Arena emperrada

Arena Castelão só se for do nosso jeito!

Amigos alvinegros, ao que parece às negociações entre Vozão e o grupo que irá administrar a Arena Castelão emperraram. Depois de a diretoria alvinegra dizer que as negociações estavam avançadas e a assinatura do contrato seria questão de tempo, tudo mudou nos últimos dias e o negocio complicou.

Além do tempo de contrato proposto (seis anos) e da exclusividade, a questão principal para que a negociação ganhasse outro rumo teria sido os valores financeiros, que outrora não era problema.

Não serei louco em dizer que o Vozão precisa da Arena Castelão, até porque o PV é pequeno pra suportar nossa torcida, mas por outro lado, não posso deixar de dizer que a Arena Castelão sem jogos dos principais clubes do estado irá virar um elefante branco enfeitado, por isso, acho que a Arena Castelão precisa mais do Vozão do que o Vozão da Arena Castelão, logo, apoio totalmente a decisão tomada por nossa diretoria em não abrir mão dos interesses do clube nessa negociação, que por sinal, ainda não foi encerrada.

Por enquanto, a decisão da diretoria é de não aceitar as condições impostas pelos administradores da Arena e mandar seus jogos de pequeno porte no PV, alugando a Arena quando for necessário.

E você torcedor alvinegro, qual sua opinião com relação ao assunto, o Vozão deve aceitar o acordo proposto ou não?

Saudações Alvinegras!

Weiber Castro

Sobre Weiber Castro

Natural de Itapiúna-CE, torcedor do CEARÁ SPORTING CLUB, único Clube Penta-Campeão Cearense, detentor do maior numero de títulos do estado, único clube cearense a participar de competições internacionais chanceladas pela FIFA, campeão invicto do Copa do Nordeste, e por ai vai.

42 thoughts on “Arena emperrada

  1. Caro Weiber,
    Não sou de dar muita credibilidade aos comentários do VLT. Para mim eles são tendenciosos, exagerados, bajulam o clube das mangueiras e são pessimistas e agressivos quando se trata do nosso Ceará.
    No entanto saiu uma notícia da reunião entre os três interessados com os representantes – diretor? – do Ceará, do grupo que arrendou o estádio, e do bichano de perucas. O VLT disse que a temperatura aumentou e um participante da reunião – saiu do encontro dizendo que enquanto onde outro participante estiver presente, ele se ausenta.
    Ora, sabendo do bate-boca entre a Diretoria do Ceará – mais especificamente entre o Robson – e os diretores do bichano de perucas, por ocasião da decisão do manjadinho do ano passado, pergunto a você que é bem informado: repetiu-se a cena? Ou foi entre eles e os concessionários do Castelão?
    1 abraço,

    Rapaz, não sei te informar nada sobre essa discussão.
    SA!

  2. Tenho certeza que as pessoas que fazem o Ceará hoje tem RESPONSABILIDADE para fazer a coisa certa, a tendência é que todos cheguem ao consenso por que tanto o Ceará/fec precisa como os BENEFICIADOS do Cid gomes também precisam, o CASTELÃO era para ser um INSTRUMENTO de crescimento do nosso FUTEBOL vai servir é para engordar os bolsos de alguns companheiros da familia Ferreira Gomes, todo mundo tentar tirar dos pobres clubes CEARÁ/ furtaleza, ISSO É UMA VERGONHA,,, só com a venda dos CAMAROTES/ESTACIONAMENTO/RESTAURANTES para a ARENA eles terminam não pagando NADA AOS CLUBES é ainda enchem os bolsos…

  3. Espero que a decisão se baseie no racional, pois em 90% dos jogos disputados o PV nos serve muito bem.

    Agora é bom nossos dirigentes não entrarem em leilão pelo Castelão caso o rival aceite o que os administradores do estádio estão querendo. Deixem que eles se endividem, pagando caro apenas para fazer chacota conosco dizendo “o Castelão é nosso”. Isso passa, mas o rombo de jogar uma Série C lá fica pra sempre.

    É necessário ser realista e para que não haja um endividamento causado apenas para passar o rival para trás. É um negócio e tem que ser bom para ambos.

    Parabens pela conclusão, Weiber. Realmente eles precisam mais do Vozão do que o Vozão do Castelão.

  4. Para responder esta sua pergunta precisaríamos conhecer os números reais envolvidos na negociação e isso só quem tem é a nossa diretoria, na qual deposito minha confiança. Como você bem colocou neste post, a Arena depende bem mais do Ceará e isso faz aumentar nosso poder de barganha.
    Agora não podemos deixar de jogar lá. Pelo tamanho da nossa torcida eu acredito que essa Arena vai se tornar uma mina de ouro pra gente, se bem explorada, evidentemente.
    Outro detalhe: O Castelão é nosso talismã! Temos uma empatia danada com aquele estádio. Creio que nossas maiores conquistas foram obtidas lá dentro, enquanto que no PV temos uma “zica” medonha (é o tal do Sobrenatural de Almeida, personagem criado pelo Nelson Rodrigues para definir o imponderável dentro do futebol ou essas coisas que ninguém entende ou espera, mas sabe que existe/acontece).

  5. Não sabemos dos detalhes da negociação. Fica dif[ícil emitir parecer, mas creio que o melhor é como sempre foi: jogos médios e pequenos, no PV, jogos de maior porte no Castelão.

  6. Weiber, acho que o Ceará prescisa realmente do Castelão. É a sua verdadeira casa. E queria saber como estão as negociações com o atacante Bill? Já está certo? E também ouvi que o vozão tem interesse no atacante Anselmo Ramon, do Cruzeiro. É verdade?

    Entre Vozão e Santos tudo ok, entre Vozão e jogar ainda não, a proposta foi feita e o Clube aguarda a resposta do jogador. Com relação ao Anselmo Ramon, por enquanto tudo ainda no campo da especulação.
    SA!

  7. Caros,
    Por falar no assunto eu apoio a decisão do Presidente Evandro na negociação com o arrendatário do Castelão. Se o Presidente não defender os nossos interesses quem é que vai fazê-lo?
    E será mais outro a ganhar às custas da torcida.
    Ainda sobre o VLT, os caras acharam um defeito no Cerri: fala demais! Já o Jurandir Júnior é a própria encarnação da perfeição…..
    1 abraço,

  8. A Diretoria está agindo corretamente; Se ficamos todo esse tempo sem o Castelão, porque não ficar um pouco mais. Não tem problemas nenhum em emperrar a negociação também… Os administradores da Arena estão de olho na grana do clube, e não estão nem aí para os nossos problemas…
    EU APOIO a decisão da diretoria; não aceite enquanto não for viável financeiramente para o clube;
    Tenho certeza que se o CEARÁ ou o Fortaleza, estivessem na 1ª divisão, a conversa sobre cotas seria com um valor bem mais elevado do que eles imaginam;
    Outra coisa, e se o Ceará subir este ano para SÉRIE A, os administradores do ARENA mudariam o conceito e aceitariam pagar um valor maior???
    Duvído!!!!!
    Saudações Alvinegras!!!

  9. O Ceará tá certo. Tem que que fazer a “coisa” bem amarrada e que seja bom pro Vozão. O certo é que, a única torcida, capaz de tornar o Castelão viável, é a do Vozão….SA.

  10. WEIBER;
    SOBRE ESSE CONTRATO:
    O Mais querido devia receber o mesmo tratamento que o Bahia recebeu no contrato com a arena de lá. São R$ 700 mil reais por mês livres de despesas, fixo para o caixa do Bahia. A renda e as despesas serão de responsabilidade da arena. E o prazo do contrato é menor.

    UMA NOVIDADE que poderiamos seguir AQUI:
    O FLAMIDIA vai ser o primeiro clube do Brasil a mudar a sua relação com as torcidas organizadas. Elas agora terão que comprar ingressos para os jogos ou aderir ao sócio torcedor. Segundo o presidente rubronegro essas instituiçõe precisam amadurecer e assumirem a sua parcela de responsabilidade. Apenas torcer e cantar durante o jogo não é suficiente. Elas precisam também arcar com as dispesas do clube. Se associarem, assumirem outras responsabilidades. Com uma parcela de responsabilidade elas amadurecerão, atrairão gente de bem que ama o clube e afugentarão os bandidos e os depredadores.

    O presidente do Flamídia pergunta:
    1) Como um torcedor de organizada vai aderir ao sócio torcedor se ele recebe o ingresso gratuitamente?
    2) Como o torcedor comum vai se motivar a ser um sócio torcedor do clube se o ingresso dos jogos é sempre atrativo ao bolso de qualquer um?
    Saudações mais queridas.

    http://blogdobrunovoloch.blogosfera.uol.com.br/2013/01/16/nova-politica-da-diretoria-do-flamengo-ira-atingir-torcidas-organizadas/

  11. Caros,
    Tambem não gosto do VLT por isso não perco meu tempo assistindo.
    Todos aq2ui reclamam mas parecem não perder uma edição.

    Parem de dar audiencia pra esse programa!!!!!!!!

  12. Eu só acho que o valor do sócio deveria ter baixado. Eu temo que a gente fique com os mesmos 20 mil que já vão pro PV. Mesmo tendo colocados planos mais baratos (480,00), eu acho que o valor deveria ter baixado nos outros planos. No PV tinha a justificativa do tamanho do estádio, aí até concordo ter aumentado, mas no castelão não tem mais essa limitação. Eu acho R$ 720,00 um valor muito alto, acho que o preço ideal seria 500,00 (em 2009 era 390,00).

    Caro Robson, o Vozão acabou de lançar novos planos com preços mais acessíveis. Veja aqui –> http://vozao.net/ZjJY56
    SA!

  13. Weiber, concordo com você quando diz “que a Arena Castelão precisa mais do Vozão do que o Vozão da Arena Castelão”.

    Foi justamente isso que eu pensei ontem quando li uma matéria no site do opovo falando sobre os valores, que salvo engano, giram em torno de R$ 150 mil, mais publicidade com o nome da arena castelão estampado na camisa, que geraria mais R$ 150 mil e umas outras coisas como camarotes, participação na venda de ingressos VIPs, etc, que chegaria em torno de R$ 500 mil tudo. Essa parece que foi a proposta do Vozão, mas pelo jeito os homens não aceitaram, tão querendo pagar menos.

    Não estou totalmente a par dos meandros do contrato, mas com certeza tanto o Ceará como o FEC deveriam se impor mais, não resta dúvida que os dois maiores times do Estado, infelizmente, precisam dessa quantia irrisória que o consórcio está oferecendo, mas os clubes têm que se valorizar a fim de obter maior poder de barganha. Afinal, como você mesmo postou, sem jogos do Ceará e FEC, o castelão virará um elefante branco, no bom dicionário local, um bucho eterno para seus administradores.

  14. Para se ter uma ideia, só o Bahia receberá, por 5 anos de contrato com a reformulada fonte nova, R$ 9 milhões por ano ou R$ 750 mil por mês fixo mais outras percentagens na venda ingresso e outras coisas mais

    O Náutico de Recife fechou em 2011, quando ainda estava na série B, um contrato com a nova Arena Pernambuco e no ato da assinatura da parceria recebeu cerca de R$ 1,5 milhões + R$ 4,8 milhões para ser investido em seu CT e na primeira divisão recebe R$ 500 mil mensais enquanto não ficar pronta a Arena Pernambuco, fora as divisões de porcentagens com bilheteria.

    Então creio que a diretoria, mesmo precisando de dinheiro, não pode pegar qualquer coisa, ou seja, não deve se precipitar. Lembar que a Arena Castelão precisa mais do Vozão do que o Vozão da Arena.

    SA!

  15. Se o Bahia que já esteve por varios anos na série C receberá R$ 700 mil reais livres, por que o Ceará que nunca esteve na série C querem pagar R$150 mil? O mesmo de clubecos que moram eternamente na série C? A diretoria do mais querido está certa em não assinar esse contrato de supetão.

  16. O estado da Bahia é 5ª economia do Pais os dois clubes estão na série A, aqui é o Ceará na 2ª divisão é o CÃO- fec na 3ª a 12 anos (grande só no microfone do din-din) sem contar que o estado do Ceará é pobre de MARÉ.. abraços..amigos….

  17. É claro que eles precisam mais do Ceará do que o contrário, tanto é que foram eles que procuraram o Ceará e eles que querendo pagar ao Ceará.
    Porém, como o Ceará não consegue um patrocinador master há um bom tempo, temos que ver essa proposta com apreço.
    Pelo que soube, a proposta da Arena Castelão foi de 100 mil mensais pela exclusividade do estádio, mais 100 mil pelo patrocínio master. Já vi uma reportagem que falava em 150 mil + 150 mil. Caso o Ceará passe para a série A, os valores dobram. Além disso, o Vozão teria algumas outras regalias, como espaço VIP etc. Ora, convenhamos, se o Ceará passar para a série A, todos os jogos serão no Castelão, independente da exclusividade, e acho que da série B, também. Depois da copa, com as vias de acesso alargadas, com túneis, viadutos, bom estacionamento (que o PV não tem), bons serviços, os torcedores do Ceará preferirão o Castelão ao PV até em jogos menores. SA!

    Enio, é meio controverso essa conversa de que se subir pra Serie A os valores aumentarão, pois a proposta feita a CSC e FEC foi a mesma… lembro que nós estamos na B e eles na C…
    SA!

  18. Amigo Cavalcante;
    Deixe esse complexo de vira latas em casa rapaz.
    AINDA BEM QUE OS NOSSOS CARTOLAS PENSAM DIFERENTE DE VOCÊ.

    Não é porque a Bahia é a quinta economia do Brasil (não sei de onde você tirou essa informação) mas se for, a diferença para nós não é tão grande. Não entendo o que isso tem a vêr com a presença do torcedor no castelão e não vai ser por isso que vamos aceitar um contratozinho de esmola como esse por seis longos anos.
    Daqui a dois anos, R$150 mil é salario de jogador de série C

    Suponhamos que a gente suba para a elite?! Como vamos fazer time com esa receitinha de nada? R$150 mil por mês? Isso ai é só o salário do Felipe Azevedo no Sport, um jogador apenas bonzinho. O NOSSO ESTÁDIO TERÁ QUASE O DOBRO DA CAPACIDADE DO ESTÁDIO DA FONTE NOVA NA BAHIA e logicamente podemos botar muito mais gente dentro por um ingresso um pouco mais em conta.
    Os clubes cearenses estão certos, ou pagam o preço justo ou então fecham o castelão.
    UMA PERGUNTA QUE NÃO QUE CALAR: E o dinheiro público vindo dos nossos impostos que foi colocado lá? A concessionária vai devolver para nós?
    Saudações mais queridas.

  19. Só citei os pontos positivos porque os negativos já tinham sido citados, mas o contrato é muito longo e, por isso, exige longo tempo de negociação, pedir mais etc. Mas não podemos querer o mesmo que o Bahia, que, independente da série que esteja, tem gordas cotas televisivas, foi campeão brasileiro, tem uma maior torcida que o Ceará, com 2,4 milhões de torcedores contra 1,0 milhão do Ceará no ranking 2012 (Pluri Pesquisas Esportivas IBGE).
    O Náutico seria um bom parâmetro, pois apesar de ter que abdicar de um estádio próprio, o que o valoriza, tem torcida estimada de apenas 0,8 milhões e está uma posição atrás do Vozão no ranking da CBF.
    SA!

  20. Prudência, paciencia, não fazem mal em negociações.
    Se tudo for bem como espero, o Vozão vai começar a deslanchar e os estádios vão lotar.

  21. De forma alguma os clubes cearenses devem aceitar essa esmola oferecida pelo consórcio Arena Castelão, é um grande absurdo, 9 milhões por ano dá 750 mil por mês, pra mim ,no mínimo, no mínimo mesmo deveria ser 500 mil por mês para os times cearenses, esse valor de 150 mil / mês é uma piada. Sei não viu tem gente que pensa que pode fazer os outros de trouxas, ainda bem que nosso presidente é Evandro Leitão, certeza que só vai assinar a partir do momento que seja vantajoso para o Alvinegro.

  22. caros alvinegros, a arena castelao e de suma importancia para o
    futebol cearense mais sem a presenca do ceara e do fortaleza
    vai sevir de cartao postal ou por acaso a torcida do bahia e do
    nautico e que vao lotar o castelao faca me corcega com um piada
    tao fraca com essa. ceara e fortaleza tem mais e que brigar por um
    contrato melhor do que o do bahia pois o castelao foi construido para
    abrigar as maiosres torcida da capital e nao de bahia e nautico.

  23. Amigos WEIBER, FJP, Cavalcante, Enio, W. Souza, Neto, Emídio Neto, Pio Jr, Bruno, Ramon, Mainha, Denis, Robson, Paulo Vozão e demais alvinegros valorosos que postam aqui diariamente:

    UMA MENTIRA REPETIDA MUITAS VEZES PASSA A SER ACEITA COMO UMA VERDADE – Joseph Goebbels – Ministro da propaganda de Hitler.

    Essa história de não lutar por um contrato igual ou próximo ao do Bahia é complexo de vira latas. Temos que ter como parâmetro o Bahia sim. E esta estorinha de que a torcida do Bahia tem 2 milhões de torcedores de que adianta se a fonte nova só caberá pouco mais de 40 mil pagantes! O Castelão 68 mil. Essa tal pesquisa é uma falácia. Toda pesquisa é tendenciosa e tem um objetivo escondido dentro dela.

    A pegadinha da pesquisa está na metodologia, na forma de fazer a pergunta ou no local escolhido para fazer a pesquisa. Se alguém perguntar a um torcedor bahiano qual é o time que ele torce ou qual é o time mais querido do país ele responderá que é o Vitória ou o Bahia. Aqui não. A torcida cearense, a começar pelos cronistas da terra, dirão o nome de um clube de SP ou do RJ. Poucos responderão que o time mais querido é o Ceará ou o For D.

    Não é atoa que houve uma pesquisa em Fortaleza em 2009 que colocou o FLAMENGO em primeiro lugar, o CORINTHIANS em segundo lugar o CEARÁ em terceiro e o For D em quarto lugar na nossa capital justamente por causa da pergunta tendenciosa que fizeram. A pergunta feita foi: – “Qual a maior torcida do Brasil?” – a resposta da torcida cearense foi citar seus clubes de coração de fora. Quem vai acreditar que a maior torcida daqui não é a do Ceará é louco. Que a segunda torcida não é a do For D é louco também.

    Esse tipo de pesquisa tendenciosa encomendada pelos clubes de fora visa tão somente abocanhar bons patrocinadores para si e justificar a exdrúxula e injusta divisão dos royalties das transmissões da TV. Eles ficam com tudo, nós apenas com os sobejos. O nosso complexo de vira latas também alimenta essa injustiça. A fraqueza e subserviência da FCF em relação a CBF também influi.

    O maior exemplo disso é a paixão que a nossa crônica esportiva colonizada pelos sulistas tem por camisas de clubes do eixo Rio/Sp. Poucos assumem torcer por times da terra.

    Todo jornalista tem a obrigação moral de informar a verdade de modo que, para tanto, tem o dever de diligenciar com o objetivo de apurar a veracidade do que informa à opinião pública. Eis a função social da liberdade de informação.

    A mentira jornalística e a meia verdade recheada de tendência para um lado só, patrocinada pela mídia sulista que contamina a nossa, quem assiste os programas de TV daqui e de fora sabe disso e eu nem vou falar mais nada porque nesse mesmo poste o FJP e outros já se manifestaram a cerca dessa tendeciosidade da nossa imprensa.

    A mentira amparada em pesquisas tendenciosas, portanto, não tem a proteção constitucional da liberdade de expressão tal como concebida no art. 220, da CF. Ou seja, uma informação mentirosa não é protegida constitucionalmente de modo que deve suscitar responsabilidade pelos danos que efetivamente causar. Tal é o que ocorre, também, com relação à propaganda enganosa estribada em factóides de que os bahianos e pernambucanos merecem mais do que nós. QUERO VER ELES COLOCAREM 68 MIL NA FONTE NOVA QUE SÓ CABERÁ 40 MIL.
    Saudações mais queridas.

