Frentistas integrarão greve geral e postos podem fechar em Fortaleza

Sindicato de frentistas diz que categoria irá participar de atos contra reformas do governo Temer (Foto: Júlio Caesar/O POVO)
Sindicato de frentistas diz que categoria irá participar de atos contra reformas do governo Temer (Foto: Júlio Caesar/O POVO)

O sindicato que representa frentistas de postos de combustíveis do Ceará, Sinpospetro, confirma que a categoria irá aderir à greve geral prevista para esta sexta-feira, 28, em todo o País. Presidente do sindicato, Ardilis Arrais diz que frentistas integrarão atos contra reformas do governo Temer em Fortaleza e alguns postos podem deixar de funcionar.

“Nós pedimos que todos os trabalhadores de postos de combustíveis não trabalhem (…) não creio que todos os postos vão fechar em sua totalidade, mas acredito em uma boa participação dos trabalhadores e pode sim ocorrer que alguns postos, em virtude da participação, acabem não funcionando”, diz.

Ele destaca que a categoria foi uma das mais atingidas com mudanças trabalhistas recentemente aprovadas na Câmara dos Deputados. “É proibida a terceirização na nossa categoria, mas com esse projeto pode nos causar um grande prejuízo”, disse. Ele afirma ainda que sindicato de donos de postos já foram notificados.

Em Fortaleza, manifestações estão marcadas para começar às 9h na praça Clóvis Beviláqua – conhecida como Praça da Bandeira –, no Centro. “Vamos fazer um balanço correndo os postos da capital e ver quantos postos estiveram funcionando e quantos aderiram totalmente à greve”, diz.

Sindicato patronal

Em nota, o sindicato que representa donos de postos de combustíveis, Sindipostos-CE, afirmou que postos de de Fortaleza “funcionarão normalmente amanhã”. “A Agência Nacional do Petróleo (ANP) obriga os postos de revenda de derivados de petróleo a funcionar, no mínimo, de segunda-feira a sábado”, destaca. (com informações do repórter Daniel Duarte)

Carlos Mazza

Sobre Carlos Mazza

Repórter do núcleo de Conjuntura do O POVO. Jornalismo de dados, reportagens investigativas, bastidores da política cearense. carlosmazza@opovo.com.br

3 thoughts on “Frentistas integrarão greve geral e postos podem fechar em Fortaleza

  1. o governador Camilo santana tem que ordenar ao ministério publico estadual , que arranje o jeito de criminalizar essa greve geral ,o mais rápido possivel

  2. Esse Ardilis é uma piada mesmo. Todo mundo sabe que todos os frentistas estão nas mãos dos empresários. Esse sindicato, aliás, nem tem razão de existe. Visto que não funciona.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *