Ceará x Guarani – Valendo vantagem

Ceará x Guarani – Valendo vantagem (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

À primeira vista, essa segunda partida do duelo que vale vaga para a final do campeonato cearense pode parecer não valer nada, pois qualquer que seja o resultado já é certo que será necessária a terceira partida para sabermos quem irá a final. Mas não é bem por aí não, pois quem vencer a partida ganhará a vantagem de jogar por dois resultados na terceira partida.

Tudo bem que o Vozão terá a vantagem de jogar em casa as duas partidas restante desse duelo, mas será preciso por parte dos jogadores muita atenção, pois um vacilo poderá significar a volta de nuvens negras ao céu de Porangabuçu.

Sabedor disso, o treinador Givanildo, apesar de dizer ter gostado da atuação do time na partida passada, indo na contramão de muitos, tratou de mudar algumas peças, algumas delas forçada é bom que se diga, na tentativa de fazer com que o time ganhe mais força no sistema ofensiva, para isso promoveu a entrada de Ricardinho no time titular.

Ao todo serão mudadas quatro peças em relação ao time que atuou na partida passada. Luiz Otávio retorna após cumprir suspensão, Romário e Richardson suspensos darão lugares a Rafael Carioca e Jackson Caucaia, respectivamente, e Ricardinho ganhou a vaga de Felipe Menezes.

O provável time para esta partida deverá ser formado por Éverson; Cametá, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Raul, Jackson Caucaia, Ricardinho e Maxi Biancucchi; Magno Alves e Victor Rangel.

É preciso apagar a péssima impressão deixada na partida passada, é preciso jogar com mais objetividade, com vontade de vencer, encarnando o verdadeiro espirito alvinegro, é preciso trazer de volta aquele time que joga com alma, com o coração na ponta da chuteira, quem sabe assim acordará a massa alvinegra, que anda desconfiada, e trás ela de volta para jogar junto com o time e ser ainda mais forte dentro de campo.

Confira os relacionados:

Goleiros: Éverson e Lauro;

Laterais: Cametá, Everton Silva e Rafael Carioca;

Zagueiros: Rafael Pereira, Luiz Otavio, Sandro, Rômulo e Valdo;

Volantes: Raul e Jackson Caucaia;

Meias: Ricardinho, Pedro Ken, Maxi Biancucchi e Felipe Menezes;

Atacantes: Magno Alves, Lelê, Victor Rangel, Wallace Pernambucano, Arthur, Alex Amado e Rafinha.

Ceará tua glória é LUTAR!

Weiber Castro

Sobre Weiber Castro

Natural de Itapiúna-CE, torcedor do CEARÁ SPORTING CLUB, único Clube Penta-Campeão Cearense, detentor do maior numero de títulos do estado, único clube cearense a participar de competições internacionais chanceladas pela FIFA, campeão invicto do Copa do Nordeste, e por ai vai.

13 thoughts on “Ceará x Guarani – Valendo vantagem

  1. E aí tem gente q adora essa P………………………..orra de manjadinho, já foi de lascar assistir o primeiro, qto mais ainda dois (02), isso é um porra pro torcedor, aí depois ficam chiando pq a torcida ñ vai ao estádio, um jogo só chegava gente, e no máximo do máximo dois, mas três? quero ver o público desses dois jogos ainda mais com aquele futebol mostrado no primeiro jogo, o vozão tem q fazer parte do rol dos times q disputam no mínimo CN, primeira liga, CB, Bzona e aí vai, mas ficar nessa pelenga de manjadinho seis (06) meses direito, ai ai ai, eu ñ aguento esse marasmo todo, arrocha ROBÃO, bota prá lascar, q a tropa de elite tá toda de prontidão e de guarda alta, ê ê Vitor Nobre, alô Milton, vamos cumpade.

  2. Se não ganhar esse jogo de Domingo cai o Givanildo Oliveira e entra o Vitor Nobre.

    Mesmo tendo o Givanildo classificado o clube em primeiro lugar disparado e ser um treinador de nome com belos trabalhos realizados ele ainda conta com uma forte desconfiança de alguns torcedores que postam aqui no blog do Vozão pelo fato do time não ter ainda um futebol convincente para o exigente gosto do torcedor.

    Ainda não conseguimos fazer uma partida bonita como aquela da estreia do estadual contra o Maranguape.

    Foi a primeira e única partida bonita do ano ainda com o Gilmar Dal Poso no comando.
    Acho até que já era hora do Vitor Nobre entrar para poder dar tempo encontrar um bom padrão de jogo para a série B que começa dentro de um mês para nós.

  3. Apesar daquelas grades ridículas no castelao, eu irei ao jogo vibrar pelo Vozao. Vamos reclamar quando for o momento apropriado, mas agora nos cabe torcer pela Vitória.

  4. Gostei desse comentário que vi num grupo de torcida do mais querido:

    “Treino é lugar de experiências, pesquisas e de fazer laboratório de possibilidades de jogadas. Jogador tem o direito de errar em treinos. Pode até ser chamado atenção pelo treinador. É como o ensaio de uma banda ou de uma peça de teatro. Ninguém entra num ensaio nem devia entrar em treinos. Abrir portão para torcedor em treinos é coisa de um passado distante no tempo que o futebol era romântico. Hoje é por demais profissional. No dia do jogo é que é o lugar do torcedor ir. Vão trabalhar vagabundos!

  5. Fico besta quando vejo determinados torcedores vociferando um monte de infantilidades que não cabe mais no futebol moderno profissional: – “jogador não joga mais com amor a camisa como antigamente.”

    Qual o medico que tem amor ao paciente?
    Qual o pizzaiolo que passa a noite na beira do forno assando pizza por amor a pizzaria?
    Qual o caixa de super mercado que trabalha por amor ao super mercado?
    Qual o professor que leciona por amor ao colégio que ele trabalha?
    Qual o cronista que comenta ou narra futebol por amor a emissora que trabalha?

    Só o jogador que tem uma carreira bem curtinha é que tem que ter amor ao clube se nem todos os torcedores nutrem tanto amor ao clube!

    Torcedores ficaram romanticamente do lado do Mota quando o Mota, que é também torcedor do mais querido, da última vez que ele teve uma proposta do clube mais querido do estado para voltar, R$ 20mil por mes e mais R$ 5 cinco mil por jogo que ele fizesse, ele não aceitou a proposta.

    Faltou amor ao clube? Não.
    De jeito nenhum. Sobrou profissionalismo.

    Ele olhou para o lado profissional dele de garantir o seu futuro. Embora para mim a proposta tenha sido ótima se considerarmos que um time joga em média quatro a seis jogos por mês numa série B. Daria um salário de R$ 40 mil a R$ 50 mil no mínimo para ele. O contrato era de risco sim. Mas era de risco porque era uma contratação de alto risco visto que ele se encontrava a meses parado. Ele disse que num mes ele entraria em forma e seria titular. Será? Se entraria em forma num mês porque não aceitou a proposta do mais querido? Porque não achou interessante. Ele puxa brasa para ele e os dirigentes defendem interesses do clube.

  6. Nosso problema não é treinador!
    Já queimamos o ótimo Dal Pozzo (pelo que conquistou em Chapecó), não vamos agora querer a cabeça do consagrado Givanildo.
    Qualquer um de nós sabe que nossa deficiência é de plantel, de bons jogadores, não se faz um time competitivo só com jogadores medíocres, precisamos de pelo menos três do nível do Magnata e só temos ele por enquanto.
    Nossa diretoria sempre atrasada nas contratações. Tínhamos dois centroavantes, Bill e Rafael Costa, não eram lá essas coisas, mas de repente ficamos sem os dois e nunca a diretoria trouxe pelo menos, aí fica difícil pra qualquer treinador.
    É besteira falar mal do campeonato cearense, só o fato de garantir a vaga pra copa do Nordeste o torna importante, é só olhar pra trás para ver como foi ruim ficar de fora da final.
    Temos que abraçar o Givanildo e cobrar da diretoria elenco para ele trabalhar.
    Não se faz omelete sem ovos!

    Saudações alvinegras!

  7. Aqui é o BLOG dos defensores de diretoria como boscalvesniel e da oposição como Albertojose…e os torcedores real como eu e muitos que pagam o socio-torcedor e vão ao estádio. ..que sofrem com os pessimos jogadores que não rendem nada para o time é que afastam a torcida do estádio.

  8. a
    A gestão do nosso clube é muito profissional e responsavel.So gastamos o que é permitdo pela lei.vAMOS apoiar o nosso clube nessa reta final,quem vestir a camisa alvinegra vamos apoiar.Vamos aderir ao programa de sócio-torcedor.Uma vez CEara sempre CEAra.Parabens Vitor pelo belo e responsavel comentario.

  9. Até q enfim vi um dos ANTONIOS, acho q esse aqui é um dos legítimos, falar algo dentro da lógica, q esse Antonio aí me desculpe se estou lhe ofendendo, mas é pq vi por aqui uns 200 Antonios com os mesmos objetivos e a mesma finalidade da tropa de elite do ROBÃO, mas é isso aí Antonio, pode me colocar no rol dos opositores dessa MAMBECA diretoria, sempre estou com a maioria e ñ com uma pequena e minguada minoria, valeu.

  10. O nosso time é fraco em termos de elenco. E fraco ao ponto do bom treinador “CoçaOvo” não ter conseguido “ainda” dar um padrão tático de jogo eficiente. Uma sistemática de jogo que agradasse aos torcedores. Porém, nesse fraco campeonato, penso que, mesmo sendo um time ruim, ainda dá pra ser campeão.
    Vontade e Torcida de nossa parte não vai faltar.
    Pensando mais adiante, Série B, aí a coisa complica. Estamos é longe de um time competitivo.
    Precisamos de titulares para 4 posições, no mínimo.
    Se a diretoria não arregaçar as mangas e usar bem o nosso dinheiro…
    TAMUS É PENSADOS.

  11. O cara é tão ridículo que usa dois nomes,meu caro sei lá que nome Bosco /Alves, não é porque o Givanildo tem 700 anos de futebol,que não possa receber crítica, se vc entende o mínimo de futebol deve saber que hoje não se faz mais coletivo como preparação,chama então o Zagalo pra treinar o teu time.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *