Testando os substitutos

Souza foi um dos destaques do jogo treino contra o Maguary (Foto: Cearasc.com/Divulgação)
Souza foi um dos destaques do jogo treino contra o Maguary (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

Tentando não deixar o ritmo cair, o Vozão fez o primeiro de dois jogos-treinos durante esse período de parada para a Copa do Mundo. O adversário foi o Maguary e o placar terminou 8×0 para o Vozão. Magno Alves marcou três vezes, Nikão, Felipe Amorim, Gil, Alex Lima e Helder completaram a goelada.

Nesse primeiro jogo-treino, Sergio Soares aproveitou para testar os possíveis substitutos de Samuel, Ricardinho e Bill, que não poderão atuar diante do Joinville, devido ao terceiro cartão amarelo. Marcos, Marcus Vinicius e Felipe Amorim, respectivamente, foram os escolhidos, pelo menos nesse primeiro momento.

O time que começou o jogo-treino foi formado por Jaílson; Marcos, Sandro, Diego Ivo e Vicente; João Marcos, Marcus Vinicius, Eduardo e Nikão; Felipe Amorim e Magno Alves, e o primeiro tempo terminou 5×0 para Vozão, com destaque para a atuação do meia Eduardo. Na segunda etapa foi a vez dos reservas entrarem em campo e Alex Lima, Helder e Gil deram números finais ao jogo-treino, com destaque para a atuação do meia Souza.

O goleiro Luís Carlos, ainda se recuperando de um problema no ombro, Assisinho e Leandro Brasília, que tratam de uma pubalgia, Michel, que tomou uma pancada no treino anterior, e Lulinha, que trabalhou separadamente buscando entrar em forma e ficar a disposição para o jogo contra o Joinville, foram os ausentes no jogo-treino, a novidade ficou por conta do retorno de Amaral, que já recuperado do problema no joelho está à disposição de Sergio Soares.

O próximo jogo treino está marcado para sábado, 05 de julho, novamente em Carlos de Alencar Pinto, com o adversário ainda a ser definido.

Saudações Alvinegras!

Weiber Castro

Sobre Weiber Castro

Natural de Itapiúna-CE, torcedor do CEARÁ SPORTING CLUB, único Clube Penta-Campeão Cearense, detentor do maior numero de títulos do estado, único clube cearense a participar de competições internacionais chanceladas pela FIFA, campeão invicto do Copa do Nordeste, e por ai vai.

21 thoughts on “Testando os substitutos

  1. Weiber, tem como saber o horário e se vai ser aberto ao publico, você pode ver isto?

    O primeiro não foi, o próximo ainda vai ser definido.
    SA!

  2. Weiber, o problema do Assisinho também é pubalgia? Pensei que ele já estava era retornando. Hoje em dia um grande número de jogadores tem problemas de pubalgia, mas quando estes são graves, os jogadores vão e voltam para o DM constantemente, e quando jogam, não têm o mesmo rendimento de antes. Realmente dá pena ver jogadores com este tipo de problema, que também atingiu nosso ex-atacante Romário.

    Outra notícia muito ruim, que eu não esperava, é que o grande Luiz Carlos continua contundido. Claro que o Jaílson também vem bem, mas o Luiz Carlos é melhor e ficamos sem sem saber se o terceiro reserva está à altura. Mas o Luiz Carlos só deve retornar se estiver 100% mesmo, pois goleiro usa muito mais o ombro do que jogador de linha.

    O fato do Amaral não ter sido testado, bem como os novos contratados, e os suspensos (Ricardinho, Samuel e Bill), indicam que o SS está focado somente no Joinville neste momento.

    Boas notícias, o Magnata ter feito três gols, mostra-nos que ele vem tinindo, e as boas atuações de Eduardo e, principalmente, o Souza. Seria bom demais se este “bombasse” nesse segundo semestre, seria espetacular para o Vozão.

    Saudações alvinegras líderes e centenárias!

  3. Impressionante como esse tipo de problema (pubalgia) parece não ter solução.
    Vários jogadores sofrem com isso e continuam jogando, mas com rendimento bem inferior ao que se espera. Exemplo: Kaká.

    Parece ser uma lesão crônica, que deixa mais tempo o jogador fora do que treinando…

    Há quanto tempo esses dois jogadores estão fora? Claro, sofreram com outras contusões, mas não vejo esses jogadores em condições de atuar o ano inteiro.

  4. E novas contrataçoes para o restante da serie B ceara parou precisamos de um centravante laterais reservas

  5. O Assisinho estava com um problema no tornozelo, se tiver pubalgia, é coisa nova. o Leandro sim era pubalgia, o que aliás deixou de fora nosso melhor jogador do meio campo, na minha opinião. Bom a volta do Amaral, se bobear ganha a vaga do m vinícius.

    Assisinho entrou no DM com problemas no tornozelo, voltou a treinar e em seguida retornou ao DM com dores no pubis.
    SA!

  6. Vejam o bom exemplo da copa do mundo. Todo mundo é contra a violência no futebol. Muitos dizem que não tem jeito porque a violência é da sociedade e não somente do futebol. Ledo engano. Essa desculpa não resiste aos fatos.

    A violência é mesmo de algumas pessoas ou grupos de pessoas incultas ricas e pobres que se forem punidos com rigor que esse tipo de violência merece e não com punições simbólicos típicas do jeitinho brasileiro, cestas básicas, trabalhos voluntários, mas com indenizações, cadeia e banimento definitivo dos estádios, a violência tenderá a diminuir a padrões aceitáveis de civilidade.

    Vejam o bom exemplo da copa do mundo.
    Até agora tudo é festa para vencedores e perdedores que assistem aos jogos sentados vizinhos, vibrando e torcendo sem brigas. Só teve até agora dois problemas graves provocados por riquinhos sem educação e um outro provocado por um jogador desajustado:

    A primeira: Torcedores brasileiros mau educados, ricos que ocupavam a área VIP pertencente a classe alta que pode adquirir ingressos de R$900 reais, desrespeitosamente vaiaram o hino dos nossos irmãos chilenos e descomporam com palavrões impublicáveis a presidenta da república mandando-a em coro tomar no c´num gesto que envergonhou todos os brasileiros de boa vontade perante o mundo.

    A segunda: A violência do jogador Luís Soares que apresentou um caráter psicopata. (Se você ficou com peninha do Luis Soares assista esse vídeo e veja como ele se comporta em campo, ele é um psicopata: https://www.facebook.com/photo.php?v=638592052904565

    No mais, está sendo tudo muito bem conduzido, uma vitória do povo brasileiro que está encantando o mundo com a sua hospitalidade e bom humor. O fato de estarmos sediando a copa não nos obriga a vence-la. O torcedor brasileiro sabe disso, o que não nos impede de torcer para conseguir esse feito respeitando o direito que outras seleções também têm de lutarem pelo título. Aliás, temos cinco títulos e todos foram conquistados fora de casa.

    A imprensa internacional é unânime em achar que esta foi a melhor copa de todos os tempos sob todos os aspectos. Estádios, padrão técnico da seleções e dos jogos, aeroportos, trânsito, acesso, segurança, geração de emprego e renda e faturamento para o país e cidades sedes.

    Quem veio volta falando bem e trazendo mais turistas para a nossa indústria sem fumaça que é a que mais gera emprego e divisas.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  7. A pubalgia (dores na região do púbis) só é grave quando é crônica, ou seja, quando é persistente, vai e volta constantemente. No caso do Assisinho, pode ser só um probleminha passageiro e ele retornar logo. O caso do Leandro Brasília é bem mais sério, vem se arrastando desde o início do ano; ele teve um problema, melhorou e voltou aos gramados, mas retornou para o DM.

    A BWA adiou o distrato com o Mais Querido tendo em vista uma reunião definitiva que acontecerá hoje. Vamos torcer!

    O contrato atual dá R$ 130 mil mensais ao Ceará, mais algumas regalias na Arena. Em troca, o Ceará joga com exclusividade na Arena Castelão, o que gerou até aqui, em média, cerca de R$ 70 mil mensais para a Arena, mais o patrocínio master na camisa (era usado pela Galvão). Penso que chegaria a um bom termo para o Ceará, a redução do contrato para R$ 50 mil mensais, porém sem o patrocínio master, este deverá ficar com a Caixa, com o Ceará tomando conta da bilheteria.

    SA!

  8. Complementando, os quase R$ 70 mil mensais em média recebidos pela Galvão foram a título de aluguel do estádio e referem-se a R$ 790.140,20 recebidos pelas 30 partidas que o Ceará atuou como mandante durante um ano de contrato. Dos 130 mil mensais, 70 mil seriam referentes ao patrocínio master na camisa e R$ 60 mil pela exclusividade. A Arena também aceitava os sócios como valor de apenas R$ 1,00 na entrada.

    Caso o Ceará feche a bilhetagem para permanecer com o clube, mais R$ 50 mil mensais, e fechando o patrocinio com a Caixa, cerca de 170 mil mensais, seria ótimo para o clube e para nós torcedores, pois o Castelão é bem mais confortável que o PV, é coberto, tem cadeiras com encosto, estacionamento próprio e capacidade para mais de 60 mil torcedores. Seria bom para a BWA também, pois nada mais deficitário do que um megaestádio sem jogos, ou com os poucos jogos da série C. Torçamos para um bom acordo! SA!

  9. Tô doido mesmo é pra essa copa terminar. Torço muito pela seleção brasileira, digo da CBF, mas PREFIRO, com sincera sinceridade, o Vozão ganhar do Joinville no dia 15 a “nossa” seleção ganhar o hexa.

  10. O importante é voltarmos bem. O MAIS QUERIDO tem que chegar “mordendo” é manter o primeiro lugar, aliás com o time que nós temos hoje certamente iremos disputar o título da segundona. Todos os jogadores hoje têm condições de jogar como titular. O SS está feliz porque tem uma diretoria que “chega junto”. Vamos ganhar a primeira partida depois da copa e daí em diante é comemorar a subida. ALVINEGRO NÓS GOSTAMOS DE VOCÊ! Saudação centenária-ALVINEGRA.

  11. Acabei de saber (oficiosamente), hoje no centro da cidade que a CAIXA ECONÔMICA FEDRAL assinou um contrato com o River do Piauí, que vai disputar a série D do campeonato brasileiro por R$150 mil mensais. Me assustei quando soube que o Ceará receberá só R$170 mil mensais.

    CONSIDERANDO que Teresina é uma capital de apenas 800 mil habitantes, sem tradição nenhuma futebolística, sem nenhum clube de expressão e que o maior público do certame piauiense foi a decisão do estadual com portões abertos pelo governo do estado que deu um público de sete mil expectadores, Como um clube tradicional como o mais querido do estado do Ceará, sediado numa metrópole de quase milhões de habitantes, com jogadores caros, disputando a série B só vai receber vinte mil a mais que o River da série D que paga menos de mil reais por mês para a maioria dos seus jogadores?
    Alguma coisa está errada.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  12. Caros Alvinegros, se a CAIXA realmente fechou um contrato de 150.000 com RIVER parabens
    ao RIVER o que posso dizer sobre o o RIVER e que o mesmo não tem dividas perante ao governo e que tem o apoio de de POLITICOS do estado do Piaui por sinal um deles muito
    forte nacionalmente agora o RIVER ESTA TENTANDO UM CONTRATO DE 50.000 MIL MENSAIS
    MAIS VAMOS VER POR QUANTO DE FATO FOI FECHADO O CONTRATO SE FOI MESMO
    CONCRETIZADO sobre o publico da final no Albertão foram dois jogos de portões abertos
    bancados pelo governo do ESTADO do Piaui, o Albertāo tem capacidade para 440000 mil
    Pessoas mais por medidas de SEGURANÇA FORAM LIBERADOS 25000 mil POR JOGO e
    esse foi o PUBLICO DE CADA JOGO 25000 pessoas por jogo isso por conta da PROIBIÇĀ0
    DO CORPO DE BOMBEIRO e MINISTERIO PUBLICO ESTADUAL AGORA O CEARA TEM QUE
    BUSCA AJUDA POLITICA PARA FECHA UM BOM CONTRATO COM A CAIXA POIS e ASSIM
    QUE FUNCIONA CONTRATOS COM EMPRESAS CONTROLADAS PELO GOVERNO a lei
    do mais FORTE POLITICAMENTE isso e POLITICA DO BRASIL ATUAL TOMA LÁ DA CÁ
    INFELIZMENTE.

  13. PAULINO ROCHA DEVE ESTÁ LÁ NO CÉU DECEPCIONADO COM SEUS COLEGAS E CONFRADES AQUI DA TERRA.

    Preocupante essa situação que a gestora quer impor ao Mais Querido do Estado.
    Soube ontem por fonte fidedigna que a atual gestora da arena castelão está atrasando o repasse das prestações inerentes ao contrato firmado com o Ceará Sporting Clube com o intuito de prejudicar mesmo o clube. Soube também que a direção da gestora tem “negócios” com dirigentes de lá da terceirona.

    Mesmo assim o mais querido se encontra em dia com seus compromissos financeiros. Isso mostra a solidez de um clube que tem a responsabilidade de só dar um passo se for do tamanho das suas pernas.

    Isso se chama responsabilidade e amor ao clube José e FJP.
    Em 2011 perdemos a chance de permanecer na elite porque não tínhamos um estádio que comportasse a nossa torcida e não podíamos endividar irresponsavelmente o clube já saneado.

    O castelão estava em obras para ser a redenção do nosso futebol.
    Foi um sacrifício que pensávamos que valeria a pena.
    O estádio foi inaugurado, lavrado um contrato bom para o estado, para a gestora e para o maior clube do futebol cearense. Ceará e Ferroviário. O outro clube não aceitou participar porque não quis.

    Agora chega uma nova empresa gestora que acha que o estádio é dela e que só ela deve ganhar tudo sozinha. O Estado do Ceará e o futebol cearense, para o qual o estádio foi construído que se lixem. Que vão as favas.

    Isso é extremamente grave. por dois motivos:
    1) A imprensa amaciada pelos costas largas endinheirados da gestora faz de conta que problema é pequeno. Outros acham que o problema inexiste. Não há nenhuma pressão da imprensa sobre a gestora ou sobre o governo do Estado para o qual o presidente do Ceará pediu votos na eleição municipal.
    2) Fizemos um time caro na expectativa de ter uma grande média de público no castelão, talvez na casa dos 28 mil pagantes em média nos jogos e faturarmos bem para cumprir com os compromissos financeiros assumidos, entrando na elite sem dívidas e sem aperreios para renovar contratos e realizar contratações.

    Tudo levava a crer que teríamos uma série B com público recorde por causa da colocação do clube dentro do 4 como é o projeto da diretoria.

    Agora todo o projeto foi atingido, certamente gerará grandes prejuízos financeiros e atrasos no projeto de crescimento do clube como instituição emergente idealizado pelo Evandro por causa de um grupo de gestores que tomaram para si sem nenhuma oposição o patrimônio do povo cearense que é o Castelão sem que a imprensa dê um pio se quer para mediar e acompanhar esse problema como é o dever de toda imprensa democrática livre e sem amarras com o vil metal.

    Lembro muito bem quando o saudoso Paulino Rocha dizia que o Castelão seria num dia não muito distante a redenção do futebol cearense. Hoje ele deve está se mexendo no túmulo achando que o Castelão pode agora se transformar no cemitério do futebol cearense.

    E pior, tudo sob a omissão da nossa imprensa esportiva, essa mesma que foi a responsável pela construção do castelão quando a oposição que acabava de sair do poder pedia demagogicamente a construção de escolas e hospitais e não estádios como se a construção de um estádio impedisse a construção de escolas e hospitais.

    Essa mesma imprensa silenciosa diante dessa rasteira que querem dar no Ceará é tão barulhenta e as vezes sarcástica, cruel na hora de criticar o Evandro, o Ceará e as nossas contratações.

    Agora, diante desse golpe contra a instituição mais querida do Estado essa imprensa “sem medo” se revela mansinha, cautelosa na hora de falar da estripulias dos homens que têm dinheiro e poder político nesse estado.

    Esperava mais ação por parte da imprensa. A gestora já começou a atrasar um mês o pagamento. Isso não é notícia?
    Se fosse o mais querido que atrasasse dez dias o salário dos jogadores seria mais uma crise fabricada pela nossa imprensa que só bate em Vovô.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  14. Bosco v. isse tudo, mas nao se preocupe que o novo governador, EUNICIO, vai reverter este quadro colocando pra fora este corruptos que assolam o nosso futebol entregando a empresas que ja demonstraram nada de bom. Que diga o Flamengo a respeito desta BWA.

  15. Bosco, oficialmente o Ríver ainda não assinou nada com a Caixa, mas como Ceará, Freguês Eterno do Ceará e Icasa, tem uma promessa de, apresentada a documentação, fechar o contrato. Pelo que vi em vários sítios, o valor seria de R$ 50 mil mensais.

    http://globoesporte.globo.com/pi/futebol/times/river-pi/noticia/2014/06/muito-otimista-diz-elizeu-apos-reuniao-com-caixa-sobre-patrocinio-do-river-pi.html

    Uma ótima notícia para nossos irmãos piauienses e para nós nordestinos. Se eles conseguirem R$ 150 mil mensais, melhor ainda. Não nos prejudica em nada. E quem sabe eles subam para a série C para dar peia no FEC?

    Na reunião de BWA, Governo do Estado (Ferrucio) e Ceará no dia 01/07/2014 não houve acordo, pois o Ceará não abriu um milímetro do contrato atual. Uma outra reunião acontecerá.

    Sem ter todas as informações necessárias, meu pensamento é que a diretoria do Ceará poderia abrir mão do patrocínio de 70 mil mensais, haja vista a possibilidade do contrato com a Caixa, permanecendo com os 60 mil mensais restantes da exclusividade. Talvez o que esteja pegando mesmo seja a questão da bilhetagem. Mas a diretoria tem mais informações que eu e sabe o que está fazendo. Confio na diretoria alvinegra representando nosso clube.

    Quanto ao Castelão ficar vivendo de shows e sem o futebol do Vozão, isto é um absurdo. O Governo gastou mais de R$ 500 milhões no nosso Castelão para uma empresa privada ficar ganhando com shows e fugir de sua finalidade para a qual foi criado? Não tem o menor sentido. Se um acordo não acontecer, a PGE deve entrar na jogada para cancelar o contrato com a BWA por desvio de finalidade da PPP. O atraso do pagamento do mês de junho ao Ceará, por parte da BWA, e os escândalos públicos e notórios nos quais a BWA está envolvida também servirão como base para o distrato.

    No mais, creio que uma vitória contra o Joinville selará o passaporte para a engrenagem do time rumo à primeira. Bora Vozão!!!

  16. A tal BWA está brincando com fogo. O CC estabelece o seguinte (vejam especialmente os três últimos artigos citados):

    Art. 254. Se, por culpa do devedor, não se puder cumprir nenhuma das prestações, não competindo ao credor a escolha, ficará aquele obrigado a pagar o valor da que por último se impossibilitou, mais as perdas e danos que o caso determinar.

    Art. 394. Considera-se em mora o devedor que não efetuar o pagamento e o credor que não quiser recebê-lo no tempo, lugar e forma que a lei ou a convenção estabelecer.

    Art. 399. O devedor em mora responde pela impossibilidade da prestação, embora essa impossibilidade resulte de caso fortuito ou de força maior, se estes ocorrerem durante o atraso; salvo se provar isenção de culpa, ou que o dano sobreviria ainda quando a obrigação fosse oportunamente desempenhada.

    Art. 402. Salvo as exceções expressamente previstas em lei, as perdas e danos devidas ao credor abrangem, além do que ele efetivamente perdeu, o que razoavelmente deixou de lucrar.

    Art. 403. Ainda que a inexecução resulte de dolo do devedor, as perdas e danos só incluem os prejuízos efetivos e os lucros cessantes por efeito dela direto e imediato, sem prejuízo do disposto na lei processual.

    Art. 422. Os contratantes são obrigados a guardar, assim na conclusão do contrato, como em sua execução, os princípios de probidade e boa-fé.

    Art. 472. O distrato faz-se pela mesma forma exigida para o contrato.

    Art. 473. A resilição unilateral, nos casos em que a lei expressa ou implicitamente o permita, opera mediante denúncia notificada à outra parte.

    Parágrafo único. Se, porém, dada a natureza do contrato, uma das partes houver feito investimentos consideráveis para a sua execução, a denúncia unilateral só produzirá efeito depois de transcorrido prazo compatível com a natureza e o vulto dos investimentos.

  17. O BRASIL VAI GANHAR ESSA COPA, MESMO TENDO CONTRA SI OS SECADORES DE PLANTÃO E
    VÁRIOS TREINADORES? QUE NÃO ENTENDEM NADA DE FUTEBOL E ACHAM QUE SÃO OS DONOS DA VERDADE. RESPEITEM O FELIPÃO, ´POIS ELE É CAMPEÃO MUNDIAL DE 2002. TODOS COMETEM ERROS… VAMOS BRASIL!

  18. JÁ ESTOU COM SAUDADES DO MEU CEARÁ, ESSE ANO DE 2014 VAMOS ASCENDER NOVAMENTE A ELITE DO FUTEBOL BRASILEIRO PARA ALEGRIA DE 60% DOS TORCEDORES DO ESTADO. SAUDAÇÕES ALVINEGRAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + dois =