Fortaleza: dois jogos ruins, mas não dá para ignorar o prejuízo que os gramados causaram

Após a vitória no Castelão sobre o Maranguape por 4 a 0, com uma atuação melhor do que vinha tendo até então na temporada, o Fortaleza voltou a fazer dois jogos ruins, nos empates fora de casa diante do Altos-PI e do Guarany de Sobral.

Por mais que o time tenha falhado individual e taticamente, e que a pressão sobre o técnico Hemerson Maria esteja em curva ascendente, não é justo ignorar os gramados que o tricolor enfrentou nessas duas partidas.

Contra o Altos, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, se o futebol brasileiro fosse sério, a Liga do Nordeste e os clubes se preocupassem com a qualidade do esporte e os jogadores efetivamente tivessem noção de organização de classe, não tinha jogo. Ia todo mundo embora. O campo era absolutamente constrangedor, com buracos imensos de terra e alturas variadas de “grama”. Até arbustos, se bobear, dava pra encontrar.

Em Sobral, no Junco, a situação não era muito diferente. Um gramado pavoroso, mal cuidado, onde a bola não rolava, apenas quicava, mudando de direção ao sabor dos buracos, prejudicando os atletas dos dois times.

Não há toque de bola, troca de passes, tabelas e aproximação entre os jogadores que resista. Não tem a mínima condição, especialmente no sistema ofensivo, de esperar atuações boas com condições tão precárias. Claro que isso não isenta a necessária melhora que o Fortaleza deve mostrar, mas é justo que ao menos minimize a cobrança diante de gramados absolutamente inaceitáveis.

Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

21 thoughts on “Fortaleza: dois jogos ruins, mas não dá para ignorar o prejuízo que os gramados causaram

  1. Ai! Ai! Ai! Ai! Será meu Deus que a única alegria que eu vou ter esse ano é ter vencido (com um golzinho merda) o BOM time alvinegro??? Sim, porque vai ser só uma vez mesmo haja vista que do jeito que as coisas estão ocorrendo mais uma vez vamos levar “ferro” no Mata-Morre (dessa vez é do manjadinho) e não vamos poder enfrentá-los de novo.

    Sair da Czona, então, nem pensar. Vai ser mais uma participação, a nona seguida e a décima sexta na história. Cruzes!!!

    “Comentário solitário de um torcedor da carniça colorida”

  2. Sério q não dá pra IGNORAR ISSO? Será que o BARCELONA DO NE tem mostrado ser tão tecnico assim que o gramado seja um fator determinante nos resultados?

    Pra quem observou bem todos os jogos do famigerado time da serieC pôde perceber que o time não tem uma boa transição e a sua defesa é pouco segura. O ataque é inconstante e cria poucas chances de gol. Jogou contra o maior rivar esperando por um erro e foi um LEAO diante do fraquissimo maranguape. Engana-se quem pensa q os maus resultados foram por conta de gramado ruim ou temperatura. O time é fraco sim, e o comando sem recursos.

    Se você leu o português que eu escrevi – tenho dúvidas – sabe que não analisei que foi apenas o gramado ruim que fez o Fortaleza jogar mal nos dois jogos. É apenas um ponto que entendo não pode ser ignorado. Se fosse o seu time jogando eu teria a mesma análise. É importante ser justo.
    FG

    1. Certamente, mas a analise que eu fiz foi de maneira geral, o GRAMADO é apenas mais um detalhe, não determinante já q o futebol apresentado pelo f3c não convence, quanto ao MEU TIME, longe de estar pronto de disputar uma competiçao nacional em alto nivel, mas como o parametro é o estadual, é nitida a diferença na qualidade tecnica/tatica.

  3. É inevitável não analisar o estado dos dois gramados dos últimos jogos do Leão. No entanto, o time já jogou partidas suficientes para demonstrar o mínimo do mínimo de jogadas trabalhadas com bola rolando…. é dito em gênero, número e grau que o elenco até hoje escalado é fraco tecnicamente e, somente, tem disposição…. disposição essa que não é suficiente para ganhar partidas, com respeito as instituições, de times ainda piores que o Fortaleza… o Sr H. Maria insiste num esquema que desde os seus primeiros jogos demonstra uma total ineficiência na parte ofensiva… e sabendo da falta de tempo para treinar com jogos quarta e domingo, me preocupa a falta de leitura tática dos jogos mesmo com as atuais peças, sem os reforços… como pode o torcedor ir ao estádio crendo ver um time um pouco melhor, mais entrosado, mais arrumado taticamente e passa 90 minutos vendo chutões, o time não consegue ir a linha de fundo tocando a bola e cruzar na área…. é como se fosse no “bambo”… “bambo” esse que nós fez ganhar do nosso freguês e que não iludiu a torcida, só a deixou feliz porque é sempre bom ganhar do kanal… trocar treinador, às vezes, parece óbvio… mas o Sr H.Maria terá dois jogos para mostrar sucessivas evoluções. .. contra o Moto e na partida seguinte… senão será fácil procurar outro treinador pra começar novo trabalho. .. porém já estaremos fora da Copa do Nordeste…

    Tiago, muito obrigado pelo comentário. Que bom que você leu e compreendeu o óbvio, ao contrário de gente que, propositalmente, lê o que não está escrito e interpreta de acordo com o interesse próprio. Valeu.
    FG

  4. Nós alvinegros não podemos nem frescar,porque como é que o Ceará consegue perder para um time leproso desse da lioa?!!

    Ontem até tentei assistir pra “secar”…Mas não consegui assistir nem até os 40 do primeiro tempo,desliguei a TV. Jogos ruins já bastam os do Ceará…Acompanhar 2 buchadas é demais pra mim…kkkkkkkkkk!!

  5. Isso mesmo Grazianni, o gramado prejudicou o bom futebol. Entretanto, o Fortaleza poderia olhar com carinho para algum treinador da Terra como o Flávio Araújo, ou o Oliveira Canindé. Acorda Diretoria !!!!!! #Cito&Oliver #HyagoArroz #CarecaCariri

  6. Outrora o meu Fortaleza jogou neste mesmo estádio e conseguiu jogar bem. Uma ou outra vez não foi tão bem. Mas nunca, nunca jogou o que se viu ontem. O que se viu foi uma repetição do mesmo jogo contra o Altos-Pi e contra o Horizonte. Tudo bem que o gramado não ajuda. Mas, em plena consciência, o que não ajuda mesmo é a falta de técnica dos jogadores. Quantos jogadores ruins! Meu Deus não dá pra esconder isso. É notório. É muito claro.
    Time sem criatividade, sem inteligência nas jogadas, sem inspiração.
    Muita correria, passes errados, uma chatice.
    O ruim estado do gramado é de longe uma justificativa para o PÉSSIMO futebol demonstrado ontem e, convenhamos, demonstrado na maioria das vezes neste ano.

  7. FG,não há reparos a fazer em vosso blog.
    O que os kanalences querem que sepre se deprecie ao máximo o FEC.
    Mas é muito divertido ler idiotices como o do internauta que postou ” o BOM time alvinegro”.
    Isto é a piada mais engraçada que ouvi nos ultimos dias.
    O kanal tem um time fraquissimo,ganhou do propio maranguape na bacia das almas ,Rsrsrs e contra o FAC,meu Deus ,o Ferrim pediu pra parder,sem falar que este treinador do Ferrim nunca ganhou do kanal,não sei por que,quando treinava o botafake da PB,era botinada pra tudo que era lado quando jogava contra o FEC.
    Portanto o kanal com esta buchada se encontrar com FEC na Final ,pra ganhar vai ter que melhorara e eé muito.

    ST

  8. PENSO o seguinte:
    Não aguento mais ouvir a “DESCULPA” do GRAMADO(ou campo de jogo porque gramado que é bom…) !
    Essa desculpa tá quase igual as desculpas dadas pela Seleção Brasileira nos anos 80, 90, quando ia jogar na altitude de La Paz por exemplo, e não conseguia jogar um futebol CONVINCENTE. Toda vida era a mesma coisa: “a culpa foi da altitude”.
    É sabido que o nosso campeonato, com a variedade de Estádios a disposição, a fora o Castelão – que com esse monte de jogos vai acabar na mesma situação -, e as chamadas ARENAS espalhadas pelo Brasil, não existe campo de futebol que dê condição pra um trabalho, “TEORICAMENTE” bem feito.
    Queria só ver um Guardiola desses da vida trabalhando nesses campos e jogando a cada três dias por aqui.
    Taí ! Guardiola seria um bom parâmetro pra essa desculpa esfarrapada.

    Caso LEÃO DE AÇO é simplismente EXPLICITO: FALTA QUALIDADE !

    O time já começou a temporada errado, e “de novo”, quando JOGA com lateral/volante. Antes era só dum lado agora é dos dois;
    Os zagueiros quando enfrentam jogadores de velocidade deixam a desejar;
    Volantes, até aqui, nenhum deles mostrou capacidade técnica para uma simples boa saída de bola. A não ser que sejam os dois que estão nas laterais, que duvido;
    Meio campo temos RODRIGO ANDRADE, que joga sozinho, corre muito sem a bola, cansa e fica igual ao Sobralense no ano passado(mão na cintura). Precisa de mais alguém com ele pra dividir: marcação adversária e criação. Sozinho vai abrir o bico todo jogo;
    ATAQUE… deixa EU ver aqui: POTIGUAR até agora uma negação; GABRIEL(dos gols bonitos) só fez os dois gols até aqui e vive de lampejos; ESLEY é um “corredozin” que fica posicionado mais tático que é pra correr atrás quando dos contra ataques adversários; agora me aparece VINICIUS BAIANO que, pode até jogar mais que os dois citados(Gabriel e Esley). No que parece tá no mesmo nível; LÚCIO FLÁVIO pra fazer pivô pra ele mesmo não vai conseguir.
    Por falar em ataque: ESLEY, GABRIEL e VINICIUS… ataque de fraldas.

    Pior é que dos quase dois times inteiros contratado, faltam somente mostrarem 3 ou 4 jogadores(além dos goleiros reservas), sendo que um, já começaram os falatórios quanto a salário diferenciado(Zé do Gol).
    Por falar em GOLEIROS… esse BOECK veio de encomenda. Os outros pra pegarem uma chance nesse gol do LEÃO DE AÇO… sei não viu.

    Mais pior ainda é saber que, já que estamos deixando a desejar. A saída é procurar dentre os que já estavam e os que chegaram, melhores opções, no que só vai é atrasar mais ainda o trabalho CONJUNTO.
    OU SEJA… rodadas a frente de muita PACIÊNCIA ainda estão por vir.

    FATO é que HEMERSON MARIA continua devendo um algo mais, uma vez que os jogadores que aí estão, ou foram INDICADOS ou AVALIZADOS pelo próprio.
    É MUITO POUCO para as expectativas criadas por parte da torcida que, ano passado GRITOU EM VERSO E PROSA: “manda tudo embora e faz outro time”
    TAÍ O PREÇO DA INFANTILIDADE !

    Ouso dizer que CAMPOS DE JOGO atrapalham ainda mais, quando não se tem, se quer, UM SISTEMA DE JOGO DEFINIDO.
    Piauí jogamos com 3 zagueiros; 4 volantes(contando com os laterais); 1 meia(boca); e 1 atacante e meio.
    Sobral jogamos basicamente na mesma formação, só que com 3 atacantes fraldinhas.
    Se os campos de jogo eram similares e tivemos mal no Piauí, as mudanças – colocando mais gente na frente foi acertada -, MAS, só escancarou mais ainda a necessidade TREMENDA de MELHORES OPÇÕES PRO ATAQUE.

    ESPERAR é a nossa sina.

    Ainda assim…
    SOU MAIS LEÃO DE AÇO.

  9. Fernando Graziani demonstra mais uma vez que é um jornalista ponderado, responsável em suas análises. Pois, no momento atual, seria fácil meter a bomba para inflamar mais do que a razoabilidade recomenda. E contribuir para conturbar o ambiente, aproveitando as paixões da torcida. Parabéns, Graziani.

  10. Comentário absolutamente pertinente. Quem conhece os dois gramados sabe muito bem da péssima qualidade. E não percebi no texto nenhuma intenção de desconsiderar os problemas técnicos e táticos que o Fortaleza tem. Quem vem acompanhando o time sabe que a vitória contra o fraquíssimo Maranguape não engana ninguém. Não acho que seja ainda o momento de condenar o treinador, mas paciência tem limite, e o torcedor há 8 anos viu seu time ser rebaixado para a Terceira Divisão e desde então nunca mais o viu sair de lá. Não é fácil, temos que reconhecer!

    Marcelino, obrigado por ser uma exceção e saber interpretar textos.
    FG

  11. FG , a qualidade técnica tinha que se sobrepor às adversidades. Os estádios em questão foram aprovados por seus respectivos organizadores. Acho que vc, por ser jornalista, escolhe as palavras para não ser alvo de melindres,entendo perfeitamente. Numa análise fria e evidente acho o time do FEC ,fraquíssimo. Falta qualidade , a exceções do goleiro Boech e do atacante Gabriel. Tomara que as contratações feitas a pouco tempo melhorem a onzena, dando um salto na qualidade técnica. Pontuar a questão do gramado como algo que possa parecer determinante nos resultados, serve apenas como detalhe e não ao contexto do que realmente é, time FRACO. O que observamos a cada jogo, enriquece ainda mais essa certeza. É só o meu ponto de vista. Não aceite isso como crítica, gosto do blog e da sua redação. Apenas vejo a situação diferente de vc. Ratifico o que já disse : O time do FEC, que até agora vem jogando, é FRAQUÍSSIMO.
    Saudações Tricolores !

    Time fraco tecnicamente e atuações prejudicadas ainda mais pelo gramado não são coisas excludentes. Coloca um time técnico num gramado desse – Bayern, Barcelona, Palmeiras, Flamengo – pra ver se não há prejuízo. É até meio óbvio.
    FG

    1. FG, te garanto que essas equipes citadas por vc ganhariam fácil do Altos -Pi e do Guarasol – Ce . Puxando pra nossa sardinha,cravo sem medo de errar que o Guaraju-Ce não perderia pra esses dois.
      Saudações Tricolores !

      Agora acho que a coisa é mais grave na sua interpretação. Parece inacreditável que vc tenha achado que eu comparei o elenco dos times que citei com o Fortaleza, a ponto de vc comparar que os citados ganhariam do Altos e do Guarany. Me referi ao desempenho do próprio elenco, seja de que time for. Num campo bom a chance de se jogar melhor é superior. Isso é tão óbvio que chega a ser surreal.
      FG

      1. Claro que eu entendi, FG. kkkkk… Não achei isso não. Gramado ruim apenas diminui o desempenho das jogadas e não da técnica em si. Esse mesmo desempenho, caro jornalista, vem da forma de como os jogadores participam da partida. Simples assim. Bom dia, cara.
        Saudações Tricolores !

  12. Realmente a questão dos estádios e não só dos gramados foi a prova da desorganização do nosso futebol, está proibido jogos no PV, imagine nos locais em questão onde no intervalo os jogadores ficaram a borda do campo com um ventilador na frente, foi ridículo. Quanto ao meu time, estamos pagando pela falta de competência e organização dos dirigentes, jogaram fora todos do ano passado para montar uma nova equipe. A questão é que o futebol é coletivo, começamos o ano com um amontoado de jogadores vindos dos mais diversos locais sem conhecimento de jogo uns dos outros e sem tempo para treinar, já que estamos disputando por enquanto duas competições, apenas jogando uma partida atrás da outra. É por isso que apenas o goleiro se destaca nesta equipe. Será que não deveria ter sido aproveitados alguns dos atletas do ano passado, contratando menos jogadores e de melhor qualidade, poderíamos ter uma equipe que já existia enquanto grupo e melhorada com novas contratações. Não adianta só ficar vaiando, nunca vão conseguir um time melhor pelo simples fato da vaia, pelo contrário vai é piorar.

  13. Polêmicas à parte, não vi na reportagem nada digno de tantas argumentações clubísticas postadas. Nossos times ainda não estão no ponto, como também nos outros regionais, se assistirmos veremos que o nível do futebol praticado no país ainda tá fraco. Acredito que mais umas 4 semanas veremos melhoras “em geral”, mesmo reconhecendo o meu time: Fortaleza, também tá fraco tecnicamente.

  14. FG, PARABÉNS pela paciência que você tem em ficar argumentando com alguns participantes. Os caras são fanáticos e não levam nada a sério. Quando vi as primeiras imagens do estádio (?) Lindolfo Monteiro, minha reação foi de desligar a televisão. Aquilo tudo era sofrível. Imagine um jogador profissional ter que trabalhar numa pocilga daquela. O risco de contusão é imenso, e o medo de ficar fora dos próximos jogos, interfere no seu desempenho. Os jogadores caseiros também acham ruim, lógico, mas já mapearam os lugares onde devem pisar e puxar as jogadas. Terrível! Impossível cobrar dos jogadores uma coisa em que eu nem teria entrado em campo. Entraram em campo porque são obrigados. Se fossem consultados duvido que alguém quisesse jogar. Salve o gramado do estadinho de Paracuru, mas que também tem péssimos vestiários. Melhor ficar no gramado! E naquele braseiro de Teresina ainda tiveram que fazer uso de um pequeno ventilador para sobreviverem.
    Domingo tudo vai ser diferente e o time vai voltar a apresentar o bom nível dos jogos contra Bahia, Maranguape e FREGUÊS DE CADERNO!!! (freguês de caderno, é ótimo!!!)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *