Fome ainda ameaça 7,2 milhões de brasileiros

A fome caiu 1,8 ponto porcentual no País entre 2009 a 2013, segundo o suplemento sobre segurança alimentar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em números absolutos, 7,2 milhões de pessoas viviam em 2,1 milhões de lares em que alguém se encontrava em estado de insegurança alimentar grave em 2013. Para o IBGE, estar na chamada insegurança alimentar grave é, na prática, passar fome.

Estão nessa categoria as pessoas que, nos últimos três meses, tiveram de reduzir a quantidade de comida oferecida às crianças ou que têm pelo menos um integrante do domicílio que passou um dia inteiro sem se alimentar por falta de dinheiro. Os domicílios brasileiros na insegurança alimentar grave caíram de 5% para 3,2% entre 2009 e 2013. Há 10 anos, eram 6,9%.

A pesquisa abrange todos os 65,2 milhões domicílios. Para a amostra, foram visitados 148,7 mil lares nas cinco regiões do País. Os entrevistados responderam se tiveram problemas de acesso à comida nos últimos três meses.

Fonte: A Notícia

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *