Ceará 1×0 Tiradentes: vitória, vaias, redenção e preocupação

Em quatro jogos no estadual, três vitórias. Nesta quarta, o Ceará bateu o Tiradentes por 1 a 0, gol de Rafael Costa. O atacante encerrou um jejum de sete meses sem balançar as redes (desde o dia 2 de julho, contra o Bahia) mas também se tornou uma grande preocupação para o Alvinegro, já que aos 43 minutos do primeiro tempo, em um lance que foi ajudar na marcação, tropeçou sozinho, travou o joelho direito e saiu chorando do gramado. Nesta quinta um exame de imagem será realizado para se conhecer a gravidade da contusão. Lamentável demais caso a gravidade seja como pareceu. Que a notícia não seja ruim para o atleta.
O primeiro lance de perigo da partida, aos quatro minutos, foi do Tiradentes. Valdir Papel ganhou do zagueiro Sandro e por pouco não abriu o placar. O atacante, inclusive, perderia mais três chances para marcar.  O gol do Ceará saiu aos 12 minutos. Rafael Costa aproveitou bola espirrada e, em posição legal, matou no peito e chutou firme no canto direito do goleiro.
Com a vantagem, o Ceará poderia ter aproveitado os espaços concedidos pelo Tiradentes para impor um jogo mais intenso, mas não o fez, irritando o técnico Gilmar Dal Pozzo, que orientava seus atletas o tempo todo. Ainda assim, em duas oportunidades a equipe poderia ter ampliado. Aos 23 minutos, Felipe Menezes (muito vaiado) bateu falta na trave e aos 42, Matheus Trindade cabeceou com muito perigo.
Na segunda etapa, já com Magno Alves na vaga de Rafael Costa e Felipe Tontini no lugar de um apagado Douglas Baggio, o Ceará viu um Tiradentes tentando o empate com insistência. Valdir Papel perdeu grande chance antes do primeiro minuto. Os comandados de Sérgio Alves seguiam ocupando seu campo ofensivo aproveitando a marcação ruim do Alvinegro no meio-campo, mas pecavam nas finalizações.
O Ceará, que via sua torcida impaciente nas arquibancadas, só foi assustar aos 19 minutos, em chute cruzado e perigoso de Magno Alves. A partir deste momento, ainda que sem criar chances agudas, o time passou a ter mais controle do jogo, muito em função da boa presença de Tontini, que deu mais dinamismo ao meio-campo. Como o Tiradentes perdeu seu ímpeto, a partida se arrastou até o fim sem grandes emoções e terminou sob vaias da torcida alvinegra, insatisfeita com o futebol ruim apresentado. No sábado, o Ceará encara o Ferroviário e o Tiradentes enfrenta o Horizonte.
Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

9 thoughts on “Ceará 1×0 Tiradentes: vitória, vaias, redenção e preocupação

  1. Olha,qualquer sujeito que sofre de insônia,basta ele assistir a 5 minutos de jogo do Ceará que eu garanto que ele desaba em sono…kkkkkk…Letargia total !!

    Entra jogo e sai jogo e evolução que é bom,nada…Esse lance de começo de temporada já não serve mais como argumento! Está tudo como antes,ou seja,uma verdadeira negação…Um elenco fraco,sem poder de fogo e um técnico míope,incapaz de utilizar os jogadores menos ruins do grupo .E o mais agravante: foi primeiro técnico que eu vi na vida,que ficou com medo de perder da potência futebolística chamado tiradentes… Simplesmente ridículo…Quem o escutou falando com o repórter do EI sobre o adversário poderia jurar que ele estava se referindo ao Barcelona…Patético!

    A não ser que ocorra um milagre,isso não vai acabar bem ( de novo). A torcida sente isso…E a torcida sabe também que não adianta apelar,gritar,chorar e se debater para a diretoria pois a mesma é omissa e já está provado que só age em situações extremas…

    Que fase,meus amigos…!!!

  2. Graziani, você é um jornalista e um profissional que admiro muito, por isso já estou lhe pedindo desculpas por discordar de você. Não achei que o Douglas Baggio estava apagado, mas sim que está notoriamente sem preparo físico e sem entrosamento com os demais colegas de profissão. Enfim, o time precisa melhorar, mas não creio que seja tão ruim com alguns falam por aí.

  3. Douglas Bagio quem será o padrinho dele. Este time está parecendo com aquele que quase caia para a série do liaum. Sei não, mas acho que vai ser mais um ano de sofrimento.
    O Robson pé frio com seus papos furados enganando a todos.
    Uma pergunta cabulosa: pra que serve mesmo este CT que estão importando juvenis dos times do sul sudeste? Os daqui não servem?

  4. Continuando com esse esquema pouco produtivo, onde a prioridade é a marcação ( daí se entende o porque do Magno Alves ser reserva do Douglas Baggio ), a permanência desse treinador está com os dias contados no Ceará. O Magnata jogando fixo na área sem meias e laterais de qualidade vai passar o ano todo sem marcar um gol sequer!!! Outro erro é a insistência com Felipe Menezes, que joga como se estivesse fazendo um favor, lento disperso….

  5. Acompanho futebol desde pequeno e juro pra vocês que nunca vi um time tão fraco como esse do Ceará. Robson de Castro é um dos piores presidentes que o Ceará já teve, meu Deus.

  6. Isso mostra por quê, apesar do péssimo trabalho dos ditos “grandes”, não dá pra levar a sério os times menores. A euforia causada por um começo de campeonato de Ferroviário e Tiradentes dura no máximo algumas poucas semanas.

    Nossos clubes são um mar de mediocridade. Do presidente ao porteiro da sede, passando por jogadores, diretoria e profissionais.

    A lamentar o azar deste rapaz que a torcida alvinegra chama de “tartaruga ninja”. Vi o lance hoje pela manhã e confesso que até meu joelho doeu. Um atacante que fica 6 meses sem marcar um misero gol e no dia que consegue balançar as redes sofre uma lesão que parece ser complicada.

    Nunca é bom ver um trabalhador privado de sua atividade laboral. Desejo que se recupere prontamente.

    Saudações Tricolores.

  7. Vai-te Qatar, Barbosinha. Olha o teu presidentezinho do bigodinho não raspado querendo mudar a fórmula da Czona tentando com isso sair da dita cuja. Caso essa fórmula passe o máximo que o liaunzinho vai conseguir é mais uns diaszinhos longe das férias que sempre começam em fins de setembro ou início de outubro para o teu timeco. HUAH HUAH HUAH HUAH HUAH HUAH HUAH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *