Basquete Cearense quer trazer decisão para casa

Logo mais, às 19h, o Basquete Cearense vai entrar em quadra para enfrentar o Mogi das Cruzes, no quarto jogo da série das quartas de final do NBB 2015/2016. O duelo será no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes (SP), e terá transmissão ao vivo pelo #NBBnaWeb (www.lnb.com.br/tempo-real). A equipe paulista lidera a série por 2 x 1, mas o time de Alberto Bial quer trazer a decisão para casa.

O Bola ao Alto conversou com o ala/armador Duda Machado, que destaca a experiência do grupo na busca pela classificação.

(Foto: Arquivo pessoal)
(Foto: Arquivo pessoal)

Bola ao Alto: Como foi o treino para essa próxima partida? Teve muita diferença nos ajustes em relação aos treinos anteriores durante os playoffs?

Duda Machado: Não teve muita diferença não. Nessa fase do campeonato, principalmente no meio de uma série de playoffs, o mais importante é você trabalhar o psicológico e ajustar alguns detalhes que aconteceram nos jogos já realizados na série.

B.A.: Como o time embarcou para essa quarta partida? Motivação, foco, etc.

Duda: O nosso time é experiente o suficiente pra saber que uma série só acaba quando uma das equipes vence 3 jogos. Nós mostramos nesses 3 jogos q temos condições de vencer o Mogi seja em Fortaleza ou aqui, e nós estamos muito confiantes de que vamos levar essa série para o quinto jogo.

B.A.: O Basquete Cearense vem fazendo história ao longo de toda essa temporada e está muito próximo de alcançar mais um marco. Isso tem se refletido claramente na aproximação do torcedor com a modalidade no estado do Ceará, na paixão que está crescendo em pessoas que antes tinham o basquete muito distante, consequentemente, lotando ginásio e mostrando que o time é o xodó de torcedores no geral. Vocês tem essa noção da importância da realização de vocês dentro do estado com o a evolução do time?

Duda: Sim, desde o início da parceria do Basquete Cearense com a Solar, isso ficou claro. Servir de exemplo para a população cearense, representar a cidade de Fortaleza da melhor maneira possível e dar um motivo de alegria pra todos que fossem nos assistir jogar. Acredito que esse objetivo nós alcançamos. Mas é claro que como atleta, eu vou querer sempre vencer todos os jogos que disputar, por isso não estou (não estamos) satisfeito e quero ir além!

B.A.: Pra finalizar..muitos gostam de usar a música pra focar antes do jogo, relaxar, enfim. Qual a Playlist da galera do Basquete Cearense?

Duda: Sobre trilha sonora é muito pessoal. Eu, particularmente, antes do jogo gosto de escutar Rap e Hip-Hop!

Uma coisa é certa, muita gente vai tá aqui pelo Ceará roendo as unhas de ansiedade e esperando que a decisão possa acontecer em um ginásio calorosamente lotado. Um grupo de torcedores esteve no embarque, ontem, reforçando ainda mais o apoio dos cearenses pelo time.

13055512_1044221065652928_3612408496308322446_n
(Foto: Daniel de Paula/Arquivo pessoal)
Allana Alves

Sobre Allana Alves

Jornalista. Jogou basquete durante 11 anos e foi campeã cearense escolar, vice-campeã brasileira escolar e campeã cearense universitária. Atualmente, trabalha como Assessora de Comunicação, tem experiência como Relações Públicas e foi repórter e editora de esportes na TV O Povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *