Repatriação vai gerar R$ 490 milhões extras no cofre do governador Camilo

A arrecadação com multas e impostos pagos com a repatriação de recursos mantidos ilegalmente no exterior somou R$ 50,9 bilhões, segundo informou a Receita Federal nesta terça-feira (1º).

Metade desse valor é relativo ao Imposto de Renda a outra metade é de multas. Os estados têm direito a uma parte do valor que o País arrecada com o IR. Essa fatia é de aproximadamente R$ 5,5 bilhões.

A divisão para os estados segue o modelo do FPE. A Bahia tem a maior cota no FPE. O Ceará tem a segunda. Portanto, até o dia 10 de novembro, o Governo Federal vai depositar quase 490 milhões na conta do Governo do Ceará.

Os estados prometem ainda brigar para ter a mesma participação do valor arrecadado com multas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *