Incontestável: Djokovic vence Murray e fatura o hexa na Austrália

 
Em sua 17° final seguida, Djoko é hexa na Austrália. Foto: Divulgação/AO
Em sua 17° final seguida, Djoko é hexa na Austrália. Foto: Divulgação/AO

Dizer que o tênis praticado por Djokovic é fora do normal, é a mesma coisa que chover no molhado. Em mais uma atuação de gala, o sérvio não deu chance a Murray, e sem grandes dificuldades, venceu por 3 a 0, parciais de 6/1, 7/5 e 7/6(3). Com o título, o número 1 do mundo se igualou à Roy Emerson, como maior vencedor do Aberto, ambos com 6 conquistas.

“Primeiro de tudo, quero demonstrar meu respeito por Andy e seu time. Você é um grande campeão, grande amigo e grande pessoa, profissional e comprometido por esse esporte. Sei que no futuro você terá uma nova chance de pegar esse troféu. E desejo felicidades a você e sua esposa (Kim Sears) pelo nascimento de seu filho. Espero que, como eu, você passe pela melhor experiência da sua vida. Agradeço à minha equipe pelo que vivemos juntos a cada dia tendo esse objetivo em mente e à torcida. Vocês são maravilhosos! Vejo vocês ano que vem”, disse.

Jogo

Apesar de ter vencido o primeiro set por 6/1, Djokovic não começou com força total o jogo, e viu seu adversário ter um break point logo de cara. Mesmo com a vantagem para Murray, o sérvio continuou forçando e virou para fechar o game. Antes ameaçado, Djokovic foi dominador no segundo game, e sem perigos, quebrou o primeiro serviço de Murray na partida. A partir daí, o número 1 do mundo confirmou mais dois saques e voltou a quebrar o britânico, abrindo 5×0 no placar. Apesar do domínio total de Djoko, Murray ainda conseguiu confirmar o saque, evitando o “pneu”, e no game seguinte, viu o sérvio fechar o set em 6/1.

No segundo set, Murray reagiu. Após ter seu saque quebrado e ver Djokovic passar a frente no placar, o número dois do ranking devolveu a quebra, mostrando que estava vivo no jogo. A decisão estava bem disputada, e marcando 5/5 no placar. Após abrir 0/40, Murray não conseguiu confirmar o saque, e viu a grande reação do sérvio, que voltou a quebrar o saque britânico. Sacando para o set, Djokovic confirmou o serviço e abriu vantagem no placar.

Se no set anterior Murray foi bem,  o mesmo não se pode falar do seu inicio de terceiro set. Com um começo ruim, o britânico viu Djokovic quebrar seu serviço e no game seguinte, abrir 2/0 no placar. Mesmo atrás, Murray não se abateu, e no 6° game, quebrou o serviço do número 1 do mundo, igualado a partida em 3/3. A partir daí, os jogadores confirmaram seus saques e a decisão do set foi para o tie break. Repetindo o mal inicio do set, Murray foi quebrado duas vezes, o suficiente para Djokovic abrir 6/1 no placar. O britânico ainda tentou uma reação, fazendo 6/3, mas não foi o suficiente para impedir a vitória de Djokovic, que fechou o game em 7/3 e o jogo em 3/0, conquistando o sexto título do Aberto da Austrália.

Números

A partida que durou quase 3 horas, trouxe alguns números. Se por um lado a vitória fez Djokovic igualar Roy Emerson como maior vencedor da competição, por outro lado, Murray chegou ao seu quinto vice no Aberto da Austrália. Ele foi à decisão em 2010, 2011, 2013, 2015 e 2016. A derrota desta domingo foi a quarta para Djokovic, a outra foi para Roger Federer.

Comemoração sérvia 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=yQgQuFtjzSg[/youtube]

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *