Pilates é Eficaz nos Casos de Fibromialgia.

Pilates é Eficaz nos Casos de Fibromialgia.

Dr. Francisco Altino Freitas Neto. Crefito: 6387. Fisioterapeuta10576921_10201496475212086_4543780371341120218_n

A Síndrome da Fibromialgia é uma síndrome dolorosa crônica, cuja sua etiopatologia não se encontra totalmente esclarecida. Determinada por um estudo brasileiro, tem sua prevalência de 2,5% na população, sendo maioria feminina entre 35 e 44 anos de idade. A fibromialgia é classificada como reumatismo das partes moles, em comparação aos clássicos reumatismos inflamatórios / degenerativos como a osteoartrose e as artrites.


O quadro clínico desta síndrome costuma se apresentar de diversas formas, exigindo uma avaliação cuidadosa e exame físico detalhado. O sintoma presente em todos os pacientes é a dor difusa e crônica, envolvendo o esqueleto axial e periférico. Em geral, os pacientes têm dificuldade para localizar a dor, muitas vezes apontando nas regiões próximas a articulações, sem especificar se a origem é muscular, óssea ou articular. O caráter da dor é bastante variável, podendo ser queimação, pontada, peso, “tipo cansaço” ou como uma contusão. É comum a referência de agravamento pelo frio, umidade, mudança climática, tensão emocional ou por esforço físico. O diagnóstico é clinico; não há evidências de anormalidades laboratoriais ou radiológicas.

Geralmente, os portadores da fibromialgia referem sono não relaxante. Alguns têm dificuldade para adormecer, outros para manter o sono na madrugada e há outros que dormem a noite toda mas acordam cansados como se não tivessem dormido. Os pacientes fibromiálgicos manisfestam uma condição pouco esclarecida que também atrapalha o sono e acarreta sonolência diurna: a síndrome das pernas inquietas, sendo descrita como uma sensação desagradável ou como caimbras, arrepios, formigamentos, puxões, coceiras, dores ou queimação entre os tornozelos e os joelhos ou na perna toda.

Apenas o tratamento medicamentoso não é suficiente para a fibromialgia. Dentre os tratamentos não-famacológicos, podem utilizar meios condicionantes como pilates, os meios físicos como calor, a massagem, a eletroterapia, a acupuntura e a cinesioterapia.

O Método Pilates estimula a circulação, melhora o condicionamento físico, a flexibilidade, o alongamento e o alinhamento postural, alem de proporcionar melhoras nos níveis de consciência corporal e da coordenação motora. Tais benefícios ajudam a prevenir lesões e proporcionar um alívio de dores crônicas, porem os mesmos dependem da execução de seus exercícios respeitando todos os 8 os princípios básicos do método (concentração e consciência, controle, respiração, movimento fluido, precisão, equilíbrio e força).

O Pilates consiste em exercício físico que utiliza recursos como a gravidade sobre o próprio corpo e a resistência das molas projetadas para os próprios aparelhos do Método, que servem tanto para resistir ou assistir na execução de um movimento. Ao contrário do que exercícios de resistência tradicionais baseados em treinar os músculos de forma isolada, os exercícios de Pilates tem uma abordagem de reagrupamento muscular total, que exige a ativação e coordenação de vários grupos musculares ao mesmo tempo.

Fisioterapeuta da Fisio Vida.
Fisioterapeuta da Fisio Vida.

O objetivo principal do método é proporcionar aos seres humanos um aprofundamento na compreensão de seus corpos. Desse modo, todos poderão usá-los de forma eficiente, aprimorando seu desempenho nas atividades de vida diária e profissional e possibilitando-lhes uma melhor saúde e qualidade de vida. Desenvolvendo também uma melhor consciência corporal e uma melhor funcionalidade do seu corpo perante suas atividades diárias.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *