Ceará: são justas as vaias ao zagueiro Sandro?

As vaias continuam dominando o começo de temporada no futebol cearense, especialmente quando o assunto é Fortaleza e Ceará. São reclamações contra as atuações coletivas e individuais.  No Tricolor, Juninho Potiguar tem sofrido uma grande perseguição. No Ceará, é a vez de Sandro, zagueiro que chegou ao time em 2014 e não demorou para se tornar ídolo da torcida.

Naquele ano, vindo do Joinville, foram 59 partidas. Veloz, forte no combate pessoal, o zagueiro ainda faria nove gols, mas já mostrava falhas na bola aérea defensiva e posicionamento.  Não há perfeição e ele se comportava, no geral, satisfatoriamente diante das possibilidades técnicas de um elenco de Série B.

Chegou 2015 e a situação se complicou. As falhas defensivas ficaram mais evidentes. Foram 45 jogos e os gols que compensavam suas eventuais bobeadas minguaram. O zagueiro balançou as redes apenas três vezes. No ano passado, Sandro despencou tecnicamente. Um gol apenas em 16 jogos e uma contusão grave por estresse na tíbia que o tirou seis meses do futebol.

Em 2017 a paciência da torcida acabou. Na vitória desta quinta-feira sobre o Horizonte, especialmente na segunda etapa, bastava o carioca pegar na bola para vaias estrondosas serem ouvidas no Castelão quase vazio. O jogador de 28 anos encarou de forma madura a situação. No fim da partida, disse que atuar no Ceará é saber aguentar pressão. Ele é homem de confiança de Dal Pozzo, que agora vê a torcida pressionar pela escalação de Luiz Otávio, que atuou em apenas um jogo pelo Alvinegro, contra o Ferroviário, e foi bem.

A situação é delicada. As vaias são a melhor forma de uma torcida se manifestar sem violência. Já as vaias seguidas passam a ser marcação cerrada no jogador, que tende a se irritar ou ficar desapontado, piorando seu rendimento. Não é fácil responder ao questionamento que eu mesmo fiz no título do post, mas, tecnicamente, me parece o momento de dar chance para outro carioca,  Luiz Otávio, 11 cm mais alto, contratado para ajudar e que, mesmo na pífia campanha do Sampaio Corrêa em 2016, conseguiu algum destaque. Vale ao menos testar.

Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

13 thoughts on “Ceará: são justas as vaias ao zagueiro Sandro?

  1. Sandro teve uma temporada desastrosa em 2016, muitas falhas, muitos pontos entregues na série B, aquele jogo contra o Avaí , que ele entregou dois gols nunca me saiu da memória, e aquele gol contra que ele fez, com a bola dominada, o gol contra mais tosco que já vi em toda minha vida. Depois veio a contusão e seu afastamento. A renovação dele para 2017, assim como a do Rafael Costa, é mais um tiro no pé do Presidente pirulito. A torcida não confia no zagueiro, e sabemos que nos momentos em que mais precisarmos ele irá falhar, como assim o fez várias vezes. Na verdade, Sandro carrega consigo a imagem da temporada anterior, a imagem de um perdedor. Assim como Rafael Costa, Cametá…

  2. É triste como alguns torcedores querem exigir de um jogador que apesar dos deslizes ja citados em temporadas anteriores, esse ano não comprometeu. O que vimos em campo do Sandro ontem é o que ele é, nunca foi de sair pro jogo, a torcida tem memória curta, mas ate que o próprio jogador prove o contrario a titularidade é dele pela regularidade mantida ate agora. A opçao é do treinador, a torcida tem direito de discordar mas a cobrança não pode ser no atleta, como todos os demais ele esta disponivel pra jogar caso seja opcao da comissão tecnica.

  3. Sim,justas!

    Todo profissional ( seja qual for a área) que não exerce à contento o seu oficio,merece ser criticado!

    Em 2016,Sandro cometeu erros que influeciaram nos resultados ! Apesar de não ter cometido erros capitais nesta temporada,ainda se mostra inseguro,e a arquibancada sente,é inevitavel! Soma-se isso a frustração da torcida com os fracassos recentes,e o resultado não pode ser outro ,vaias !

    A critica em questão,é em cima do profissional! Nada pessoal. Isso que tem que ser ressaltado!

    Agora seria bom a massa alvinegra também começar a vaiar outros que até agora NÃO mostraram a que veio . Ta difícil ver Lelê quebrando a bola juntamente com Baggio! Vaia pra esses também. Ta na hora!

  4. O Sandro pelas suas limitações e insistência nos erros de posicionamento vem minando o sistema defensivo. o torcedor está cansado de ver isso acontecer com o time nesse longo período sem zagueiros de qualidade.

    Outro ponto importante é que os volantes do Ceará não protegem de forma solida a defesa, não temos ainda um primeiro volante seguro defensivamente para amenizar o problema, o esquema praticamente obriga o segundo a jogar como um meia na maioria do tempo, isso sobrecarrega os zagueiros evidenciando suas capacidades, para o bem(Rafael Pereira) ou para o mal(Sandro, Charles & Cia)…

    Sinto muito pelo atleta/pessoa, mas infelizmente não tem condições. a diretoria poderia muito bem ter evitado essa situação, assim como poderiam ter evitado o desastre de 2016 quando mantiveram meio time de 2015 por gratidão. são erros que evidencia a falta de conhecimento sobre o futebol e um Ceará bonzinho além da conta… pra chegar longe é preciso firmeza, tomar decisões difíceis que as vezes não serão as mais cordiais, colocar a instituição com prioridade total.

  5. Se o Sandro é homem de confiança do técnico…que saiam os dois prá outro time. Não suportamos mais o Sandro Carangueijo…só toca prá trás, não tem um pingo de confiança. O Ceara não é instituição de caridade e nem vive de jogador não. Inclusive, se o Sandro fosse esse jogador já teria deixado o Ceará e ido prá o Sul, não é assim que fazem? Sem esquecer que o Éverson já passou da hora de tá fazendo suas lambanças; por que não experimentar o Lauro!

  6. Acho q as vaias não sejam a pessoa do Sandro e sim pelo pouco futebol q vem jogando, ñ resta dúvida q foi um dos melhores do nordeste, mas isso passou e pela doidice do treinador em mantê-lo no time como titular faz com q a torcida se irrite e aí como vingança mete a vaia no cara, seu treinador, poupe o Sandro pelo amor de Deus, se for prá recompensar alguma copisa do passado, passe uma grana prá ele Sandro e pronto, pq o time e nem a torcida pode pagar pelo momento do jogador, SANDRO, foi um grande zagueiro sim, mas hoje é passado e ñ tem a mínima condição de ser titular no vozão; como falou um amigo aí, se for prá vaiar pelo futebol em campo, q meta a vaia também no Lelê Baggio etc; qto ao jogo passado, como vem jogando esse Richardson e como vem crescendo o futebol do Cametá, mas ainda existem recalcados q ainda mete a chibata no cara, q ignorância, só pq veio do outro time, o das mangas; não se iludam em? nosso time tá apenas no manjadinho e ñ é parâmetro prás outras competições ainda viu galera, acho q estamos muito longe prá Bzona e demais competições nacionais.

  7. Todo jogador de futebol profissional deveria procurar nas lojas especializadas um vidrinho do produto chamado SIMANCOL e fazer uso dele todos os dias. Não é possível que o cara não se “toque” que o momento dele no clube já passou.
    O Sandro já foi muito importante para o Ceará, chegou até a fazer gols importantes, mas no momento, e não é de hoje, que o cidadão não está bem. Desde a temporada passada em que se ventilou aquela estória do interesse do Baêa que ele passou a jogar mal. Aqueles dois gols iniciais contra o Avaí com aqueles excessivos recuos de bola, talvez tenham sido determinantes para que o Vovô deslanchasse na competição.
    Antes aconteciam os chutões pra frente tão abominados pela crítica e pela torcida mas que se tornavam bem melhor do que as “recuadas” perigosas.
    Hoje esses recuos de bola para o goleiro não mudam muita coisa porque aí quem vai dar o chutão pra frente é o goleiro e com um detalhe, a bola vai cair mais perto.
    Então meu véio, se não tem mas condição de exercer condignamente a sua função então que o boné pra sair. Já foi curado, já está mais ou menos em condições de jogar então penso que já está PASSANDO da hora de cair fora.
    É melhor do que ficar ENSEBANDO e recebendo vaia toda hora e comprometendo a equipe.
    Peça pra sair, Sandro, é mais honesto e mais sábio. Quem sabe você não encontre guarida noutro clube como o GILVAN, que era outro amado e odiado pela torcida, encontrou?

    Em tempo: Ele ficando evita que o Dal Teimoso lance de vez o Xerifão Luís Otávio que está estraçalhando e que fica esquentando o banco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *