Felipe Ribeiro fala sobre eliminação do Basquete Cearense

Não deu para o Basquete Cearense desta vez. A equipe de Fortaleza acabou ficando pelo caminho nos playoffs, melhor para o Bauru, que conseguiu a classificação após vencer a série por 3 a 0. O último jogo das oitavas de final entre as duas equipes foi na última segunda-feira, no Ginásio da Unifor, pelo placar de 79 a78. Eliminação considerada por alguns como precoce. Um dos problemas que atrapalhou o time nordestino nesta temporada foram as lesões.

“Jogar os playoffs foi complicado para nós porque vínhamos recuperando alguns atletas de lesões. Ficamos sem o André e Erick, e uma semana antes dos playoffs o Brown e o Drudi também não jogaram e não treinaram antes dos jogos. Enquanto o Bauru estava completo e embalado. Mesmo assim, na partida em Fortaleza mostramos que podíamos vencê-los”, explica Felipe Ribeiro, ala/pivô e um dos destaques do Basquete Cearense na temporada.

(Foto: Luiz Pires/LNB)
(Foto: Luiz Pires/LNB)

 

Felipe atendeu o Blog Bola ao Alto dois dias após a eliminação. Atencioso, como sempre, respondeu alguns questionamentos e fez um balanço da participação do Basquete Cearense  nesta temporada do NBB.

Bola ao Alto – Como você avalia a participação do Basquete Cearense na temporada 2013/2014 do NBB? Quais principais diferenças em relação a temporada passada?

Felipe Ribeiro – De uma forma geral fomos muito bem. Jogamos de igual para igual com todas as equipes do país, revelamos alguns jogadores para o cenário nacional e nos classificamos novamente para os playoffs, onde pegamos um adversário que é o atual campeão paulista e vinha de 10 jogos invictos, mesmo assim tivemos o jogo na mão em Fortaleza.

B.A. – Quais as principais diferenças em relação a temporada passada?

F.R. – As diferenças para a temporada passada são muitas. Tivemos um time bem diferente e acredito que muito mais competitivo, mas no final da temporada alguns problemas, principalmente físicos atrapalharam um pouco.

B.A. – O que você destacaria (momentos) do time nesta temporada que você levaria para a próxima?

F.R. – Nesta temporada tivemos jogos maravilhosos. Lembro-me do jogo contra Urbelândia, fizemos um jogo de time campeão como muitos outros, o espírito de luta e a dedicação diária de todos tem que se destacar também.

B.A. – Como o Bial lidou com a eliminação e como foi a conversa após o jogo da eliminação?

F.R – Ele ficou muito sentido como todos. Ele é uma cara que se entrega de corpo e alma para o trabalho, ele sofre nas derrotas e vibra muito nas vitórias.

Próxima fase 

O Bauru, comandado pelo técnico Guerrinha, terá pela frente o atual campeão e líder da fase de classificação, Flamengo, que avançou direto as quartas de final.

Allana Alves

Sobre Allana Alves

Jornalista. Jogou basquete durante 11 anos e foi campeã cearense escolar, vice-campeã brasileira escolar e campeã cearense universitária. Atualmente, trabalha como Assessora de Comunicação, tem experiência como Relações Públicas e foi repórter e editora de esportes na TV O Povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *