Ceará só não tomou gol em quatro dos 21 jogos na Série B

Os péssimos resultados do Ceará na segunda divisão permitem várias análises, todas elas já foram e têm sido discutidas aqui no blog e no programa Futebol do POVO, exibido ao vivo de segunda à sexta na TV O POVO, Esporte Interativo, EI PLus e EIMAXX2, sempre às 18h.

A participação de quem comenta nas mais diversas plataformas ajuda demais, faço questão de agradecer, ainda que eu responda a minoria dos tópicos abertos. Leio tudo, fiquem certos.

Ao assunto do texto, portanto. Nesta terça-feira o Ceará encara o Paysandu, seu jogo número 22 na Série B. Nos 21 anteriores, em apenas quatro a equipe saiu de campo sem sofrer gols. Por mais que o ataque tenha um desempenho ruim – 21 tentos, um por partida – o sistema defensivo é onde se encontra o caos da equipe.

A desorganização tática é total. O time, pior defesa da Série B, leva gols de todas as formas possíveis. São 36 sofridos, uma média absurdamente alta de quase dois por jogo, independente dos goleiros ou zagueiros que joguem. Apenas contra o Atlético-GO e o Botafogo em casa, além das partidas diante do ABC e do Boa, quando atuou como visitante, que a equipe saiu sem ter a rede balançada.

Dos 36 gols que o Ceará tomou na campanha, 18 foram em casa, o que dá a dimensão de que, como mandante, o time se expõe demais. Para conseguir as nove vitórias nos 17 jogos que faltam para ter alguma chance de não ser rebaixado será fundamental para o alvinegro resolver essa questão.

47
Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

13 thoughts on “Ceará só não tomou gol em quatro dos 21 jogos na Série B

  1. ganhou presta perdeu nao presta quero ser comentarista tambem nesse precim kkkkkkkkkkkkk

    Pois é, pode rir bastante…não tem coisa mais fácil do que comentar futebol, só ficar palpitando, sem estudar, se preparar, conhecer, pesquisar, se aperfeiçoar e ainda ganhar dinheiro pra isso!!!! Fácil demais!!! Difícil mesmo é ser comentarista de blog que vive a esculhambar. Aí sim precisa de uma preparação intelectual das maiores.
    FG

    1. Tem cada um que comenta aqui que se me falassem eu não acreditaria.
      O FG simplesmente apresenta números e o cara diz que, ele à revelia da situação do time, o autor do presente blog faz comentários só de situação.
      Com certeza esse aí não lê o blog, ou então lê e não tem capacidade mínima de compreensão.

    2. Fui comentarista esportivo mas comentar time fuleragem é dose, tarefa pro incomensurável Bruno Formiga, relaxe Graziani daqui até dezembro a cantiga da perua é uma só: pêia. Um lance do meu tempo de radialista: estávamos num jogo ruim que só falta de fôlego e o speaker (é o novo) fechou o microfone e disse “vibra porra, rádio é ouvido”, no próximo lance o ponta-direita (vixe, agora lascou mesmo) chamado Pelezinho driblou três e quase fez um golaço providencialmente salvo pelo goleiro Pinduca, não vacilei e lasquei “sensacionaaaaaaaaal, Pelezinho quase virou Pelé e Pinduca fez inveja ao Castilho, se faz este o rei ia morrer de inveja”, aí o cara fechou de novo e lascou “aí dentro porra”.

  2. Deixa esses doidos falarem o que quiser FG, sabe que a situação deles não é das melhores e estão procurando achar um culpado por esse momento, culpando até a imprensa pela fase ruim, se esquecendo dos principais culpados que são diretoria que abandonou o clube, do técnico que fala mais do que faz e do time que a nivel técnico não deveriam está nem na serie D. Esse VOZÂo ai deve ser mais um desesperado assim como o Saulo Saldanha kkkkkk E digo mais eles vão sacramentar o rebaixamento na 29ª rodada. sem mais…

  3. Ta ferrado o kanal, nem ganhando 4 seguidas consegue sair da zona maldita.

    Me lembra muito a péssima zaga tricolor de 2009, o time fazia 5 gol no jogo e perdia de 6 x 5.

    Kanal no mesmo rumo.

  4. Mas Graziane, não é normal a quantidade de gols tomada pelo Ceará, por conta da situação em que se encontra? ( Se tem que correr atrás do resultado, escancara sua defesa lá atrás. )
    Outra, considero nove vitórias uma conta perigosa, visto que os times acima, estão numa pontuação alta!
    Matematicamente, todos sabemos que é possivel o Ceará escapar, só fica dificil de acreditar por conta da campanha do turno de ida, que foi péssima, pra não dizer ridícula! Afinal de contas, os atletas são os mesmos e no futebol não há mágica, ainda!!!

  5. Lamento pelo comentário infeliz e simplista do “Vozão” ao criticar um jornalista esportivo do calibre do FG, cujo comentário é fruto de uma análise lúcida, inteligente e imparcial. O mais certo e honesto seria ele admitir o que todos estão vendo: o Ceará está descendo velozmente a ladeira rumo à Série C (por “n” razões, que não cabe aqui relacionar), e se neste mês de setembro não ganhar, no mínimo, quatro jogos dos sete que faltam – o que acho muito difícil (nesse sentido, concordo com a parte final do comentário da Rosângela) -, não haverá mais nenhuma salvação para o alvinegro de Porongabussu. E o Fortaleza, pelo bom futebol que tem apresentado, somado à experiência que o Chamusca tem adquirido, dificilmente fará companhia ao Ceará na série C do ano que vem, caso este seja rebaixado, situação que não é esperada por 100% dos torcedores alvinegros mas é desejada por 100% dos torcedores do Fortaleza. Mas isso são coisas do futebol, onde a rivalidade é que mantém os times rivais com motivação suficiente para superar o outro em cada oportunidade, como se constata pela história dos dois mais famosos clubes cearenses.

    1. Esperemos…. prefiro crer que um time que nunca jogou a série C ainda tem boas chances de escapar. Já o outro clube, que falha faz 6 anos na tentativa de conseguir o acesso talvez não mereça tamanha credibilidade

  6. A verdade é que Luis Carlos nunca me agradou. Joga uma partida bem, 10 mal. Faz defesas milagrosas e deixa bolas fáceis passarem. Não tem condição de vestir a camisa do Vozão, como 80% desse time.
    Carlão e Baraka na meia cancha, Deus me livre! Como o treinadora falou: não exijam que eles façam lançamentos. Mas o problema é que não acertam passes de 2 metros. Enfim, situação do meu Vozão muito difícil. Eu diria que só um milagre mesmo, infelizmente.

  7. Não é de hoje,que sistema defensivo sempre foi o problema do alvinegro…A diferença é que antes os atacantes eram mais efetivos.Nesse ano,nessa série B,somente agora o ataque voltou a funcionar.
    Sobre os gols tomados :50%dos gols tomados crédito ao técnico. Não é possível todos os jogos o time sofrer tanto com as jogadas áreas e o técnico não arrumar a posição e a marcação em campo …É muito angustiante…Os outros 50 % e não menos importante,a deficiência técnica dos zagueiros e o restante que compõem o sistema defensivo…Todos abaixo da média…Junta -se tudo isso ao momento ruim,e os adversários caem em cima,não respeitam…É gol na certa.
    Mas o momento não pede outra coisa :tem que atacar,principalmente,em casa…e seja o que Deus quiser…Mas jogando fora,acho super recomendável jogar o mais fechado possível…Não tem outra…Ganhamos 3 partidas seguidas e bastou uma derrota pra tudo ser esquecido …Ou seja,evitar ao máximo possível perder fora,pois o efeito psicológico é devastador…Além do mais,tem coisa mais incômoda do que esse réveillon fora de época com os fogos dos rivais? Rs …Não,não tem…rs

  8. E continua com a mesma zaga, Sandro e Thiago, cade o Charles e Gilvan, acho menos ruim, e o Luiz Carlos continua titular, é pedir para perder os jogos….todos cegos….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *