Nordeste domina início da Série B; região teve sete vitórias em oito possíveis

A segunda rodada da Série B tem potencial para seguir como a melhor da turma do Nordeste até o fim da competição. Foram oitos jogos sem confrontos diretos entre equipes da região e sete vitórias. Apenas o CRB perdeu para o Botafogo por 4×1, quebrando a corrente. No mais, 21 pontos, atuações dominantes e 18 gols marcados por Sampaio Correa, Bahia, Ceará e Santa Cruz, que venceram em casa e ABC, Nautico e Vitória, que somaram três pontos como visitantes.

torcida_ceara

O bom desempenho coletivo neste início de Segundona colocou o Sampaio dividindo a liderança com o Botafogo, ambos com duas vitórias, seguidos na classificação por Náutico, Bahia, Santa Cruz, ABC e Ceará. Além disso, nenhuma equipe do Nordeste está sem vencer ou na zona de rebaixamento.

Com oito representantes na Série B, a região convive com o eterno sobe e desce de suas equipes, especialmente quando os times alcançam a Série A. Na elite do futebol brasileiro apenas o Sport representa a região em 2015, enquanto Santa Catarina, por exemplo, tem quatro clubes na primeira divisão: Figueirense, Avaí, Joinville e Chapecoense.

Fernando Graziani

Sobre Fernando Graziani

Fernando Graziani é jornalista. Já cobriu duas Copas do Mundo, Copa das Confederações, duas Olimpíadas e mais centenas de campeonatos. No Blog, privilegia análise do futebol cearense e nordestino.

9 thoughts on “Nordeste domina início da Série B; região teve sete vitórias em oito possíveis

  1. Mas as más ou boas línguas já falaram q tem dirigente nosso q falou q vai imitar um certo presidente do paysandu em anos anteriores, q é mais fácil manter o time na B q na A e q iria fazer de tudo prá mantê-lo, mas na B e nunca na A, será q no nosso futebol tem presidente com esse pensamento? eu não duvido; um amigo falou q MAX do am/Rn é a solução pro vozão, e q tal o também 9 do ABC afora um 8 ou 10 q tem por lá, fizeram os gols contra o criciúma, ótimos jogadores, mas o vozão ñ consegue descobrir jogadores daqueles níveis, bons e baratos; Sampaio, vendeu todo o time do ano passado, sabes o q aconteceu, os dirigentes montaram outro em poucos meses e do mesmo nível ao de 2014, parabéns SAMAPIO, por aqui é o contrário, se vender um jogador, o time vira uma zoeira total.

  2. o Alberto T(tricolor) odeia o Evandro porque o time dele não consegue um presidente com o mesmo nível de nosso ótimo presidente Evandro.

  3. A manutenção do time na Serie A está diretamente ligado ao poder aquisitivo da região. Partindo do princípio que as duas principais fontes de renda de um time são os ingressos vendidos e os patrocinios, temos que ver que o ticket médio dos ingressos na região NE são consideravelmente menores do que sul e sudeste. Assim, a renda por jogo acaba sendo menor e não podemos montar um time com uma folha salarial alta e competir em pé de igualdade com os maiores da serie A. E ai complica também a questão dos patrocinios, como a visibilidade da serie B é menor, os patrocinios também serão menores. Que dá pra subir e se manter dá, mas é mais dificil e tem que ser um planejamento de longo prazo. Sobe e se mantém e com o lucro obtido na serie A investe em estrutura para garantir a manutenção.

  4. No nível do Evandro o Brasil tá cheio, pois partem para a agressão até física. Um deputado eleito não pode dar mau exemplo batendo pelas costas em juiz, Deus nos livre de termos um Presidente desse nível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *