Aproximadamente 180 resultados (0,191 segundos)

Mandado de busca coletivo contraria Constituição

Arte: Hélio Rôla

Reprodução de artigo publicado na edição de 28/8/2014 do O POVO. Mandado de busca coletivo contraria Constituição Plínio Bortolotti Procurei, sem encontrar, nem Constituição Federal e nem no Código de Processo Penal (CPP) algum item que justificasse o “mandado de busca e apreensão coletivo”, abuso que vem sendo cometido pela polícia para entrar, aleatoriamente, em [...]

Continue lendo

Sobre homens e macacos

Carlus

Reprodução da coluna “Menu Político”, caderno “People”, edição de 24/8/2014, do O POVO. Sobre homens e macacos Plínio Bortolotti Assisti ao original O planeta dos macacos quando lançado, em 1968. Lembro ter saído maravilhado do cinema, talvez pela aventura, porém sem entender bem o enredo. Tive dificuldade de compreender o final, quando Charlton Heston, com [...]

Continue lendo

A síndrome da inauguração

Reprodução do artigo publicado na edição de 21/8/2014 do O POVO. A síndrome da inauguração Plínio Bortolotti A administração pública brasileira padece de um mal chamado “síndrome da inauguração”. Políticos (de todos os partidos) adoram cortar uma fita, espocar fogos de artifício e fazer discursos quando entregam alguma “obra”. Depois, é o desmantelo: praças são [...]

Continue lendo

Hiroshima, 69 anos

Carlus

Reprodução da coluna “Menu Político”, caderno “People”, edição de 17/8/2014, do O POVO. Hiroshima, 69 anos Plínio Bortolotti Efemérides da Segunda Guerra Mundial costumam ganhar destaque nos jornais, como foi o caso do Desembarque da Normandia – o Dia D -, cuja lembrança dos 70 anos reuniu vários chefes de Estado na praia francesa, no [...]

Continue lendo

Dois Estados

Arte: Hélio Rôla

Reprodução de artigo publicado na edição de 7/8/2014 do O POVO. Dois Estados Plínio Bortolotti Inexiste solução para o conflito que opõe hebreus e árabes-palestinos fora de um acordo em que seja atendido o direito de Israel de viver em segurança e do reconhecimento de um Estado palestino. Porém, essa obviedade é desconsiderada pelo direitista [...]

Continue lendo

Por que defendo os black blocs

Ilustração: Carlus

Reprodução do artigo publicado na edição de 3/8/2014, na coluna “Menu Político”, caderno “People”, do O POVO. Por que defendo os black blocs Plínio Bortolotti Na indefectível Veja, Ricardo Setti ironiza o desembargador Siro Darlan, do Rio, por conceder habeas corpus aos militantes ou supostos militantes da Frente Independente Popular (FIP). Espanta-se retoricamente o colunista [...]

Continue lendo

É preciso salvar a política dos políticos

Reprodução do artigo publicadona edição de 31/7/2014 do O POVO. É preciso salvar a política dos políticos Plínio Bortolotti A edição de ontem deste jornal trouxe mais uma prova da barafunda em que se transformou a política (aqui e alhures), tornando quase impossível a sua compreensão pelas pessoas, chamemos assim, “comuns”. A notícia é que [...]

Continue lendo

(Des)entendendo o Black Bloc

Carlão

Reprodução de artigo publicado na coluna “Menu Político”, caderno “People”, edição de 27/7/2014 do O POVO. (Des)entendendo o Black Bloc Plínio Bortolotti Na sequência de manifestações de junho do ano passado, quando fomos apresentados à “tática black bloc”, os seus críticos, eu incluído, eram instados a “entenderção” o movimento pelos que ficavam em cima do [...]

Continue lendo

O país das extravagâncias

Reprodução do artigo publicado na edição de 24/7/2014, do O POVO. O país das extravagâncias Plínio Bortolotti Neste Brasil brasileiro, o excesso parece contaminar todas as áreas. Na política, nem se fala, pois tornou-se o terreno do bizarro. Depois que a Folha de S. Paulo mostrou que o candidato a presidente Aécio Neves (PSDB), quando [...]

Continue lendo

A Copa e seus usos

Reprodução do artigo publicado no caderno “People”, coluna “Menu Político”, edição de 20/7/2014 do O POVO. A Copa e seus usos Plínio Bortolotti Nesta altura do campeonato, o universo já sabe que a Alemanha é tetracampeã das Copas do Mundo, e o brasileiro já teve tempo suficiente para lamber as suas feridas. Falar-se-á durante muito [...]

Continue lendo