Inscrições abertas para I Simpósio Cearense de Engenharia de Alimentos

Imagem: Estão abertas as inscrições para o I Simpósio Cearense de Engenharia de Alimentos (Imagem: Reprodução da Internet)

Estão abertas as inscrições para o I Simpósio Cearense de Engenharia de Alimentos, que ocorre de 16 a 19 de outubro, no Centro de Convivência do Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra. O evento é uma realização do Centro Acadêmico XVI de Outubro, do Curso de Engenharia de Alimentos, em parceria com a Conalimentos Empresa Jr., a Integra Empresa Jr. e o Departamento de Tecnologia de Alimentos da UFC.

De acordo com o Prof. Rafael Zambelli, o simpósio é “um divisor de águas no objetivo de mostrar a importância da Engenharia de Alimentos como norte para práticas industriais no que concerne a desenvolvimento de novos produtos, uso de tecnologias renováveis na indústria, controle de qualidade e melhoria de processos industriais”.

Haverá uma série de palestras, mesas-redondas e minicursos relacionados ao estudo de ciências, tecnologia e engenharia de alimentos, com o tema “Estratégias e desafios na Engenharia de Alimentos”, em vista das discussões a respeito da gerência de ideias, etapas de produção, riscos e soluções. O evento ainda contará com a apresentação de trabalhos acadêmicos, cujo período de submissão vai até 2 de outubro.

programação completa e detalhes sobre inscrição, incluindo o investimento necessário, estão no site do evento. Mais informações são obtidas pelo e-mail caalimentosmarketing@gmail.com.

Fonte: Juliana Bessa, do Centro Acadêmico XVI de Outubro – fone: 85 3366 9746 / e-mail: simcealiufc@gmail.com

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *