Juiz nega liminar do PMDB e mantém diplomação de Ivo Gomes

PMDB de Sobral tenta impedir diplomação de Ivo Gomes como prefeito (Foto: Divulgação/AL)
PMDB de Sobral tenta impedir diplomação de Ivo Gomes como prefeito (Foto: Divulgação/AL)

Liminar que pedia suspensão da diplomação de Ivo Gomes (PDT) como prefeito de Sobral foi rejeitada pelo juiz Fábio Medeiros Falcão, da 24ª Zona Eleitoral. Segundo o magistrado, acusações contra o caçula Ferreira Gomes, “apesar de graves”, não possuíam provas que justificassem a suspensão antecipada da cerimônia.

Com isso, diplomação de Ivo segue mantida para este fim de semana. A suspensão do evento foi requerida pelo PMDB, partido do candidato derrotado na eleição deste ano, deputado federal Moses Rodrigues (PMDB). Segundo ele, eleição de Ivo teria sido marcada por abuso de poderes político e econômico – incluindo pressão contra servidores da Prefeitura de Sobral.

Em sua decisão, Fábio Medeiros destaca que acusações “não possuem lastro probatório verossímil” nem prova documental. Dentro da peça inicial, teriam sido anexados apenas depoimentos colhidos por um assessor de Moses, “que estimulam o depoente a responder perguntas que lhe interessam (…) não são tomados por alguém isento”, diz a decisão.

Julgamento de mérito

Apesar de negada a liminar, o juiz ainda julgará mérito das denúncias em si. Entre as acusações, estão a contratação de servidores pela Prefeitura com o objetivo de beneficiar Ivo, bem como incrementos irregulares em obras do município, incluindo perfuração de poços profundos e construção de adutoras.

Sobre estes pontos, o juiz notificou a Prefeitura de Sobral, concedendo cinco dias para que a gestão mostre dados sobre a contratação de servidores efetivos, comissionados, temporários ou terceirizados nos últimos doze meses. Ele também pede que sejam discriminados gastos com manutenção de ruas, bem como da construção de poços ou adutoras.

Além de Ivo Gomes, são questionadas eleições dos vereadores Carlos do Calixo (PDT), Itamar Ribeiro (PDT), Aleandro Linhares (PDT), Paulão (PSD) e Cristiane Coelho (PT). Berço político de Cid e Ciro Gomes, Sobral voltará no próximo ano a ter prefeito da família após mais de dez anos de gestões Leônidas Cristino (PDT) e Veveu Arruda (PT).

Carlos Mazza

Sobre Carlos Mazza

Repórter do núcleo de Conjuntura do O POVO. Jornalismo de dados, reportagens investigativas, bastidores da política cearense. carlosmazza@opovo.com.br

One thought on “Juiz nega liminar do PMDB e mantém diplomação de Ivo Gomes

  1. De há muito o atual Prefeito e ex-deputado estadual Ivo Gomes de forma ímpar mostra competência e capacidade administrativa na área pública do Estado e Prefeitura. Seja no exercício legislativo ou no executivo.Advindo de Família vocacionada ao serviço público,a frente de Secretarias diversas, sempre primou com brilhantismo pelo zelo com trabalho sério, correição e valorização dos que,colaboravam e partilhavam de suas ideias ao aprimoramento dos serviços destinados à população. Pela mesma história e fidelidade às suas bandeiras colaborativas é que as urnas ungiram esse promissor gestor ao cargo máximo junto a Prefeitura de Sobral. Fará sem dúvidas com dinamismo uma excelente administração municipal a todos sem distinção.Parabéns.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *