interpretaram de uma outra maneira porque editaram o vídeo”, disse Marcão.

O jornalista desmentiu comunicado oficial da Record que anunciou sua demissão. ”Eu não assinei o destrato [a rescisão contratual], até porque não houve nenhum erro da minha parte. Na realidade, eu notifiquei a empresa dizendo que eu tenho disposição de continuar, até porque eu não cometi nenhum crime. Estou aguardando uma decisão. Sou muito grato à Record. Só tenho a agradecer”, finalizou.

Confira vídeo 

Walber Freitas

Sobre Walber Freitas

Jornalista em formação. Trabalha no portal O POVO Online. 3 anos de carreira no Rádio e TV. Redes Sociais: Facebook.com/walberdefreitas; Instagram: @walberfreitasoficial; Snap: walberdefreitas; Twitter: @walberfreitas10; E-mail: walberdefreitas1@gmail.com.

One thought on ““Vive de processos”, diz apresentador que chamou Ludmilla de “macaca”

  1. O Problema dos Racistas é que na hora que a coisa pega não são homens de assumir o que falam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *