Nelson x Barnett é o retrato da envelhecida categoria mais temida do UFC

Barnett e Nelson fazem luta principal do UFC Japão | Foto: UFC/Divulgação
Barnett e Nelson fazem luta principal do UFC Japão | Foto: UFC/Divulgação

Não ando muito animado com as últimas edições do UFC. E quando o assunto é o futuro da divisão dos pesos pesados, fico ainda mais frustrado. Com lutadores entre 30 a 40 anos encabeçando o top 15 da categoria, é difícil de acreditar numa ‘reciclagem’ de atletas para os próximos anos.

Neste sábado, 26, os números 8 e 11 do ranking, Josh Barnett e Roy Nelson, se enfrentam na luta principal do UFC em Saitama, no Japão. O duelo retrata perfeitamente o atual momento da divisão. O “gordinho” já tem 39 anos, enquanto o rival ex-campeão do Ultimate possui 37. Dificilmente, os dois vão chegar a uma disputa de cinturão.

Não discuto a estratégia de colocá-los como luta principal do evento no Japão. O estímulo deste confronto é mercadológico. Os japoneses têm uma grande admiração pelas artes marciais mistas – sentimento que nasceu com o Pride.

Rodrigo “Minotauro” Nogueira, ex-campeão do extinto evento, é lenda no país. Para quem não lembra, Roy Nelson conseguiu a última vitória da carreira justamente contra Minotauro, em Abu Dhabi. O retorno do “gordinho” é interessante em terras asiáticas. O americano vai tentar se redimir na Saitama Arena, visto que perdeu para Mark Hunt no local  em 2014.

Já Barnett também é conhecido no Japão. O americano fez dez lutas no Pride, enfrentando atletas como Minotauro, Mirko “Cro Cop” e Mark Hunt na Saitama Super Arena.

O encontro entre Barnett e Nelson pode render uma boa luta. Até acredito que possa sair um nocaute brutal e render comentários positivos sobre o confronto. Mas não vai passar disso. Nenhum dos dois possui reais chances de cinturão. São dois lutadores caminhando para o fim da carreira. O duelo não vai sacudir a divisão!

Ranking dos pesados
Ranking dos pesados

O UFC precisa ir além e garimpar novos talentos para a divisão, escassa de jovens promissores. Do top 15, apenas Stefan Struve está abaixo da casa dos trintões. O holandês possui 27 anos e, dificilmente, disputará o título da divisão.

Os trintões que ainda possuem lenha para queimar são: Fabrício Werdum, 38, campeão da categoria; Cain Velasquez, 33, número 1; Junior Dos Santos, 31, #2; Stipe Miocic, 33, #3; Andrei Arlovski, 36, #4; e Travis Browne, 33, #5. Daí para baixo, a situação é crítica com nomes como Mark Hunt, 41, Alistair Overeem, 35, e Frank Mir, 36.

Se o Ultimate não conseguir uma rápida renovação, a briga pelo título vai ficar entre os seis tops da categoria e se tornará uma disputa repetitiva.

E você, o que acha sobre a divisão dos pesados?

UFC Fight Night 75 – 26 de setembro
Saitama Super Arena, no Japão

Card principal
Roy Nelson x Josh Barnett
Uriah Hall x Gegard Mousasi
Chico Camus x Kyoji Horiguchi
Takeya Mizugaki x George Roop
Matt Hobar x Norifumi yamamoto

Card preliminar
Diego Brandão x Katsunori Kikuno
Nick Hein x Yusuke Kasuya
Li Jingliang x Keita Nakamura
Kejan Johnsonx Naoyuki Kotani
Shinsho Anzai x Roger Zapata

10
Lucas Mota

Sobre Lucas Mota

Jornalista do Grupo de Comunicação O POVO desde 2012, praticante de jiu-jítsu e fanático por MMA. Atualmente, integra o Núcleo do Portal O POVO Online. Formado em jornalismo pela Faculdade 7 de Setembro (FA7).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *