[FOLCLORE] Grupo Estação de Teatro vem à Fortaleza com o projeto “Caravana Estação Caixa Cultural”

Foto: Joanisa Prates

No mês de agosto, o Grupo Estação de Teatro (Natal/RN) retorna à Fortaleza com o projeto Caravana Estação CAIXA Cultural, dessa vez para celebrar a semana do folclore, enaltecendo histórias e brincadeiras populares, músicas e personalidades referenciais da nossa cultura. De 22 a 27 de agosto de 2017, o grupo vai ocupar os espaços da CAIXA Cultural Fortaleza, com mostra de espetáculos e atividades formativas, como oficinas e aula-espetáculo.

O projeto Caravana Estação CAIXA Cultural contempla uma temporada de seis apresentações dos quatro espetáculos do repertório do Grupo Estação para o público em geral. O projeto conta com parte da programação gratuita e outra parte a preço popular (R$10 e R$5), como forma de democratizar o acesso ao público em geral através das apresentações e oficinas realizadas nos espaços da CAIXA Cultural Fortaleza.

A Caravana Estação CAIXA Cultural vai apresentar o espetáculo de rua Quintal de Luís – inspirado na vida e obra de Luís da Câmara Cascudo; o adulto Guerra, Formigas e Palhaços e os infantis Estação dos Contos e Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada. O grupo realiza ainda a oficina A arte de contar histórias e a Aula-Espetáculo Um Sonho de Rabeca na Arca da Brasilidade. Para tanto, os interessados devem fazer a inscrição por meio do formulário padrão disponível nas redes sociais e no site oficial do Grupo Estação de Teatro.

Acesso às manifestações artísticas e bens culturais

A Caravana Estação CAIXA Cultural é um projeto cultural do Grupo Estação de Teatro em parceria com a MAPA Realizações Culturais, aprovado no Programa de Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural – 2017/2018. A CAIXA Cultural prima pela qualidade e suficiência técnica dos projetos, de modo que o resultado venha proporcionar à sociedade uma programação cultural de qualidade, a preços acessíveis ou gratuitos, democratizando o acesso às diversas manifestações artísticas. Neste sentido, o Grupo Estação desenvolve atividades formativas com o intuito de contribuir para a construção do conhecimento acerca da arte de contar histórias e da pesquisa com a rabeca, o Grupo oferece em seus projetos de circulação, atividades formativas com troca de experiências e momentos de convivência com o público interessado.

“Apesar da riqueza que caracteriza as culturas de cada lugar, as distâncias e diferenças econômicas dificultam o acesso de bens culturais de qualidade e o intercâmbio entre os agentes artísticos destas regiões. A experiência de encontrar novos públicos, rompendo as barreiras territoriais de nossa cidade, é primordial para o amadurecimento dos espetáculos e de seus integrantes, proporcionando uma experiência rica e construtiva para todos os envolvidos”, comenta Caio Padilha ator e diretor musical do Grupo Estação.

Os espetáculos:

Estação dos Contos

Estação dos Contos é um espetáculo de contação de histórias com muitas músicas e brincadeiras populares. As histórias de tradição popular Brinquinhos de Ouro, O céu de estrelas e O caso do Bolinho são intercaladas com músicas originais, especialmente compostas para o espetáculo, além de músicas do cancioneiro infantil. Já as brincadeiras populares como Boca de Forno, Se eu digo sim, você diz não, Bambu e Adivinhas garantem a diversão da criançada. É um dos primeiros espetáculos de contação de histórias do grupo, tem direção de Rogério Ferraz, e texto criado pelo grupo a partir de histórias, músicas e brincadeiras populares. Classificação: Livre.

Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada

Espetáculo músico-teatral que envolve em um só momento lúdico, a contação de histórias e a cultura popular centrada nos temas da fauna nordestina e da música de rabeca. As músicas compostas por Caio Padilha são homenagens à cultura nordestina e aos grandes mestres da música regional como Luiz Gonzaga, Elino Julião, Antônio Nóbrega e Antônio Francisco. Classificação: Livre

Guerra Formigas & Palhaços

Com forte teor político e filosófico, sem abrir mão da ludicidade, da subversão e da comicidade, o espetáculo conta a saga de dois militares, últimos remanescentes de um batalhão de combate, que se encontram perdidos em uma guerra à espera de reforços. Porém, quando todas as saídas parecem se fechar, um fato inusitado acontece: o batalhão de dois homens finalmente se depara, estupefato, diante daquele que pode carregar o último fio de esperança. Classificação: 12 anos.

Quintal de Luís

O espetáculo de rua “Quintal de Luís” é uma homenagem ao mestre Luís da Câmara Cascudo, pesquisador, escritor e historiador, cuja obra é referência nacional obrigatória nos campos da tradição oral, da gastronomia e da cultura popular. A fábula é uma licença poética e lúdica que remonta uma brevíssima fração temporal, onde o nosso protagonista, em um único suspiro, se propõe a peregrinar ao redor de si. Neste delírio último, do tamanho de um palco em forma de arena, um juízo inquisidor e febril se instaura. O momento escolhido para ilustrar tal condição, é um fato verídico, quando na década de 1920 um professor do Colégio Atheneu pediu a expulsão do professor Cascudo por ocupar os espaços da sala de aula com lobisomens, sacis e outras discrepâncias científicas, relacionadas na maioria das vezes aos costumes do povo e sua oralidade. Classificação: Livre.

Oficina

A Arte de contar histórias

A oficina, ministrada por Nara Kelly, tem o intuito de contribuir para a qualificação profissional contínua de artistas e professores de todas as áreas, a partir do trabalho dos elementos técnicos essenciais para melhorar a performance cênica, usando de forma prática e lúdica o instrumento corporal e vocal do contador, através de brincadeiras populares para fruição prazerosa do coletivo. Também tem o objetivo de reconhecer da importância da palavra na narração e técnicas de timbres, sotaques, ritmo, acentuações etc., com estratégias para iniciar e terminar uma sessão de contos, além de trabalhar a expressão verbal, corporal e o imaginário com base na estrutura dramática das histórias (Introdução, desenvolvimento, clímax e desfecho), entre outros elementos.

Aula-espetáculo

Um Sonho de Rabeca na Arca da Brasilidade

Ministrada pelo rabequeiro, ator, compositor e sociólogo Caio Padilha, o público é levado a uma viagem crítica por sua própria identidade brasileira. Para tanto o rabequeiro potiguar articula música nordestina e poesia popular, na tentativa de elevar a autoestima cultural de um povo, despertando o interesse em conteúdos ainda não hegemônicos nos grandes meios de comunicação do Brasil.

Sobre o Grupo Estação de Teatro

O Grupo Estação de Teatro (Natal/RN) atua profissionalmente no cenário teatral com quatro espetáculos em seu repertório: “Guerra, Formigas e Palhaços”, “Estação dos Contos”, “Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada” e “Quintal de Luís”. Todos eles têm forte pesquisa musical e são comprometidos com o incentivo à leitura, através da contação de histórias e da valorização da cultura popular. A trajetória do grupo, que iniciou em 2009, conta com Prêmios e Projetos importantes do cenário nacional: Palco Giratório Sesc 2015 – turnê em 18 estados do Brasil; Programa de Patrocínios Cosern Cultural 2015; Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2013 e Programa BNB de Cultura 2010. Mais informações no site:www.grupoestacaodeteatro.com.br.

Veja abaixo a programação completa: 

Dia 22 de agosto (terça-feira) 9h
Espetáculo: Estação dos Contos (45 minutos)
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

17h
Oficina: A Arte de Contar Histórias (4 horas)
Capacidade: 20 pessoas
Direcionada ao público professores, artistas e estudiosos em geral maiores de 14 anos.

Dias 23 e 24 de agosto (quarta-feira e quinta-feira) 19h30
Espetáculo: Quintal do Luis (60 minutos)
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

Dias 25 e 26 de agosto (Sexta-feira e sábado) 20h
Guerra, Formigas e Palhaços (60 minutos)
Classificação indicativa: 12 anos
Valor do ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

26 de agosto (Sábado) 10h
Aula-espetáculo: Um Sonho de Rabeca na Arca da Brasilidade (1 hora)
Capacidade: 160 lugares
Direcionada para estudantes de artes e música, músicos, atores e público interessado em geral.

Dia 27 de agosto (domingo) 17h
Um Sonho de Rabeca (45 minutos)
Classificação indicativa: livre
Valor do ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

SERVIÇO:
Teatro: Caravana Estação CAIXA Cultural

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 22 a 27 de agosto de 2017

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

Vendas 2h antes do espetáculo

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Serviço de manobrista gratuito no local

Paraciclo disponível no pátio interno

*Espetáculos gratuitos também integram a programação

Oficinas: inscrições serão feitas online, através de formulário padrão disponível nas redes sociais e no site oficial do Grupo Estação de Teatro.

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Eduardo Sousa com informações da assessoria | Foto: Divulgação

 

 

 

Eduardo Sousa

Sobre Eduardo Sousa

Eduardo Sousa é jornalista por formação, mas também adora e estuda moda. Faz serviços de assessoria de imprensa, gerenciamento de mídias digitais, figurino e personal stylist. Adora ler e escrever uma boa crônica, um simples retrato do cotidiano. "Cores de Almodóvar, cores de Frida Kahlo, cores".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *