Marands Surf Pro Noronha começa na sexta-feira

182805_296775_aferrazfn13_clemente_mg_9332_web_

Previsão das ondas na Cacimba do Padre adia a início da etapa que abre o Circuito Brasileiro de Surfe Profissional de 2013 em Fernando de Noronha (PE)

A previsão de maiores ondas para os próximos dias motivou o adiamento do início do Marands Surf Pro para as 10 horas da sexta-feira na Cacimba do Padre, quando a maré volta a encher no Arquipélago de Fernando de Noronha (PE). Com isso, os surfistas ganharam mais um dia de treinos livres para a inédita abertura do circuito da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) na ilha dos tubos mais potentes do país. Surfistas de nove estados do país participam do primeiro desafio do Noronha Surf Festival, evento realizado pela Associação Nordestina de Surf (ANS) que até 4 de março ainda promove a primeira etapa do Circuito Cyclone / Bali Pernambucano de Surf e o Gold Island Brasileiro de Longboard Pro na Cacimba do Padre.

“Noronha é assim. As ondas que têm hoje (quinta-feira) aqui estariam ótimas para vários campeonatos em muitas praias do mundo”, ressalta Geraldo Cavalcanti, presidente da ANS e principal organizador do Noronha Surf Festival. “Mas, tem um swell (ondulação) previsto pra amanhã que vai arrebentar, vem uma bomba por aí e o mar vai ficar clássico pro evento. Então, a comissão técnica e os atletas, acharam melhor deixar pra começar o campeonato na sexta-feira, com a primeira chamada às 10 horas aqui na Cacimba”.

Comenta-se na ilha que as ondas podem passar dos 3 metros de altura no fim de semana. Na quinta-feira estavam bem menores, apesar de que, mesmo pequenas em se tratando de Cacimba do Padre, proporcionaram bons tubos e até aéreos nas esquerdas mais próximas do magnífico Morro Dois Irmãos. Surfistas como os bicampeões brasileiros Leonardo Neves e Renato Galvão, cabeça de chave número 1 do Marands Surf Pro Noronha, o potiguar Danilo Costa, o também paulista Nathan Brandi e até o jovem pernambucano Douglas José, o Dodô, surfaram belos tubos durante a manhã na Cacimba do Padre.

Outros, como o paranaense Caetano Vargas e outro pernambucano, Junior Lagosta, que estreia o novo patrocínio da marca Marands, usavam o vento favorável para os aéreos. Os 55 inscritos de nove estados do país foram divididos em dezesseis baterias na primeira fase. Os dois primeiros colocados em cada, se classificam para a rodada dos 32 que começam a dividir a premiação de R$ 60.000,00 oferecida no Marands Surf Pro Noronha.

O ubatubense Renato Galvão foi escalado para abrir o campeonato, junto o cearense Arthur Silva e o pernambucano Alexandre Ferraz, um dos surfistas de ondas grandes que decidiu participar do Marands Surf Pro por causa da previsão do mar. “Hoje (quinta-feira) foi o menor mar nos três dias que estou aqui, mas está bem divertido, só curtindo as ondas mesmo”, disse Renato Galvão. “O mar vai subir e vou chegar um pouco mais cedo para fazer um treino antes da bateria. A previsão é de um swell bom e a situação vai ser completamente diferente”.

Alexandre Ferraz também aprovou o adiamento na quinta-feira. “Acho que foi a melhor decisão sim, porque a previsão está muito boa, com um swell de noroeste que é perfeito pra Cacimba do Padre entrando na sexta-feira. Estou há dois anos sem competir, me dedicando ao freesurf, faz dois anos também que não venho pra Noronha, então estou com uma expectativa muito boa, sem pressão nenhuma, só pensando mesmo em surfar os tubos”.

NOVE ESTADOS – A lista dos bigriders no Marands Surf Pro continua com o potiguar Aldemir Calunga na segunda bateria, o niteroiense Bruno Santos na terceira e o saquaremense Marcos Monteiro na 12.a. Mas, a maioria dos inscritos é de Pernambuco com quinze competidores, isso incluindo os seis surfistas de Fernando de Noronha. Depois, vem São Paulo com dez participantes, o Rio de Janeiro e Ceará com seis surfistas cada, Bahia e Paraíba com cinco, Rio Grande do Norte com quatro, Santa Catarina com três e Paraná com um representante.

“Pena que muitos atletas estão sem patrocínio e é muito caro vir aqui pra Fernando de Noronha, mas uma etapa do Brasileiro em Fernando de Noronha sempre foi um sonho pra todos nós”, disse o bicampeão brasileiro Renato Galvão e vice-campeão do ano passado. “Espero que o ano que vem possa ter de novo, para os atletas se planejarem com mais tempo para participar também. E espero que o campeonato seja um sucesso, com altas ondas”.

RECOMEÇO COM PÉ DIREITO – A etapa inédita na história da ABRASP em Fernando de Noronha, para o novo diretor executivo da entidade, Pedro Falcão, marca um recomeço na história da entidade. Em 2012 não teve Circuito Brasileiro pela primeira vez desde o seu início em 1987, com o ranking nacional sendo formado pelos resultados dos eventos estaduais e regionais homologados pela ABRASP. O carioca Leonardo Neves, bicampeão brasileiro em 2002 e 2003 na Era milionária do SuperSurf, também acredita nisso.

“Está todo mundo feliz com a previsão do swell, se vai ser de 2, 3 metros, ou mais, e também com a volta do Circuito Brasileiro, começando com o pé direito aqui em Fernando de Noronha”, disse Léo Neves. “Esse circuito é muito importante. Eu mesmo só consegui chegar no WCT por causa do Circuito Brasileiro. Eu não tinha patrocínio e o dinheiro que ganhava nos campeonatos aqui, eu investia no circuito mundial até entrar pro WCT. Então tive duas boas notícias de uma vez só. Uma que fechei patrocínio agora com uma marca americana, Wee All Ride. A outra é que tenho um circuito pra correr de novo e essa etapa neste lugar mágico que é Fernando de Noronha, veio só pra fechar com chave de ouro o início de 2013 pra mim”.

PERNAMBUCANO E LONGBOARD – Depois do Marands Surf Pro, que termina no domingo, o Noronha Surf Festival inaugura o Circuito Cyclone / Bali de Surf Pernambucano 2013 nos dias 26 e 27 e outra marca pernambucana, a Gold Island, vai abrir o circuito da Associação Brasileira de Longboard (ABL) nos dias 1 a 3 de março, fechando a programação esportiva do evento que promete ficar na história do esporte das ondas no Brasil. Durante a semana também serão promovidos cursos de juízes e palestras ambientais em Fernando de Noronha, além de festas e shows para a confraternização de todos os participantes.

O Noronha Surf Festival é uma realização da Associação Nordestina de Surf (ANS), EMPETUR e Secretaria de Turismo do Governo do Estado de Pernambuco, com apoio da Administração do Arquipélago de Fernando de Noronha, do Projeto TAMAR e do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade). As marcas pernambucanas Marands e Gold Island, as lojas Bali e a Cyclone, patrocinam as etapas homologadas pela ABRASP, ABL, CBS e FEPESU, com a Associação de Surf de Fernando de Noronha (ASFN) e a Revista Hardcore também participando do evento que será transmitido ao vivo pelo http://www.surfcore.com.br/brasileiro_pro

PRIMEIRA FASE DO MARANDS SURF PRO NORONHA:
1.a: Renato Galvão (SP), Arthur Silva (CE), Alexandre Ferraz (PE)
2.a: Robson Santos (SP), Paulo Moura (PE), Aldemir Calunga (RN), Hudson Felipe (FN)
3.a: Halley Batista (PE), Thiago Guimarães (SP), Bruno Santos (RJ)
4.a: Alan Jhones (RN), Diego Rosa (SC), Junior Lagosta (PE)
5.a: Franklin Serpa (BA), Samuel Igo (PB), Erbeliel Andrade (PB)
6.a: Edvan Silva (CE), Alan Donato (PE), Dodo (PE), Marco Aurelio (SP)
7.a: Greg Cordeiro (SC), Gustavo Sanches (RN), Fabio Gouveia (PB), Cris Malloy (RS)
8.a: Gustavo Fernandes (RJ), Dunga Neto (CE), Marcelo Nunes (RN)
9.a: Bruno Galini (BA), Saulo Junior (SP), Jano Belo (PB)
10: Nathan Brandi (SP), Mariano Arreyes (RJ), Hizunomê Bettero (SP), Felipe Martins (CE)
11: Cesar Aguiar (PE), Patrick Tamberg (FN), Washington Martins (PE), Fabio Quencas (PE)
12: Caetano Vargas (PR), Aurelio Santana (BA), Marcos Monteiro (RJ)
13: Rudá Carvalho (BA), Itim Silva (CE), Michel Roque (CE)
14: David do Carmo (SP), Simão Romão (RJ), Nininho (FN)
15: Leonardo Neves (RJ), Cauê Wood (SC), Buday Santos (FN), Raphael Seixas (PB)
16: Flavio Nakagima (SP), Danilo Costa (RN), Caia Souza (FN), Wilson Nora (BA)

————————————————————————————-
João Carvalho – Assessoria de Imprensa do Noronha Surf Festival
(48) 9988-2986 – joaocarvalho@matrix.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *