Casas de Cultura recebem inscrições

As Casas de Cultura Estrangeira da Universidade Federal do Ceará recebem inscrições, dias 19 e 20, para seleção de alunos dos semestres II a VI de seus cursos básicos de Inglês, Alemão, Francês, Italiano e Português.

No mesmo período, também devem se inscrever os interessados aos cursos avançados de Alemão, destinados aos falantes que já possuem certificado de curso básico. Não haverá teste de nível para interessados na Casa de Cultura Hispânica.

As inscrições acontecem de 8h às 17h, no térreo do prédio da Casa de Cultura Britânica. As Casas somente abrirão inscrições se houver vagas remanescentes em suas turmas de cada semestre.

A prova escrita será no dia 25 de julho, com resultado disponibilizado três dias depois (28). No dia 29, acontece a matrícula dos classificados.

Os candidatos classificáveis devem fazer a matrícula no dia seguinte (30), caso ainda restem vagas.

O início das aulas do semestre 2010.2 acontecerá no dia 9 de agosto. Deste dia (9) até 20 de agosto será o prazo para ajustes ou trocas de horários.

São os seguintes os documentos necessários para inscrição: duas fotos 3×4 idênticas e recentes, documento de identidade com foto e CPF originais (não é necessária fotocópia) e comprovante de conclusão do Ensino Fundamental.

É preciso efetuar o pagamento de taxa de inscrição no valor de R$ 50,00.

O término do semestre 2010.2 está previsto para 17 de dezembro.

Mais informações sobre o processo seletivo no site www.casasdeculturaestrangeira.ufc.br.

Fonte: Coordenação Geral das Casas de Cultura Estrangeira da UFC – (fone: 85 3366 7606 / 3366 7607)

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *