Paolla Oliveira lembra história emocionante como fisioterapeuta

A atriz de ‘Além do Tempo’ recorda sua trajetória na área da saúde

Fonte: Gshow

Paolla Oliveira relembra suas histórias como fisioterapeuta (Foto: Globo/Estevam Avellar)Paolla Oliveira relembra suas histórias como fisioterapeuta (Foto: Globo/Estevam Avellar)Paolla Oliveira está dando um show como Melissa em Além do Tempo! Quem vê a atriz atuando, logo percebe que ela nasceu para isso. Mas, por incrível que pareça, a intérprete tem outra profissão: é formada em fisioterapia e já exerceu bastante o ofício.

“Todo mundo acha que não tem nada a ver ser fisioterapeuta com ser atriz, mas uma profissão é tão sensível quanto a outra. Eu acho que a coisa mais legal de ser atriz é conseguir modificar a vida de alguém, ou fazer aquela pessoa pensar em algo novo. E a fisioterapia tem isso, a gente está sempre conversando e trabalhando para conseguir modificar a vida do outro para melhor. Às vezes, a pessoa consegue se movimentar e falar. Quando há uma melhora de vida, o paciente te envolve naquela história e na gratidão”, explica Paolla.

A atriz conta que, apesar de já ter trabalhado em hospitais, clínicas médicas e neonatais, o momento mais difícil de sua carreira como fisioterapeuta foi no asilo: “Eu queria levar os idosos para casa, era muito sentimental. Não conseguia ver as coisas erradas e não me mobilizar. Desejava melhorar os lugares onde eu trabalhava. Melhorar o asilo, que foi um lugar superdifícil, porque as pessoas estavam realmente abandonadas”.

 

Dentre as histórias que marcaram sua trajetória na área da saúde, Paolla lembra uma em especial e garante que todo carinho dado volta de alguma forma. “Teve um paciente que me disseram que quase não falava. Ele tinha diabetes em nível avançado, e eu cuidava dele. Chegava feliz e conversava, porque o astral também o motivava. Uma vez, ele falou: ‘Só você gosta de mim aqui. Obrigado!’. Aquele dia foi duro”, conta a atriz, emocionada.

Apaixonada por atuar, Paolla tem certeza de que escolheu a profissão certa e afirma que o carinho do público faz toda a diferença. “Eu faço com amor uma vilã e as pessoas na rua se apaixonam por ela. Acho que quando você coloca uma energia bacana, de alguma forma ela volta para você, nem que seja fazendo uma vilã, uma louca como a Melissa (risos)”.

Fonte: Gshow

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *