Às vésperas da final do Estadual, Marinho revela que escondeu doença em Clássico-Rei que desmaiou

Ao passar mal no Clássico-Rei, atacante Marinho foi socorrido pela equipe médica do Ceará e encaminhado ao hospital |Foto: Fábio Lima

O jogador corre no gramado, mas não sente direito suas pernas. Tenta ir para frente, mas cambaleia em campo. A bola vem em sua direção e ele não consegue dominar. Em seguida, sua vista escurece e ele cai.

A situação acima foi vivida pelo jogador Marinho, no Clássico-Rei válido pela última rodada da fase de classificação da Copa do Nordeste. O atleta estava tendo uma importante chance como titular, após entrar e fazer bons jogos, mas caiu aos 35 minutos e teve que sair de ambulância.

Às vésperas de um novo encontro com o Fortaleza, o atacante do Ceará relembrou um dos maiores sustos da sua vida. Tudo começou alguns dias antes do Clássico do dia 18 de março. “Eu estava com febre, dor de cabeça. Me sentia muito mole. Via todo mundo correndo e eu naquela lentidão. Mas eu nada de falar para os médicos. Pensei: se eu falar, vão me sacar do jogo. É clássico, não vou dizer para ninguém”, confessou.

O atleta arriscou, sedento por garantir sua vaga como titular no alvinegro. Antes de entrar em campo, Marinho tomou um energético para ficar elétrico.

“Entrei pilhadaço, mas quando o jogo começou eu já senti algo estranho. Estava muito desidratado”, disse.

Aos 38 do primeiro tempo, o jogador não aguentou mais. “Quando tentei dominar aquela bola já não vi mais nada. Depois vi o lance na televisão. Foi assustador, passei vários dias no hospital”, afirmou Marinho.

Segundo o Departamento Médico do clube, o atleta apresentou um quadro de hipotensão (queda de pressão).

Mas, Marinho terá outra chance de se provar no Clássico-Rei. O jovem de 24 anos não vai poder jogar o segundo jogo da final da Copa do Nordeste. Dessa forma, pode voltar totalmente sua atenção para a final do Campeonato Cearense nos próximos dois domingos,  26 e 3. 

Juliano de Medeiros

Sobre Juliano de Medeiros

Juliano trabalha como coordenador do Futebol do Povo, programa do Esporte Interativo Nordeste em parceria com a TV O Povo. Anteriormente, foi estagiário do Caderno Jogada, do Diário do Nordeste, por dois anos. Depois atuou como repórter e produtor na TV Jangadeiro.

2 thoughts on “Às vésperas da final do Estadual, Marinho revela que escondeu doença em Clássico-Rei que desmaiou

  1. São fatos como estes que diferem as pessoas que realmente querem alcançar algum objetivo das que apenas falam, mas na hora de qualquer sacrifício, desistem. O Ceará está de parabéns por contar com estes jogadores que demonstram além de muita garra, a vontade de contribuir para o sucesso da equipe. É por isso que eles estão caindo nas graças da torcida maior do estado.

  2. Acho q o vozão tá dando mole pro azar, já postei por outros blogs e ja passei minha opinião sobre os jogos q virão no domingo e quarta, o manjadinho pode até ser muito importante, mas o de 4ª tá acima de tudo, nunca fomos campeões da CN e a nossa grande chace tamos dando mole, eu ñ pensava nem uma vez, poupava o time quase todo diante do leão e mandava vê prá cima do bahia, o manjadinho já temos uns 50, enqto a CN nenhuma, é provável q o jogo de 4ª é mais importante q os ingressos já foram todos vendidos enqto o de amanhã apenas uns 10 mil, respeito a opinião de todos, mas vejo assim galera, CN, dá muita grana, status, sul americana etc e tal e o manjadinho? muitas das vezes prejuízo e só, mas seja o q Deus quiser.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *