José Cesário volta a concorrer às eleições legislativas pelo Circulo de Fora da Europa.

O atual Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas José Cesário é o cabeça de Lista – pelo PSD – José-Cesárioàs proximas eleições legislativas pelo circulo de Fora da Europa, em que se inclui a Comunidade Portuguesa no Brasil.

O anuncio, depois da publicação dos candidatos foi divulgado pelo proprio José Cesário, em sua página pessoal no Facebook e em que assim se apresenta:

“Volto a ser candidato a Deputado nas eleições legislativas de 4 de Outubro.
Encabeçarei uma lista de Coligação PSD /CDS-PP, no círculo de Fora da Europa, com pessoas conhecedoras da realidade das nossas Comunidades.
Candidato – me conjuntamente com o Carlos Pascoa, a Maria Joao Avila e o ex – futebolista do Benfica António Simões.
O nosso lema foi e será trabalhar com determinação e humildade pelos Portugueses que vivem no estrangeiro.
Até hoje conseguimos boas conquistas em prol dos seus interesses… A reaquisição da nacionalidade por parte dos que a tinham perdido, a nacionalidade para os netos, as permanências consulares em cerca de 200 cidades, a introdução da certificação no ensino da nossa Língua, o desenvolvimento de um amplo programa de formação de quadros associativos, etc.
Também foi muito gratificante contar com um amplo apoio das nossas Comunidades para a recuperação económica do País.
Hoje assumimos com orgulho que Portugal é um país com credibilidade internacional, capaz de garantir o respeito por parte dos nossos parceiros.
Pretendemos assim dar continuidade ao trabalho realizado, assumindo que só com desenvolvimento económico e com maior proximidade com a nossa Diáspora poderemos garantir mais esperança para as novas gerações.
Contamos com todos para continuar a lutar pelo nosso querido Portugal.”

Graciano Coutinho - Jornalista

Sobre Graciano Coutinho - Jornalista

A comunicação é a arma mais poderosa do nosso tempo, formando um triangulo ideal-mental, em cujo ápice se encontram os três veículos principais da informação, da mensagem e da mobilização de massas: o Jornal, a Rádio e a Televisão. Na base, o Livro, o Cinema e o Teatro, estes três últimos, porém, com muito menor raio de ação e com reflexos não instantâneos na massa amorfa das multidões, sobre cuja sensibilidade atua mais com o “imediato” da noticia e da informação, que o complexo elaborado dos outros instrumentos intelectuais de expressão e de comunicação. ................................................ Essas considerações, de caráter filosófico, aliás, primário, vêm a propósito de um português que se tem destacado na Colônia e nos meios luso-brasileiros por uma atividade constante no jornalismo, na radiofonia e com incidência também na televisão, sempre dando caráter construtivo à sua missão de critica não apaixonada, de informação correta, na ação não divisionária, pois seu objetivo profissional tem o duplo sentido de INFORMAR e de UNIR. Graciano Coutinho, tem sido, assim, um elemento de fraternização e integração, pela inteligência, pela sinceridade e, sobretudo, pela veracidade com que informa e serve aos interesses e ideais da Comunidade Portuguesa e da Família Luso-Brasileira. Muitos e bons têm sido os serviços que presta à Comunidade, sem empáfia e sem carisma de nenhuma espécie. Entra por tudo isso neste friso de pedreiros-intelectuais, dedicados à construção de nossa Comunidade de língua Portuguesa. Graciano Coutinho nasceu em Rocas do Vouga, Concelho de Sever do Vouga, Distrito de Aveiro, filho de Maria Antonia Coutinho. É Jornalista profissional. Desde que chegou ao Brasil, em 9 de maio de l959, teve sempre participação ativa no meio jornalistico, social e associativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *