Após 20 dias, órgãos da JF no Ceará ainda aguardam petições de Fachin

Justiça Federal ainda não recebeu processos remetidos por Fachin à instância do Ceará (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Justiça Federal não recebeu processos remetidos por Fachin à instância do Ceará (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Órgãos da Justiça Federal no Ceará ainda aguardam chegada dos pedidos de inquérito remetidos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), para instâncias inferiores nos Estados. Enviadas pelo relator da Lava Jato em 4 de abril, ações de gestores cearenses não chegaram à Justiça Federal, Ministério Público Federal ou Polícia Federal.

Como alguns processos seguem em segredo de Justiça, ainda não se sabe ao certo quantas petições chegarão ao Estado. Até agora, já foram revelados dois pedidos, um cobrando investigação sobre suposta formação de cartel entre empreiteiras para a obra da Arena Castelão, e outro sobre a mesma prática em obras do Transfor.

Há ainda acusação de que o ex-presidente da Superintendência de Obras Hídricas do Estado (Sohidra), Leão Montezuma, teria recebido propinas de até R$ 500 mil em propinas envolvendo obras de adutoras do Castanhão. O pedido, baseado apenas no depoimento de um dos delatores da Odebrecht, ainda segue em segredo de Justiça, mas teve conteúdo divulgado pelo Estado de S. Paulo.

Sem novidades

Procurados pela reportagem, representantes da JF-CE, do MPF-CE e da Polícia Federal no Estado negaram terem recebido qualquer informação até a tarde desta segunda-feira. Não existe também qualquer prazo para a chegada das petições.

Uma das possíveis explicações, dizem servidores da Justiça Federal, pode ser que processos do tipo costumam ser enviados de maneira “física”, por correspondência normal. Processos foram enviados há vinte dias.

Carlos Mazza

Sobre Carlos Mazza

Repórter do núcleo de Conjuntura do O POVO. Jornalismo de dados, reportagens investigativas, bastidores da política cearense. carlosmazza@opovo.com.br

One thought on “Após 20 dias, órgãos da JF no Ceará ainda aguardam petições de Fachin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *