Você já parou para refletir sobre o problema do lixo?

Diariamente, são descartadas, em média, 125 mil toneladas de lixo domiciliar, no Brasil. Se todo esses resíduos fossem colocados em caminhões e se os mesmos fossem enfileirados, teríamos uma fila de 100 quilômetros de comprimento. Ou seja, é como se houvesse, a cada quatro dias, uma fila de caminhões cheios de lixo indo de São Paulo até o Rio de Janeiro. Também é fato que não há um sistema perfeito de disposição final para todo esse material, pois tanto os lixões e aterros, quanto a incineração e a reciclagem têm, em maior ou menor grau, impactos ambientais. Os resíduos domésticos jogados a céu aberto ou em aterros irregulares provocam a contaminação das águas subterrâneas e a poluição do ar com gases tóxicos.

Por conta disso, o ideal é REDUZIR o consumo, evitando que o lixo seja produzido na origem, podendo o consumidor ajudar recusando embalagens desnecessárias, comprando produtos com refil, reaproveitando sobras de comida, etc. Quando isso não for possível, a saída é REUTILIZAR materiais usados, aproveitar embalagens, doar roupas e material escolar, dentre outras ações. Por fim, existe a opção de RECICLAR. Papéis, vidros, plásticos e metais, que são os principais materiais recicláveis, representam cerca de 38% do peso total dos resíduos gerados e sua coleta mobiliza, atualmente, mais de 200 mil pessoas no Brasil. Entretanto, apenas 135 cidades no país têm sistemas organizados de coleta seletiva, que recolhem o lixo reciclável de casa em casa. É possível contribuir para a redução dos impactos provocados pelo lixo mudando as atitudes de consumo.

Fonte: São Paulo (Estado) Secretaria do Meio Ambiente / Coordenadoria de Planejamento Ambiental. Consumo Sustentável. Cavalcanti, Denize Coelho. – São Paulo : SMA/ CPLA, 2011.

# Fica a dica: Pratique os 3R’s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *