Bicampeã olímpica do lançamento do martelo foi a estrela do GP Brasil Caixa de Atletismo neste sábado no ABC Paulista.

 

Fortaleza, 04/06/2017 – Enquanto estávamos concentrados em nossas corridas locais neste final de semana, encontro na TV a transmissão ao vivo do GP Caixa de Atletismo, realizado neste sábado a tarde no ABC Paulista / São Bernardo do Campo, com a presença de atletas de 27 países.

Antes de sair para a corrida que participaríamos aqui no litoral oeste cearense, ainda tive tempo de acompanhar algumas disputas acirradas entre brasileiros e estrangeiros, todos de olho na obtenção de índices para o próximo Mundial de Atletismo que será realizado em Londres no mês de agosto.

Confiram abaixo a matéria oficial do evento disponibilizada pela CBAt – Confederação Brasileira de Atletismo.

 

São Bernardo do Campo – Com as arquibancadas tomadas pelo público, o Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo 2017 superou as expectativas dos organizadores, com a quebra de recordes do torneio e com atletas superando suas marcas pessoais. No lançamento do martelo feminino, a bicampeã olímpica Anita Wlodarczyk (Polônia) venceu a prova com 78,00 m, novo recorde do GP.

Nos outros três lançamentos a que teve direito, Anita ainda fez 75,88 m e 75,45 m – o recorde anterior era 74,26 m, da cubana Ypsi Moreno, de 2011. “Estou muito feliz com o meu resultado, que era o que esperava para este momento da temporada, e ainda vou crescer até o Mundial (Londres, em agosto)”, disse a atleta.

No masculino, a principal marca foi a alcançada pelo brasileiro Darlan Romani (B3 Atletismo) no arremesso do peso, com 21,82 m, recorde do GP e sul-americano, além de se constituir na quinta melhor performance do Ranking Mundial da temporada. “Estou trabalhando forte, procurando manter a regularidade e alcançar os 22 m”, afirmou o atleta, quinto na Olimpíada do Rio. O Justo Navarro considerou muito bom o desempenho de Darlan: “O progresso dele é inegável, e pode ir bem mais longe.”

No salto com vara, o campeão olímpico Thiago Braz da Silva (Pinheiros) ficou em segundo lugar com 5,40 m, atrás do também brasileiro Augusto Dutra (Orcampi Unimed), que marcou 5,60 m, melhor marca pessoal no ano. Augusto comemorou muito o salto: “Estou ainda em recuperação, tentando voltar à melhor forma”, disse Augusto, que teve suas varas extraviadas na vinda para o Brasil. Ele agradeceu ao colega Bruno Spinelli, que emprestou suas varas.

Thiago Braz, por sua vez, explicou que esperava saltar melhor, mas que não estava decepcionado. “O meu treino está mudando, é natural que haja certa irregularidade no começo, mas aos poucos vamos voltar a um padrão forte de competição”, afirmou.

No triplo masculino, a vitória foi do brasileiro Mateus de Sá (Pinheiros), com 16,87 m. Com a marca, Mateus conseguiu o índice para o Mundial de Londres, que é 16,80 m. “Estou feliz, por fazer o índice e ainda por bater meu recorde pessoal (que era 16,63m)”, falou o atleta, que foi medalha de bronze no Mundial Sub-20 de Eugene 2014.

Quem também fez o índice para o Mundial foi Vitória Rosa (B3 Atletismo), que venceu os 200 m com 23.09 (o índice é 23.10). “A temporada está sendo uma surpresa, mudei do Rio para São Paulo, troquei de treinador – agora está com Katsuico Nakaya – e estou fazendo as melhores marcas da minha carreira”, disse ela.

Também Paulo André Camilo de Oliveira (Pinheiros) estava feliz por vencer os 100 m, com 10.23, igualando seu melhor tempo da prova. “Fiquei dois meses e meio num camping da CBAt e do COB, nos Estados Unidos. Aqui esperava um tempo melhor, mas o resultado foi bom”, afirmou o velocista.

 

PÓDIO

Salto com vara masculino:
1º Augusto Dutra Silva de Oliveira (BRA) 5,60 m
2º Thiago Braz da Silva (BRA) 5,40 m
3º German Chiaraviglio (ARG) 5,30 m

Lançamento do martelo feminino:
1º Anita Wlodarczyk (POL) 78,00 m – RC
2º Gwen Berry (USA) 73,37 m
3º Amber Campbell (USA) 72,80 m

Salto em distância feminino:
1º Jessica Carolina Alves dos Reis (BRA) 6,61 m (-0.7)
2º Tania Ferreira da Silva (BRA) 6,34 m (0.5)
3º Gabriele Sousa dos Santos (BRA) 6,30 m (0.0)

100 m com barreiras feminino (-1.5):
1º Fabiana dos Santos Moraes (BRA) 13.06
2º Evonne Briton (USA) 13.07
3º Monique Morgan (JAM) 13.14

Arremesso do peso feminino:
1º Daniella Bunch (USA) 18,47 m
2º Auriole Dongmo (CMR) 18,37 m
3º Geisa Arcanjo (BRA) 17,27 m

Salto em altura Masculino:
1º Fernando Carvalho Ferreira (BRA) 2,28 m
2º Eure Javier Yañez (VEN) 2,26 m
3º David Adley Smith (PUR) 2,23 m

400 m feminino:
1º Margareth Bamgbose (NGR) 51.57
2º Geisa Aparecida Muniz Coutinho (BRA) 51.91
3º Patience Okon George (NGR) 52.27

800 m masculino:
1º Rafith Rodrigues (COL) 1:47.10
2º Abdelati El Guesse (MAR) 1:47.49
3º Kleberson Davide (BRA) 1:47.73

1.500 m feminino:
1º Selah Jepleting Busienei (KEN) 4:21.28
2º Maria Pia Fernandez (URU) 4:22.16
3º Juliana Paula Gomes dos Santos (BRA) 4:22.46

Lançamento do dardo masculino:
1º Jaime Dayron Marquez (COL) 77,72 m
2º Arley Ibarguen (COL) 76,41 m
3º Dejan Mileusnic (BIH) 74,40 m

Salto triplo masculino:
1º Mateus Adão Sá (BRA) 16,87 m (0.5) – ICM
2º Tosin Oke (NGR) 16,67 m (0.8)
3º Paulo Sérgio Oliveira (BRA) 16,49 m (0.2)

3.000 m com obstáculos masculino:
1º Altobeli Santos da Silva (BRA) 8:38.70
2º José Gregório Peña (ECU) 8:39.53
3º Abdelkarin Bem Zahra (MAR) 8:43.73

Arremesso do peso masculino:
1º Darlan Romani (BRA) 21,82 m – RA
2º Franck Elemba (CGO) 20,22 m
3º Joshua Freeman (USA) 19,87 m

200 m feminino (0.8):
1º Vitoria Cristina Silva Rosa (BRA) 23.09 – ICM
2º Viktoriya Zyabkina (KAZ) 23.25
3º Rosangela Santos (BRA) 23.48

100 m masculino (0.3):
1º Paulo André Camilo de Oliveira (BRA) 10.23
2º Kemar Hyman (CAY) 10.24
3º Andrew Fisher (BRN) 10.25

 

RC – Recorde do Campeonato.
RA – Recorde Sul-Americano.
ICM -Índice Campeonato Mundial.

O GP Brasil fez parte do IAAF World Challenge da IAAF e integra o Programa Caixa de Competições da CBAt, organizadora do torneio, que tem o patrocínio da CAIXA e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Fonte: CBAt – Confederação Brasileira de Atletismo, link…

.

.

Felix Luis

Sobre Felix Luis

Desportista e atleta amador, com passagens pelo futebol de campo e futsal. Participou das primeiras corridas de rua no início da década de 90, e até o final de 2017, deverá chegar a marca de 370 competições. Profissional da área de informática, e proprietário do site Portal do Corredor, (o pioneiro web na divulgação de corridas de rua no norte e nordeste brasileiro, 2004 / 2017). www.portaldocorredor.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *