Aproximadamente 401 resultados (0,100 segundos)

A crise, o passado decrépito e o novo em meus textos no O POVO deste domingo

O CHEIRO DA NOVA ESTAÇÃO Avassaladores são os fatos. Para os que entendem os acontecimentos e sabem situá-los no contexto histórico, há motivos para otimismo. É o passado decrépito e moribundo sendo estraçalhado para então ser superado. Acabou. O mundinho político e administrativo, medíocre, cretino e patrimonialista, que se estabeleceu no Brasil desde a implantação […]

Continue lendo

A conflituosa transição entre o velho e o novo

O CONFRONTO DOS TEMPOS Alguns analistas estão vendo o momento político e institucional do Brasil como um divisor de águas. Na verdade, uma transição conflituosa entre o velho País marcado e determinado pelo patrimonialismo e uma nação mais republicana e democrática. O começo dessa transição teria como marco inicial as grandes manifestações de 2013. A […]

Continue lendo

A supremacia do “novo” e uma velharia amargosa

ENSINAMENTOS DO TEMPO Raramente faço projeções públicas acerca de resultados eleitorais. Aprendi cedo a ser cuidadoso com o tema e a considerar que avaliações prematuras são quase sempre atropeladas pelas variáveis políticas que se dão durante o processo eleitoral e que mudam drasticamente óbvios cenários imaginados. Aprendi também que pesquisa eleitoral é apenas um dos […]

Continue lendo

Supremo acerta e permite que universidades públicas cobrem pela oferta de especializações e MBAs

Por Fábio Campos, no O POVO de hoje Há menos de um mês, o plenário da Câmara dos Deputados rejeitou emenda à Constituição que legalizaria a cobrança de mensalidade por cursos de pós-graduação oferecidos por universidades públicas. São os chamados cursos latu sensu. Ou seja, os cursos de treinamento, aperfeiçoamento e especialização, como os famosos […]

Continue lendo