Caminha, Eu estou aqui!

Comecei a ler um e-book com uma amiga, para que durante as leituras, pudéssemos compartilhar o que Deus tinha falado com a gente e expor nossos pontos de vista. Logo no início da leitura, a autora começa explicando o porque de ter escrito o e-book. Ela é brasileira e namorava a distância com um rapaz americano. Eles se viam cada dois ou três meses, mas o próximo encontro seria mais especial ainda, porque eles ficaram noivos.
Perto da viagem do noivo para o Brasil, ocorreu um imprevisto, fazendo com que sua viagem fosse realizada vinte e um dias depois. A autora conta que ficou triste quando soube mas, sabia que os planos de Deus não falhavam e que aquela espera, tinha um propósito. Durante esse tempo de chegada do noivo, ela resolveu escrever durante os vinte e um dias o que Deus estava falando com ela.
É a partir disso que entra o meu relato. Através das leituras diárias do e-book, Deus falou comigo de maneira muito especial! Ele me falou que as circunstâncias difíceis, as provações, os tempos de solitude, as alegrias, as conquistas e tudo que aconteceu na minha vida, era propósito dele. Nada estava fora dos planos, nada. Tudo fazia que meu caráter fosse moldado e que eu aprendesse mais ainda deixar Ele no controle. Ele era o guia, eu era a tripulante. Todo dia, o tema do devocional era diferente. Cada tema se encaixava no meu dia e me ensinava de uma forma tão profunda e gentil.
Nessas últimas semanas, a rotina foi bem intensa! Manhã, tarde e noite sempre com algum compromisso e sempre com algo  muito importante pra fazer. Eu sempre quero resolver tudo e se isso não acontecer, a ansiedade bate a porta. Com isso lembrei de um dos textos que me tocou muito no devocional. Ele começa com a seguinte citação:
“Eu sei que esperar em Deus requer a disposição de suportar a incerteza, de carre-
gar dentro de si mesmo a pergunta sem resposta, levando o coração a Deus sobre ela
sempre que invadir os pensamentos. É fácil se convencer de uma decisão que não
tem permanência – mais fácil, por vezes, do que esperar pacientemente.” (Elisabeth
Elliot, Passion and Purity, tradução Francine Wash)
Elisabeth uma escritora e palestrante norte-americana, foi viúva de Jim Elliot, um missionário assassinado por uma tribo indígena. Ela ficou bem conhecida por sua escrita e por sua atitude genuína de voltar até a tribo onde o marido foi morto e ser missionária entre eles por um tempo. ( Leia mais sobre ela em: http://elisabethelliot.org )
Refletindo um pouco sobre o que Elisabeth escreveu e sobre o seu testemunho, comecei a escrever sobre a espera. Em meio às esperas e anseios da alma, o Senhor diz:”Caminha!”. O ato de esperar algo que pra nós não é visível, se assemelha a um caminho longo e com muita neblina. Nossa natureza ansiosa, pecaminosa e imediatista tende a questionar onde está Deus e o que Ele está fazendo por nós naquela jornada. Como é difícil fechar os olhos, colocar uma venda e dá as mãos pra que Ele nos guie. Confiar! Até quando Senhor? Até quando vou caminhar de olhos fechados? Diante dos nossos questionamentos, a certeza é de que Ele está aqui, preparando e cuidando dos mínimos detalhes. Tudo que Ele faz e idealiza é muito mais do que pedimos e pensamos, muito mais do que pudéssemos sonhar. Ele é! Ele é o amor, o artista, o arquiteto, o Pai. Ele é a disciplina, o zelo, o cuidado e a repreensão! Ele nos ama e prepara absolutamente tudo! Confia e caminha! Caminha, porque Ele é contigo! Caminha, minha filho(a)!
Em meio a tudo que nos tira o sossego e a paz, vamos nos lembrar:  “Mas o Senhor está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra.” Habacuque 2:20
Caminhar, caminhar e caminhar! Sempre em frente, sem olhar para trás. Nosso Guia está aqui, junto! No meio da caminhada vamos sempre aprendar algo, sempre ensinar algo. Tudo tem um propósito e um ensinamento, inclusive nas provações!
” A espera nunca quer dizer inércia.” Francine Walsh
Caso você queria ver o e-book, procure no blog Graça em Flor, da Francine Walsh. O e-book se chama “21 dias com minha amiga Elisabeth”.
Vitoria Diniz

Sobre Vitoria Diniz

Cearense, fotógrafa, apaixonada por leitura e história. Salva pela Graça, vivendo restauração constante. Atualmente dedica‐se ao estudo de italiano e libras!

2 thoughts on “Caminha, Eu estou aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *