Parceria entre governo e instituições de ensino vai priorizar primeira infância

Os ministérios da Educação (MEC) e do Desenvolvimento Social (MDS) firmaram um acordo de cooperação na área da primeira infância com a Associação Nacional das Universidades Particulares (Anup) e o Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub).

A parceria irá incentivar a elaboração de estudos e projetos acadêmicos com foco no desenvolvimento infantil, a fim de fortalecer as ações do Programa Criança Feliz.

Entre os itens tratados está a inclusão da discussão sobre primeira infância na relação de disciplinas de alguns cursos de nível superior. Para o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, a disseminação do assunto trará avanços para as políticas nacionais.

“Estamos estabelecendo aqui uma colaboração que parte de uma visão nova sobre a questão da educação, de entender que ela começa nos primeiros momentos da vida, dentro do útero. É um processo contínuo”, disse o ministro.

Estudos mostram que, ao receber os cuidados necessários nos primeiros mil dias de vida, as crianças chegam à escola mais preparadas para aprender e têm acesso a melhores oportunidades no futuro.

“Quando damos atenção à primeira infância, garantimos um cuidado especial para as crianças, que terão desafios importantes ao longo da sua vida educacional”, ressaltou o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Criança Feliz

O programa, coordenado pelo MDSvisa ao desenvolvimento integral das crianças de baixa renda. As ações são voltadas aos beneficiários do Bolsa Família, com idades entre 0 e 3 anos, e às crianças de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

As visitas domiciliares do programa já ocorrem em 290 cidades de 13 Estados. Nos encontros, as famílias são orientadas sobre como estimular o desenvolvimento dos filhos, como foco em temas como saúde, educação, cultura e garantia de direitos. Até o momento, 2.547 municípios aderiram à iniciativa.

Fonte: Portal Brasil

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *