Ceará 3×2 Ponte Preta – Na mesma balada

Magno Alves deixou o dele (Foto: Cearasc.com/Divulgação)
Magno Alves deixou o dele (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

Pra quem espera jogo fácil, vai continuar esperando, pois, como venho dizendo, na Série B jogo fácil não existe, e esse jogo contra a Ponte é mais uma prova disso. Foi com dificuldade, mas foi gostoso, e que seja sempre assim.

Foi um jogo bem disputado e bom de ver, apesar de no primeiro tempo o Vozão ter escondido o futebol e voltado a praticar aquele jogo chato de toques pros lados abdicando de buscar o gol, principalmente depois de ter aberto o marcador antes dos 15 minutos de jogo, mas para o bem do futebol, e nosso, após uma falha do lateral Samuel, acabamos tomando um gol no final da primeira etapa que serviu para acordar o time na volta para o segundo tempo.

Acordado no segundo tempo, o Vozão voltou a jogar um futebol objetivo e conseguiu marcar o segundo e o terceiro gol, e pela primeira vez na competição abrir dois gols de vantagem durante uma partida, mas essa vantagem não durou muito, pois novamente em uma desatenção na marcação tomamos um gol e tivemos que seguir até o final da partida com aquele medo de que a vitória poderia escapar e tudo voltar a ser como foi ano passado quando jogamos no Domingão.

Destaque positivo para a atuação do garoto Eduardo, que mais uma vez deu mostras de que pode ser útil ao elenco nessa temporada, e destaque negativo para a fraca atuação de Samuel, mas esse tem créditos, afinal, não se consegue jogar bem sempre.

No final deu tudo certo, garantimos os três pontos e de quebra a certeza de terminar mais uma rodada no G4. Agora é torcer para que Joinville perca para o Vasco e a Luverdense não vença, para terminarmos a rodada em segundo lugar.

Que venha o Vila Nova!

Confira os gols da partida clicando aqui.

FICHA TÉCNICA

Ceará 3×2 Ponte Preta
Local:
Estádio Domingão, em Horizonte
Data: 23 de maio de 2014
Horário: 21h50min
Árbitro: Renato Conceição (MG)
Assistentes: Janette Arcanjo (FIFA-MG) e Marcus  Vinícius Gomes (MG )
Cartões amarelos: Bill, Samuel e Diego Ivo (Ceará); Rodolfo e Gilvan (Ponte Preta)
Gols: Magno Alves, Bill  e Ricardinho (Ceará); Edno e Alexandro a (Ponte Preta)

Renda: R$ 51.455,00

Publico: 4.249 (pagantes); 175 (não pagantes) – Total: 4.424

Ceará: Jaílson; Samuel Xavier; Sandro, Diego Ivo, João Marcos e Vicente; Marcus Vinícius (Eduardo), Ricardinho e Nikão (Gil); Bill (Marcos) e Magno Alves. Técnico: Sérgio Soares

Ponte Preta: Roberto; Daniel Borges, César, Gilvan e Bryan; Elton (Vinícius), Juninho e Léo Cittadini (Adrianinho); Edno (Rodolfo), Cafu e Alexandro. Técnico: Dado Cavalcanti

Saudações Alvinegras!

Weiber Castro

Sobre Weiber Castro

Natural de Itapiúna-CE, torcedor do CEARÁ SPORTING CLUB, único Clube Penta-Campeão Cearense, detentor do maior numero de títulos do estado, único clube cearense a participar de competições internacionais chanceladas pela FIFA, campeão invicto do Copa do Nordeste, e por ai vai.

67 thoughts on “Ceará 3×2 Ponte Preta – Na mesma balada

  1. Viu Weiber, a renovação do sandro até 2016 foi anunciada….mas já fazia quase um mês que ela tinha sido concretizada.Foram horas de nogociação. Mas Deu certo e ele vai sair do vozao no final do ano e vamos ganhar uma bolada grande…

  2. Caros,
    Tenho lido no blog comentários de alguns colegas alvinegros contrários ao retorno do Mota ao time. A conotação que é dada é que ele é velho (sic!) com trinta e três anos (heim?), que ele é de dividir o grupo, que o nível do time não lhe cabe, que está fora de forma, que só está tentando voltar porque está sem mercado, etc. etc.
    Respeitando a opinião, ou os desejos de cada um, gostaria de ponderar o seguinte. Nunca tive notícias do Mota metido em baladas – participando das famosas “barcas”.
    Não sei se o Mota é velho para o nosso time, considerando que até um dia desses nós tínhamos o Geraldo sendo ídolo do time com os seus 37/38 aninhos. Hoje temos o Magno Alves também com 38 primaveras titular, artilheiro e ídolo. E até onde me consta não sei se o mercado da bola está de braços tão abertos para o Magnata.
    Até um dia desses o Mota era titular de um time que continua essencialmente o mesmo, inclusive com o mesmo técnico. E na última partida que disputou, até gol fez…
    Portanto só sobra o argumento de que o Mota divide o grupo. Pode até ser, no entanto se alguma vez o fez foi pelo lado do Ceará. Pela informação que tenho ele enfrentou o grupo daquela porcaria de frangueiro, que também fazia parte o Lulinha –candidatíssimo a voltar ao time – que extorquia a Diretoria por maior prêmio. Por sinal, o tempo deve ter apagado da memória de alguns torcedores a cena do Mota entregando a bola para o Magnata bater um pênalti, após a quarta ou quinta partida deste SEM ACERTAR UM CHUTE no gol…
    O seu erro foi não ter divido as coisas: uma coisa é ser torcedor e outra é jogador. Em minha opinião era para ele ter ficado na dele e ter deixado o Evandro e o Robson terem se virado com a “cria” deles. Sim, porque uma diretoria que renova com um frangueiro incorrigível e dá cabimento para ele “se achar” o cara, merece descasar o abacaxi que plantou…Sozinha!
    Considero um erro a diretoria atual não dar uma segunda ou terceira chance a um atleta que SEMPRE se identificou com o Ceará Sporting Club, exato no ano de seu centenário. Penso que seria um reconhecimento aos inúmeros atletas-torcedores que passaram pelo time e não tiveram a oportunidade dessa homenagem, essa sim significativa.
    Se pudesse fazê-lo pessoalmente pediria a atual Diretoria considerar a contratação do Mota até como forma de corrigir a imensa injustiça que uma diretoria anterior não renovou o contrato com o Gildo – hoje cultuado e homenageado no Ceará – que foi ídolo aplaudido pela torcida até jogando e fazendo gol no Ceará até jogando em outro time (Calouros do Ar).

  3. Minha humilde opinião sobre o MOTA: não se deve desdenhar de ter no elenco um jogador que é torcedor do clube desde criança !!! Quem quiser entender !!!!! Saudações Alvinegras !!!!

  4. Em sua coluna diária no jornal O Povo, o jornalista Alan Neto escreveu:
    “ANTES QUE (EU) ESQUEÇA…
    … ENTRE rumores, especulações, boatos surgiu o nome de um tal Cañete oferecido pelo São Paulo ao Ceará. Seis meses sem jogar, Robinson de Castro tem razão: isso aqui não é Santa Casa de Misericórdia. Com o devido respeito.”

    Se realmente o Robinson disse isso, com tanta deselegância (o “devido respeito” no contexto é para a Santa Casa), não seria para despistar. Como explicar, depois, que o Ceará virou instituição filantrópica? Assim, ficariam automaticamente sem chances de jogar por aqui o Cañete e o Mota, que também está há 6 meses inativo, por falta de mercado nas séries A e B, consequência de não ter sido escolhido para participar de nenhuma seleção da rodada nas série B de 2012 e 2013, nem da seleção do campeonato cearense de 2012 e 2013. Não encheu os olhos de quem enxerga sem paixão por aí afora. E isto não é minha opinião, mas fato, comprovado pela inatividade de quem afirmou que nunca mais jogaria no Ceará. A idade pesa menos para quem tem mais habilidade e se cuida, e pesa mais para quem usa mais a raça (foi assim que o Mota se destacou no Ceará, Cruzeiro e Coreia) e para quem não se cuida, caso do Michel.

    Mas, procurei esta suposta declaração do RC na internet e não achei nada, apenas o Alan Neto a publicou. Conferir no meio do texto em http://esportes.opovo.com.br/app/colunas/alanneto/2014/05/24/4669979/de-volta-a-casa-paterna.shtml

  5. FJP, li seu post e me levantei da cadeira para simbolicamente aplaudi-lo. Uma das melhores postagens que já li aqui. Assino embaixo em tudo que você escreveu.

  6. O Cañete e um bom jogador, se for verdade chegar pra ser titular, mais ja temos Eduardo e Nikão na mesma posição, assim vai inchar o elenco. Mais acho melhor apoiar quem vem jogando, quem vem dando conta de recado, e ainda temos alguns jogadores voltando do DM, com qualidade pra voltar a ser titular.

  7. Gostaria de pronunciar o nome do comentário do FJP, talvez Fco.José, mas, gostaria ,tambem

    de ter escrito o que ele escreveu, irretoquível o artigo, vamos dizer assim. Eu acrescentaria,

    mais o seguinte: quem garante que o nosso idolo Mota dividia o grupo? Se julgar é complicado,

    pois voce tem todos os fatos em maos, imagine, prejulgar, quando voce nao nada pra fazer

    uma analise, como é o caso dessa susposta divisao que o Mota teria causado.

    So sou uma opiniao, mas, sou inteiramente a favor da contrataçao do nosso grande jogador

    /torcedor. Nao precisaria nem se discutir isto, seria, favas contadas.

    EmanoeL RIBAS, torcedor desde 1963, do melhor time do Nordeste.

  8. VELO COMO A MÍDIA CONSEGUE MANIPULAR AS ATENÇÕES DOS TORCEDORES DO CEARÁ. PODERÍAMOS ESTARMOS FALANDO DO EXCELENTE MOMENTO EM QUE VIVEMOS, MAS ESTAMOS AQUI FALANDO DE ASSUNTO DIVERSO E QUE COLOCA OPINIÕES CONFLITANTES E QUE CADA LADO TEM A SUA RAZÃO. ASSIM, NÃO ESTAMOS ENGRANDECENDO CEARÁ. EU ACHO QUE É ESSE O OBJETIVO DA CRÔNICA, E COMO ALCANÇARAM ESTÃO DE PARABÉNS! E NÓS….

  9. Aonde o Daniel viu essa renovação do Sandro?Pois ela foi descartada pelo Evandro.Alguma posição sobre esse assunto Weiber?
    SA!

    Oficialmente ninguém da diretoria se pronuncia, mas, nos bastidores estão dando como certa a renovação dele.
    SA!

  10. Sobre o Mota (novamente)…já até expus minha opinião, porém como o caso voltou à tona… Acho que se for um bom negócio comercialmente para o Ceará não tem problema nenhum, não pode é pagar o que pagava antes, pois agora de certa forma quem tem a vantagem na negociação é o Ceará, o Mota finalmente viu que ele precisa mais do CSC do que o CSC dele, então paga um salário dentro da atual situação dele e estamos conversados.
    Porque apostar no Mota??
    1. Por ser torcedor acho que nunca vai fazer corpo mole, como nunca fez, aliás os erros do ano passado foram mais por excesso de vontade…
    2. Conhecemos o futebol que ele PODE jogar, se vai jogar ou não aí é o objeto da aposta…
    3. É inteligente dentro de campo, se doa, aplicado taticamente e ainda tem lenha pra queimar. PS. Lemrem-se do Magno Alves em 2012, a torcida quase que unanimemente queria sua cabeça, estava acabado para o futebol…resultado quem sabe não esquece, e o Mota tem uma técnica apurada que ainda pode ajudar e muito em campo.
    PS2: O grande problema é que ninguém vem a público esclarecer o porquê daquela declaração dele ano passado, o quê realmente houve?? Nem ele mesmo expõe.
    SA!

  11. Caro alvinegro FJP, respeito demais sua opinião, bem coerente e inteligente, mas perceba que, em seus comentários você utilizou as palavras: reconhecimento, homenagem, corrigir a imensa injustiça, cultuado, ídolo; que indicam um componente emocional forte. Isso é normal, pois somos humanos e não máquinas. Ocorre que um time de futebol tem que, acima de tudo, mostrar resultados com os parcos recursos disponíveis. A diretoria tem que mostrar resultados, o treinador também. O Magno Alves, como você disse, está bem, celebrado e cultuado por seu bom futebol. Mas ele já jogou muito mais no passado do que joga hoje. Ele sabe, e como sabe, que quando parar de dar resultado no Ceará, vai ser dispensado. É assim que funciona, senão até hoje ele estava no Fluminense, clube pelo qual ele torce e que gostaria de estar jogando este ano (ele mesmo falou isso antes de renovar com o Ceará).

    Sobre essa questão de torcer pelo time, quem a torcida escolheria entre Romário, cria da casa, torcedor fanático do Vozão, mas que uma contusão acabou com sua mobilidade e não joga mais nada, ou o Magno, torcedor do Flu, que está dando resultados? O Potiguar ou o Sandro? O goleiro prata da casa Gustavo ou o Luís Carlos/Jaílson? Éverton ou João Marcos? Sem resultados, a casa pega fogo.

    Ocorre que há outras formas de se homenagear aqueles que deram muito resultado, como o Gildo e o Sérgio Alves, que não seja contratando para jogar ou para ser treinador. Estátuas, pé no hall da fama, camisa dedicada e, principalmente, pôr o nome em prédios, salas, campos (para mim, a maior homenagem, porque eterniza) etc. Aliás, estes dois jogadores não torciam pelo Ceará, mas deram certo aqui, fizeram muito pelo Ceará, trouxeram muitos títulos e seus nomes estão gravados no coração de milhões, inclusive futuros torcedores que nunca os viram jogar. Aliás, eu me emocionei numa bela e justa homenagem ao Gildo feita pelo Ceará em 2011, sem nunca tê-lo visto jogar, mas um dia ele teria que parar de jogar no Ceará, então não sei se foi injustiça quando ele saiu para jogar no Calouros do Ar. Ou ele ficaria até 40, 41, 44 anos jogando no Ceará por gratidão? Mas e aquilo que o Ceará fez por ele? Não fosse o Ceará, ele seria tão querido? Será que seria lembrado por alguém? Do jeito que falam, parece que todos os ídolos são maiores que o Ceará e que fizeram mais pelo Vozão do que o contrário. Ou mais grave, fizeram muito pelo Ceará e foram injustiçados.

    Se é para viver de passado glorioso, por que estão pedindo a cabeça do Michel? O Magno Alves teve uma fase muito ruim sim, mas para a nossa sorte, deu a volta por cima antes do contrato terminar. E se formos comparar o Mota com o Magno Alves: o Magnata foi o duplo craque do campeonato cearense 2013, eleito pela torcida e pela imprensa, e o artilheiro do Ceará, o Mota não foi sequer para a seleção do cearense. Magno, vice-artilheiro do Brasil, artilheiro do Ceará na série B e eleito para a seleção da série B (ataque com Magno Alves, Marcos Aurélio e Bruno Rangel), Mota, não foi lembrado nem na pré-lista com os 33 melhores jogadores. Em 2014, não dá para comparar porque o Magno está voando e o Mota, parado há 6 meses. SA!

  12. Contrataria, sem dúvida alguma, o Mota. É ídolo, é bom tecnicamente, tem muita raça. Apesar disso, faria um contrato de produtividade com ele, a exemplo que o Palmeiras faz atualmente, pois 6 meses sem atuar e sem treinar não é brincadeira. Ou seja, ofereceria um salário de R$ 15 a R$ 20 mil e mais a produtividade.

  13. amigos, nao tem essa de inchar elenco. discordo totalmente. não tem isso de inchar elenco no fut moderno. Em algumas posições chaves o treinador tem q ter várias opções. principalmente ali no meio. Vai ter momentos que precisaremos de 3 meias no campo ao mesmo tempo. então, é preciso no minimo 3 reservas, etc.. competição longa, difícil, tem q levar em consideração contusões, cartões, má fase técnica, etc… se a gente não trouxer, vai um concorrente e contrata. SA.

  14. Alvinegros.
    Acompanho, o Vozao, a distancia, pois moro no RN(ha 20 anos), porem, com o Alvinegro no coraçao. O nosso amigo, FJP, foi feliz, em sua esplanaçao e argumentos. Mas, sou contra a vinda do nosso Mota, pelo simples motivo, quando ele disse que nao vestiria o Manto Alvinegro. E, pergunto aos Alvinegros: voces deixaram de torcer o Ceara, apesar das diretorias ruins, que la estiveram nos anos 2000, ate 2008? Portanto, o nosso Mota, jamais deveria ter dito o que disse, e , ja que ele é torcedor, porque nao falou a verdade pra toda torcida? Porque nao foi a imprensa e pediu uma coletiva? Se ele vier a publico e se retratar perante a torcida, seus colegas de time, ou ex, e a diretoria, talvez ou aceitasse voltar. SA.

  15. Bela vitoria. Eduardo jogou muito e mudou a cara do time, vitoria pra deslanchar. Não gostei de Marcus vinicius, e Samuel também foi muito mal. Mudaria essas duas posições. E acredito na vitoria terça. Quanto a nota venha que vc tem lugar. Canete acho extremamente arriscado. Jogador de vidro.

  16. Se eu fosse Presidente do Vozão,pegava o mote da ocasião e contratava o Mota,além de ser um ótimo jogador seria uma jogada de marketing para o centenário Alvinegro,com camisas alusivas ao cem anos do Vozão,era sopa no mel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *