Fortaleza: Ricardo Jesus chega com a camisa titular

ricardo

Demorou, mas o Fortaleza conseguiu contratar um atacante que não chega para disputar posição e, sim, como titular. Pode até parecer precipitação, mas o ponto principal é que o time comandado por Marcelo Chamusca, que aprovou a contratação, tem espaço apenas para um atacante referência e o atual, Lúcio Maranhão, vive má fase desde que chegou ao Pici.

Assim, Ricardo Jesus nem precisa usar o discurso de que chega para somar. O problema do Fortaleza é urgente e somar não vai resolver nada neste momento. Lúcio não conseguiu se firmar, mas não por falta de empenho, longe disso. O problema foi e é exclusivamente técnico. Foram 26 jogos até agora, 21 como titular, apenas cinco gols, muitos perdidos e nenhuma assistência.

Ricardo Jesus é atacante referência, centroavante, pivô, como queiram chamar. Faz muito gol de cabeça. Não é sua característica atuar pelos lados do campo, até porque o Fortaleza não precisa. A necessidade é um fazedor de gols, alguém capaz de aproveitar as chances criadas durante as partidas.

Aos 30 anos, as temporadas recentes mostram um jogador efetivo atuando no Brasil. Em 2011 foram 21 gols pela Ponte Preta. Em 2012 marcou 10 vezes por Portuguesa e Avaí. Em 2013 mais 19 gols pelo Atlético-GO. O bom desempenho o levou ao exterior. Desde 2014 no futebol mexicano seu ritmo de gols marcados, entretanto, caiu e sua presença em campo também, tanto por Querétaro como por Tijuana. O jogador, portanto, não vive fase positiva. Foram 13 gols em 41 jogos, somando os anos de 2014 e 2015.

Os números de Ricardo Jesus:

2011: 21 gols em 45 jogos
2012: 10 gols em 35 jogos
2013: 19 gols em 37 jogos
2014: 11 gols em 29 jogos
2015: 2 gols em 12 jogos

Em tempo 1: de 2006 até 2010, o jogador, que nasceu em Campinas, teve passagem pelo Internacional, sem sucesso, e depois pelo futebol da Russia e da Grécia.

Em tempo 2: Henrique Bittencout colaborou com os números deste texto

148
Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

12 thoughts on “Fortaleza: Ricardo Jesus chega com a camisa titular

  1. Espero que, no esquema do Chamusca, não matem o rapaz de fome, sem a bola chegar até ele. E que ele não tenha que ir pegar a bola fora da área.

    Bom, no esquema do Chamusca, ano passado, o Robert fez 30 gols. Neste ano, nada radical mudou e Lucio Maranhão já perdeu muitas chances, prova que a bola chega e que o esquema não tem nenhuma interferência na posição de atacante referência. Valeu.
    FG

      1. Mas… torço pra que ele faça mais gols do que o Pio e o Everton. E que o Lúcio Maranhão seja um reserva paciente, ou receba as contas.

  2. Graziani, na realidade são 13 gols em 41 jogos (e não 31 jogos como você citou). É um “pouco” pior, mas dificilmente pode ser pior q o LM. Se sim, favor colocar o Pio por lá mesmo haha

    Isso, 41! Já arrumei, valeu Tiago.
    FG

  3. “Foram 13 gols em 41 jogos, somando os anos de 2014 e 2015.”

    LÚCIO MARANHÃO quando chegou aqui veio com o “estatos” de ter feito, salvo engano, 40 gols em uma só temporada.

    TOMARA que ele chegue e se encaixe no trabalho do CHAMUSCA de imediato.
    Espero ainda que CHAMUSCA não o utilize da mesma forma que vinha usando LÚCIO MARANHÃO. Ou seja: de MARCADOR/ARMADOR, saindo da área o tempo todo, ficando SOBRALENSE a desfilar dentro da área.
    Aconteceu isso… FOI MESMO QUE NADA.
    CHAMUSCA precisa “butar” na cabeça do SOBRALENSE que ele é um MEIA, e que “tali”, pra tentar armar as jogadas, e não pra ser um manequim de área.
    SOBRALENSE tem de jogar, ATRÁS DA LINHA DA BOLA, e deixar aquele espaço pro’s homens de frente, e pra chegada dos LATERAIS, que cabe a ele acionar.
    Quem se aproxima da área hoje, dá de cara com o SOBRALENSE o tempo todo centralizado.
    Pior é que nesses 2 últimos jogos, precisamos de alguém pra tentar armar o jogo, não tínhamos, ficou DUDU e CORREA tentando fazer isso, ficamos sem o “home” da frente da zaga, e tome-lhes chutes de fora da área por parte dos adversários. ATÉ GOL ANDOU SAINDO nessa brincadeira.
    CHAMUSCA e SOBRALENSE precisam fazer uma reunião… E LOGO !

    Uma coisa EU acredito: PIOR DO QUE ESTÁ ESSE NOSSO ATAQUE… DUVIDO QUE FIQUE !

  4. Lúcio: 5 gols em 21 jogos , média de 0,24 por jogo
    Ricardo: 13 gols em 41 jogos, média de 0,32 por jogo, já tá melhor que o Lúcio, então tá valendo.

  5. Espero q nao acabe como o Lucio q em 2012 fez 40 gols !!! Ai depois foi “só caindo pelas tabelas”. Pelo q a gente lê na reportagem, o Ricardo ai teve boas fases em 2011 e 2013, depois nao se houve bem, principalmente no Mexico, mas em 2012 tb nao esteve bem. Qdo o Lucio chegou aqui no Leao, pensei q ele viesse pra ser melhor do q o Robert e ai está sendo isso… Perdeu muito mais gols feitos do q fez… Deixando um 2o. volante [Pio] e um meia [Everton] dividirem a artilharia da equipe cada um com 8 gols, enquanto o homem gol q deveria ser ele, só fez 5 gols.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *