Nunca o Ceará arrecadou tanto dinheiro com venda de jogadores como em 2015

marinho

É justa e correta a crítica sobre a diretoria do Ceará em relação aos novos contratados. Após a perda de todo o ataque – seja por contusão ou negociações – o clube trouxe jogadores com nível muito abaixo do ideal para a disputa da Série B, especialmente porque todos vinham de temporadas ruins e sem histórico positivo.

Foram agregados ao elenco Muller Fernandes, Siloé, Fabinho, Vinicius, Rodrigo Silva e Rafael Costa – Mazola vai entrar nesta turma. O objetivo era substituir Assisinho, machucado, William, Marcos Aurélio, Magno Alves e Marinho, que foram respectivamente para Avaí, Coritiba, Fluminense e Cruzeiro.

Há que se reconhecer, entretanto, que o Ceará jamais arrecadou tanto dinheiro com venda de direitos econômicos de seus atletas ou jogadores que passaram pelo clube. Marinho rendeu ao se transferir para o Cruzeiro um milhão e duzentos mil reais e ficou pouco mais de seis meses no time; Samuel Xavier foi para o Sport por 400 mil reais e Ederson vai trazer ao clube cerca de 600 mil reais neste ano e também 600 mil reais em fevereiro de 2016, em função do Ceará ter 20% dos direitos do atleta, negociado com o Japão pelo Atlético-PR. Há ainda o caso de Sandro Manoel. O volante já treina na Arábia Saudita e deve render um bom dinheiro ao clube. Ele, titular na campanha da Copa do Nordeste.

Os quatro exemplos são de jogadores contratados por essa mesma diretoria que aí está. Há erros, mas também acertos evidentes e justamente por isso fica o grande estranhamento em função dos recém contratados para o setor mais crítico da equipe.

Os casos de Marinho, Sandro Manoel, Ederson e Samuel Xavier mostram que o Ceará, hoje, consegue fazer contratos longos com seus jogadores, algo que não existia em tempos recentes e que retrata uma mudança de patamar. Mostra também que é possível lapidar no mercado com inteligência e também buscar na base jogadores de qualidade, amarrando contratos de forma correta, São situações que confirmam um parâmetro de excelência, com base no resultado e no custo benefício.

Assim é preciso saber quem se está contratando, estudar, analisar com responsabilidade o desempenho, comportamento, números. Se fazendo tudo isso ainda há o risco inerente quando se fala de ser humano, imagine se a opção for por quantidade e não por qualidade.

485
Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

10 thoughts on “Nunca o Ceará arrecadou tanto dinheiro com venda de jogadores como em 2015

  1. Contudo, em contraste a toda esta arrecadação, o time do Ceará nunca foi tão ruim. Os números da pontuação auferida até agora apenas demonstram este dado inconteste.

  2. As receitas de venda de jogador é muito boa, em compensação o time ta caindo pela tabela da série B e pode desembarcar na terceira divisão. Aí Eu pergunto. Vale a pena?

  3. Caro Graziani,

    Muito boa a sua análise. Como pode o Ceará contratar jogadores tão ruins para disputar a série B. Acertou com bons jogadores(Marinho, Sandro Manoel, Magno) no início do ano e depois só trouxe jogadores sem bom histórico e por isso mesmo de alto risco, justamente para a competição mais importante do ano. Veja que coisa a fora de propósito. O próprio Mazola não está com bom retrospecto recente….

  4. Nunca se viu tantos jogadores ruins como agora. Parece que tudo é feito de propósito, pois na periferia de Fortaleza se encontra jogadores de melhor qualidade.

  5. Caro Graziani

    Contratar é uma arte, pedra angular para a formação e desenvolvimento de um time de futebol, requer especialistas em futebol, lisura nas transações e sorte, muita sorte, saber gastar, investir na hora certa e não se esquecer da formação de jogadores na base que é a saída para os clubes brasileiros.

    Abraço
    Fernando Gondim

  6. Meu caro Rubens Lima, não é bem assim, vamos ser torcedor sim, mas a verdade tem q ser dita e o GRAZIANI falou a verdade amigo, ñ podemos jogar o lixo pra debaixo do tapete, você quer q seja dito o que mesmo? tô com o blogueiro, o vozão nunca em sua existência ganhou tanta grana com vendas de jogadores como esse ano e contratou tão ruim como fez agora, ñ estou contra meu CLUBE, tô P da vida com essa administração desastrosa do Evandro Leitão, troco tudo: ct e xxxxxxx a quatro pela permanência do vozão na B, será q vai adiantar cair prá Czona com os bolsos cheios de dinheiro, tudo em dias, CT etc e tal? não aceito isso, se é q entendi seu pensamento.

  7. Quero saber seca torcida vai pra Carlos de Alencar pinto, torcer por caixa de areia, piscina, dormitórios e outras coisas? Torcida quer é time bom e desde que esse presidente rebaixou o Ceará pra série B pôr não querer investir em qualidade, vivemos de série e agora por mais uma vez não contratarem qualidade estão arriscando mais um rebaixamento!

  8. Ninguém ver ou finge não ver, estão afundando o Ceará, diretoria, equipe, elenco medíocre, sou torcedor do LEÃO, mas o Ceará está vivendo uma história conhecida, isso é péssimo para nosso estado /futebol , empresários capitalista, bando de sanguessugas, parasitas, é o fim !

  9. O clube arrecadou em bilheteria 944 mil no estadual, 2 milhões 524 mil da copa NE e 330 mil no brasileiro ou 3 milhões e 798 mil com média de 600 mil por mês, quase o dobro do concorrente odiado. Na Copa Brasil teve prejuízo de 58 mil. Segundo seu presidente as despesas do clube batem em 1 milhão e 700 mil e estimo as receitas totais em média algo em torno de 1 milhão e 800 mil por mês, portanto se sobrar é bem pouco e se não fosse as receitas de multas dos atletas estava no vermelho. O meu liãozim dá até pena: 1 milhão 43 mil no estadual, 790 mil na Copa NE, 47 mil na Copa Brasil e 340 mil no brasileirim ou 2 milhões 220 mil no total, estima-se suas receitas totais hoje com o sócio torcedor turbinado em torno de 950 mil e despesas em torno de 900 mil, ou seja sobra só o da amnutenção de nossas sagradas e doces mangueiras. Resumo: nenhum clube aqui nada no vil metal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *