Dia Mandela

nelson_mandelaO Prêmio Nobel da Paz, Nelson Mandela, apela as populações de todo o mundo a praticarem o bem, no dia do seu aniversário, comemorado hoje, dia 18 de julho, divulga a revista Jeune Afrique.

O primeiro presidente negro da África do Sul deseja que o seu 91º aniversário seja ocasião para motivar as pessoas a construírem um mundo melhor. São 67 minutos dedicados ao bem, pelos seus 67 anos de luta pela igualdade, no país que dirigiu, entre 1994 e 1999.

Em abril, a fundação com o seu nome decidiu criar um ‘Dia Mandela’.

O próprio explica que não se trata de um feriado, mas sim um dia dedicado ao voluntariado. “Esperamos que as pessoas dediquem o seu tempo e se esforcem pela melhoria das condições de vida da comunidade em que se inserem”, confessou Mandela. Trata-se de um esforço conjunto, tal como o trabalho que desenvolveu pela liberdade e em nome da justiça.

Nelson Mandela liderou a luta contra o Apartheid, regime político racista, adotado no país, em 1948 e abolido em 1990. O mesmo determinava que as pessoas de raça negra teriam de viver separadas da população branca, detentora do poder.

Mandela foi considerado pelo governo sul-africano, de então, como um terrorista, o que o levou a ficar preso durante longos anos. Esteve detido entre 1962 e 1990. Foi Premio Nobel pela Paz, em 1993, juntamente com o presidente Frederik de Klerk que ordenou a sua libertação.

Vamos fazer a nossa parte, assim como Mandela fez a dele. Podemos fazer muito pelo mundo e por nós mesmos!

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *