II Colóquio Acadêmico sobre Modalidade Deôntica recebe inscrições

Imagem: O colóquio é promovido pelo Grupo de Estudos em Modalidade Deôntica (Foto: Divulgação/GEMD)

O Grupo de Estudos em Modalidade Deôntica (GEMD), vinculado ao Departamento de Estudos da Língua Inglesa, Suas Literaturas e Traduções (DELILT) da Universidade Federal do Ceará, está com inscrições abertas para o II Colóquio Acadêmico sobre Modalidade Deôntica.

Para quem pretende apresentar trabalhos, o prazo termina no dia 30 de maio; para o participante-ouvinte, as inscrições se estendem até 2 de junho ou até o preenchimento das 80 vagas. O evento ocorrerá nos dias 5 e 6 de junho na sala Interarte (área 1 do Centro de Humanidades – Av. da Universidade, 2683, por trás do prédio da Casa de Cultura Alemã, Benfica).

As inscrições podem ser feitas via formulário on-line, disponibilizado no blog do GEMD.

O GEMD foi criado em 2009 e atua em duas linhas: Análise e Descrição e Linguística Aplicada. Sobre o tema do colóquio, a Profª Maria Fabíola Vasconcelos Lopes, do DELILT, esclarece que “a modalidade deôntica está associada aos valores de obrigação, permissão e volição e se liga a normas. Cita Palmer (1986) para explicar que “essa modalidade está relacionada à ação do outro e do próprio falante. Assim, compreender o modo como se diz algo e seus efeitos sobre o que é dito em nossas relações diárias se torna importante”.

A Profª Maria Fabíola acrescenta que o evento dialoga com estudos e práticas que tenham como foco a categoria gramatical modalidade deôntica, principalmente, mas aceita outros que girem sobre gramática de língua portuguesa ou estrangeira.

Fonte: Profª Maria Fabíola Vasconcelos Lopes, do DELILT – fones: 85 3366 7611 e 3366 7612 / e-mail: gemd.ufc@gmail.com

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *