Aluna da UFC é a única cearense em programa de intercâmbio na Coreia do Sul

A aluna Thais de Castro Moraes, do Curso de Engenharia de Produção Mecânica da Universidade Federal do Ceará, é uma dos 80 jovens de países da África e da América Latina que estão participando do Global Korea Scholarship (GKS) 2017 – Summer Program for African and Latin American Students, programa promovido pela Universidade Nacional de Incheon, na Coreia do Sul.

As atividades iniciaram no dia 3 de julho e terão duração total de cinco semanas. A estudante está entre os 10 brasileiros selecionados e é a única representante cearense.

O GKS é patrocinado pelo governo coreano, e ao longo do programa os estudantes participam de palestras e seminários sobre língua e cultura sul-coreana, logística, economia e relações internacionais, além de visitas a instituições parceiras.

Para Thais, o programa está proporcionando experiências singulares. “Estamos visitando alguns locais importantes do país, como o prédio das Nações Unidas, a fronteira com a Coreia do Norte e o Museu da Guerra. Essas experiências impactam positivamente a formação acadêmica e pessoal dos alunos, expandindo seus horizontes e contribuindo para a conscientização cultural sobre diversos povos, para que eles se tornem cidadãos globais, propondo e desenvolvendo melhorias no seu país”, relatou.

Para os professores Heráclito Jaguaribe, tutor do Programa de Educação Tutorial de Engenharia, e Marcos Albertin, coordenador do Curso de Engenharia de Produção Mecânica, esse tipo de programa tem grande relevância na formação acadêmica dos estudantes e é importante para o estímulo à formação de lideranças globais e o intercâmbio de experiências entre universitários.

Mais informações sobre o GKS estão no site do programa.

Fonte: Prof. Heráclito Jaguaribe, do Departamento de Engenharia de Produção – e-mail: hjaguaribe@ufc.br

Valeska Andrade

Sobre Valeska Andrade

Formada em História pela Universidade Federal do Ceará e em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especialista em Cultura Brasileira e Arte Educação. Coordenou o Programa O POVO na Educação até agosto de 2010. Pesquisadora e orientadora do POVO na Educação de 2003 a 2010, desenvolveu, entre outras atividades, a leitura crítica e a educomunicação nas salas de aula, utilizando o jornal como principal ferramenta pedagógica. Atualmente, é professora de história da rede estadual de ensino. Pesquisadora do Maracatu Cearense e das práticas educacionais inovadoras. Sempre curiosa!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *