Mia Couto na Unifor: alunos e professores de qualquer instituição têm desconto de 50% na entrada

Mia Couto, escritor (Foto: Bob Wolfenson/Divulgação)

Alunos e professores de qualquer instituição de ensino poderão fazer inscrição no seminário internacional com o escritor Mia Couto, promovido pela Universidade de Fortaleza (Unifor), com desconto de 50%. O valor do ingresso – R$ 350 – causou reações na cena cearense. Nas redes sociais, leitores do autor moçambicano consideraram o preço “injusto e abusivo”.  O evento acontece no dia 29 de junho, nas dependências do Teatro Celina Queiroz. Inicialmente, apenas estudantes e egressos da Unifor teriam o desconto de 50%. Continue lendo

Um armário de chaves, memórias e poesias

Anna K e Talles Azigon (Foto:Tatiana Fortes/ O POVO)

Por Mariana Amorim (do blog Memórias de Gaveta)

Publicado pela editora Substânsia, através do Fundo Carolina, Claviculário é o primeiro livro da escritora cearense Anna K Lima

Claviculário. Segundo o dicionário é um armário pequeno com ganchos para guardar chaves. Usado, principalmente, para facilitar na organização desses itens. Um caixa de chaves para abrir sentimentos. Essa foi a inspiração da cearense Anna K Lima para nomear seu primeiro livro. Claviculário, uma coletânea de poesias e minicontos desenvolvido pela autora durante dez anos, que chega às livrarias esta semana. O lançamento da obra ocorre hoje, às 19h30min, no bairro Benfica. Continue lendo

Sete bons motivos para ler Extraordinário antes da obra chegar ao cinema

Cena do filme que será lançado em novembro

Por Mariana Amorim (do blog Memórias de Gaveta)

Publicado em 2013 pela editora Intrínseca, o primeiro romance de R. J. Palacio chega aos cinemas em novembro com direção de Stephen Chbosky

Extraordinário chegou as minhas mãos através da minha irmã mais nova. Já foi uma surpresa. Por tradição, as coisas chegam até ela por mim. Recebi o livrinho de capa azul e aparência infantil certa que seria uma daquelas histórias bonitinhas. Iria ler em duas ou três horas, achar engraçadinho e esquecer no canto da estante. É, eu estava completamente errada. Continue lendo

Escritora Anna K lança lClaviculário, livro de amores e memórias

Na próxima quarta-feira, 21 de junho, a escritora Anna K lança Claviculário, livro-presente que ganha as livrarias através do Fundo Carolina. A publicação é um apanhado do trabalho desenvolvido pela autora durante dez anos.  Para mim, Anna K escreveu uma carta contando a experiência de produzir o livro e o caminho traçado até o livro se transformar em realidade. Compartilho o texto – que primeiro foi tracejado à mão e só depois digitado – como forma de convidar os leitores do blog a partilhar esse momento. Cartas são maravilhosas. São essenciais. E não devem ser perdidas. Veja:

Continue lendo

Uma escritora incômoda

Detalhe do livro

Elena Ferrante é uma escritora profunda. São poucas as informações confirmadas sobre a identidade da italiana e seu rosto nunca foi visto. São muitas as “teorias da conspiração” que dizem ter desmascarado a autora que mais chacoalhou o mercado editorial na última década. O verdadeiro nome de Ferrante, entretanto, parece não importar para a legião de fãs fervorosos, que acompanha o lançamento de novos títulos mês após mês. Em março, chegou ao Brasil a tradução de um dos primeiros livros publicados pela escritora na Itália, Um Amor Incômodo, lançamento da Intrínseca. Continue lendo

Mia Couto desbravando as fronteiras em terras cearenses

Mia Couto, escritor (Foto: Bob Wolfenson/Divulgação)

A Unifor vai receber o escritor moçambicano para repartir vivências com o público. Evento tem vagas limitadas e acontece no Teatro Celina Queiroz

Um dos escritores mais representativos da contemporaneidade, Mia Couto estará no Ceará no dia 29 de junho, quinta-feira, para palestra na Universidade de Fortaleza (Unifor). O autor de Terra Sonâmbula e de Vinte e Zinco partilhará vivências e conhecimentos. As vagas são limitadas e a inscrição pode ser feita através da internet (ver serviço). Aos 61 anos, Mia Couto é reverenciado em circuitos literários e ganhou importantes honrarias, como o Prêmio Camões. Continue lendo

Hirondina Joshua, uma poetisa necessária para os nossos tempos

 

Hirondina Joshua

Hirondina Joshua, escritora moçambicana que estreia no Brasil em 2017, faz das palavras uma porta aberta. Com os vocábulos certos, a autora de 30 anos guia os olhos dos leitores para os desejos, os amores, as incongruências da vida. Antes de publicar o primeiro livro – Os Ângulos da Casa – ela integrou várias antologias e foi colaboradora de periódicos. Mas é no primeiro livro que vemos as faces de Hirondina mais limpas. Publicado em Moçambique no ano passado, a obra ganhou uma edição brasileira pela Penalux.
Continue lendo

Turnê Intrínseca não acontecerá em 2017

A tradicional Turnê Intrínseca não será realizada em 2017. A editora anunciou, através de vídeo, que não seria possível fazer a maratona de viagens. Há cinco anos, a equipe de marketing da empresa circulava por capitais brasileiras para ter contato direto com os leitores. Os encontros permitiam aproximação entre a empresa e o público.

Nos eventos, realizados em livrarias e outros espaços das cidades, os integrantes da Intrínseca mostravam os lançamentos do ano, apresentavam as capas dos novos livros, falavam sobre as edições. A expectativa é que a turnê volte a acontecer em 2018.  Continue lendo

Português Manuel Alegre vence o Prêmio Camões 2017

Manuel Alegre, escritor português

Da Agência Brasil

O escritor Manuel Alegre venceu a 29ª edição do Prêmio Camões 2017, concedido pela Fundação Biblioteca Nacional. Ele nasceu na cidade portuguesa de Águeda, em 1936. No campo da poesia, começou a ganhar destaque com as coletâneas Poemas Livres, datadas entre 1963 e 1965. A decisão havia sido anunciada na última semana, mas só foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira. Manuel vai ganhar 100 mil euros. Continue lendo

Coração da leitura no Benfica

 

Biblioteca Dolor Barreira. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

Diariamente, passam apenas 250 pessoas pela Biblioteca Dolor Barreira, localizada no Benfica. Equipamento poderá ser transferido – total ou parcialmente – para outro prédio. Secultfor ainda estuda futuro da biblioteca
Continue lendo