Artes marciais rendem medalhas ao Brasil em três modalidades pela 1ª vez da história das olimpíadas

Robson Conceição, Rafaela Silva e Maicon Andrade subiram no pódio. A exemplo de Rafael Silva e Mayra Aguiar. Fotos: COB/Divulgação
Robson Conceição, Rafaela Silva e Maicon Andrade subiram no pódio. A exemplo de Rafael Silva e Mayra Aguiar. Fotos: COB/Divulgação

A edição dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro registrou um feito inédito para o esporte brasileiro. Pela primeira vez, três modalidades de artes marcais subiram ao pódio em uma mesma edição. Além das já aguardadas medalhas do judô, o País também medalhou no boxe e no taekwondo.

Os esportes de luta foram responsáveis por duas das sete medalhas de ouro que o País obteve na competição: a de Rafaela Silva, no judô, e a de Robson Conceição, o primeiro atleta do Brasil campeão olímpico de boxe. O judô rendeu ainda mais duas medalhas de bronze, com Rafael Silva e Mayra Aguiar. Já o taekwondo voltou a melhor, após oito anos, com Maicon Andrade.

Nas olimpíadas de Londres, em 2012, as artes marciais renderam sete medalhas ao Brasil, mas apenas em dois esporte: 4 no judô (incluindo o ouro de Sarah Menezes) e 3 no boxe (incluindo a prata de Esquiva Falcão). Em Pequim-2008, foram apenas quatro medalhas, sendo 3 delas vindas do judô e uma oriunda do taekwondo. Em Atenas-2004, o Brasil só conquistou medalhas em artes marciais por meio do judô, que faturou dois bronzes. O feito também se repetiu nos Jogos de Sidney, em 2000, com o judô faturando duas medalhas, estas de prata.

Na Rio-2016, as cinco medalhas das artes marciais representaram 26,8% do total de pódios do Brasil. Nas próximas olimpíadas, a expectativa é de que a participação das artes marciais colabore ainda mais com o quadro de medalhas do País, com a inserção do Caratê, que vai estrear na edição de Tóquio-2020, no Japão.

AS MEDALHAS DAS ARTES MARCIAIS NAS OLIMPÍADAS DO RIO DE JANEIRO:
Judô: Rafaela Silva (ouro), Rafael Silva (bronze) e Mayra Aguiar (bronze)
Taekwondo: Maicon Andrade (bronze)
Boxe: Robson Conceição (ouro)

Bruno Balacó

Sobre Bruno Balacó

Jornalista esportivo do Grupo de Comunicação O POVO. Redator do site de esportes do jornal O POVO (Portal Esportes O POVO) e repórter do caderno de esportes do O POVO. Comentarista esportivo da Rádio O POVO/CBN, da TV O POVO e titular blog Gol e do blog Clube da Luta do O POVO Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *