Aproximadamente 622 resultados (0,127 segundos)

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Eu me apresento a vocês sem ter nada especial a oferecer. Não tenho a pretensão de ser um grande pregador ou mesmo intelectual profundo. Decerto não tenho nenhuma pretensão à infalibilidade – ela está reservada às alturas do Divino, não às profundezas do humano. A cada momento, tenho consciência de minha finitude, sabendo com clareza […]

Continue lendo

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Vós, altíssimo Deus Pai, indicais e ensinais à alma a forma, o modo e o caminho pelo qual possa conhecer-vos e chegar a vós através do amor. Este caminho e este magistério ensinais em vosso amado Filho… Por isso, a alma que aspira encontrar a luz divina estuda, pensa e lê continuamente o livro da […]

Continue lendo

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Transcrevo, abaixo, o texto escrito pelo Prof. Carlo Tursi a propósito do 1º Colóquio Teológico. Repercussão promissora do 1º Colóquio Teológico “Quem dizeis que eu sou?” _____________________ O auditório José Albano, do Centro de Humanidades da UFC, com 112 lugares, estava lotado no dia 28 de maio – em pleno sábado de manhã: É que […]

Continue lendo

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Amor fati I: Getsêmani Ele saiu e, como de costume, dirigiu-se ao monte das Oliveiras. Os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar, disse-lhes: “Orai para não entrardes em tentação”. E afastou-se deles mais ou menos a um tiro de pedra, e, dobrando os joelhos, orava: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice! Contudo, não […]

Continue lendo

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Quem é Jesus para a comunidade joanina? É o “filho de José, de Nazaré” (Jo 1,45), aparentemente insignificante (1,46), vivendo a vida do profeta rejeitado. A comunidade lembra os “sinais” desse profeta, suas credenciais, que não foram reconhecidas (12,37). Se houve alguma “suspeita” de que ele fosse o Messias, isso não era entendido no sentido […]

Continue lendo

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Contemplar em atitude de oração o Jesus da história em quem o cristão acredita que Deus estava vivendo humanamente é olhar com toda profundidade para as mais plenas possibilidades do ser humano. A ênfase da humanidade de Jesus, que é uma recuperação feita pela cristologia contemporânea, é a correção a uma superênfase dada à divindade […]

Continue lendo

Nunc dimittis servum tuum, Dom?ne (Lc 2,29)

Sem mais, foi o jesuíta Auguste Valensin ao enunciar o essencial quando admite que, embora impossível, se se lhe mostrasse, no leito de morte, com a mais perfeita evidência, que ele errou, que não existe sobrevivência, que não existe sequer Deus, não se arrependeria de ter crido; mas se sentiria honrado porque creu em tudo […]

Continue lendo

Jesus Cristo, o divino médico

Depois disso, ele saiu e viu sentado ao balcão um coletor de impostos, por nome Levi, e disse-lhe: “Segue-me”. Deixando ele tudo, levantou-se e o seguiu. Levi deu-lhe um grande banquete em sua casa; vários desses fiscais e outras pessoas estavamn sentados à mesa com eles. Os fariseus e os seus escribas puseram-se a criticar […]

Continue lendo

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Que pessoa é então Jesus Cristo? O conhecimento revelado diz que é a segunda pessoa da Santíssima Trindade: “nascido do Pai antes de todos os séculos”, “Luz de Luz”, “Deus verdadeiro de Deus verdadeiro” – pessoa divina que une em Si, hipostaticamente, uma natureza de Deus e uma natureza de homem. Mas o mero conhecimento […]

Continue lendo