  24. BOSCO a unica forma do TORCEDOR ajudar o CLUBE DE VERDADE é fazendo o SÓCIO TORCEDOR, torcida em estadio significa quem ganha mesmo é a FCF/CASTELÃO agora querer comparar o nosso futebol ao da Bahia /Pernambuco é querer ser enganado por que os dois de la( BA) recebem esse ano aproximadamente 90,000 milhões de reais sem contar que patrocinar o Bahia é o Vitoria é diferente para quem quer ver motivos mil, as EMPRESAS de la ajudam as daqui só querem na boca VEJA Agora, torcedores que passam anos indo ao estádio de futebol é não são SÓCIOS da sua AGREMIAÇÃO por motivo x vai ter que pagar um INGRESSO DE 50 REAIS, por que o GOVERNADOR quer INAUGURAR O CASTELÃO com pessoas que nunca vai ao estadio mais como o momento é de FESTA como eu posso acreditar, o CASTELÃO jamais poderia ser entregue a iniciativa privada sem antes ser discutido com a sociedade Cearense, não esqueça que a queda do Ceará da série A foi por falta do CASTELÃO, CEARÁ é fec estão no rumo discutindo JUNTOS os valores mais posso lhe garantir que a ARENA TEM DO LADO O GOVERNADOR, os clubes só a torcida o resto é conversa mole, 150 mil por mês, taxa 7%, quadro move ficando para os clubes ai é aonde mora a PEGADINHA POR QUE O quadro móvel do castelão vai ser enorme, ficando para os beneficiado do governador ESTACIONAMENTO, BARES, CAMAROTES é um prato delicioso… saudações… ver se enxerga…

  25. Óbvio que a negociação envolve interesses mútuos, o que não deve existir é exclusividade. Falo isso, pois jogos irão existir, em que a presença do público dependera principalmente da performance do time no campeonato disputado. Caso negativo, o torcedor desaparece e a Arena Castelão vira um sepulcro, triste, sem graça e sem eco. Não sei o quanto da negociação, mas tudo que entrar no ativo mesmo sendo pouco,seja bem vindo. O que não se pode é relegar o PV, não por saudosismo, mas por servir de fuga aos jogos de menos expressão, ou jogos sem impotância ou de times de terceira divisão.

  26. Essas negociações, principalmente com essa turma que vai ficar com o Castelão na mão por 20 anos, devem ser tratadas com o máximo de sigilo… Como tão achando que vão mandar e desmandar no futebol local porque estão com o grande estádio daqui nas mãos, as caras e bocas que vão fazer e a banca que vão botar, serão imensas até chegarem à conclusão que o nobre Weiber chegou: a Arena precisa mais do Ceará do que o Ceará precisa dela. E vou estender isso ao futebol local. Rivalidades de lado, a melhor coisa que os clubes podem fazer, é se unir e chegarem a números vantajosos. Querem botar banca? Beleza, fiquem com esse elefante por 20 anos, tentando alugar pra outros tipos de evento, de vez em quando, pra tentar mantê-lo sem ter prejuízos. Aqui não tem mercado, pelo menos ainda, pra grandes shows. Vão ganhar dinheiro como? Alugando esporadicamente pra bispos pregarem, padres cantarem e um show grande de vez em quando? Jogos de futebol é o que tem aqui, e muito, pra gerar renda pra eles. Por isso, negociem e, quando a turma da imprensa ficar enchendo o saco fazendo a mesma pergunta sobre como andam as negociações, prestes a firmar acordo ou longe disso, respondam: “estão em andamento”.

  27. Outra coisa. É começo de temporada, ainda nem jogamos oficialmente. Não precisamos agora, exceto em clássicos, do Castelão. O PV vai comportar bem o público dos primeiros jogos. Seguramos as pontas com o “PVzim de açúcar” e, com calma, prudência e inteligência, seguirão as negociações. E há espaço, também, para renegociação das taxas do PV.

  28. Correta decisão da Diretoria do Ceará, pois R$ 130.000,00 mensais, é um valor muito baixo. Até os R$ 150.000,00 mensais pedidos, com luvas de R$ 500.000,00 ainda não seria o ideal, mas já seria um avanço, e claro com a Arena assumindo os gastos com quadro móvel e liberando os sócios torcedores. Também não acho que dá para comaprar com Bahia e Vitória, times de Série A e muito mais tradição que a nossa. Até o Naútico que se aproximaria mais do nosso caso, ainda tem um diferencial maior, pois se encontra na Série A, e isso diferencia e muito a situação. O proprio contrato estabelece que se subirmos para a Série A o valor mensal pula para R$ 300.000,00. Tem que ser considerado que no ano passado não ficamos nem entre as 20 maiores médias do país. O PV atualmente com os preços cobrados comporta tranquilamente nossa torcida que vai aos jogos. O Castelão pelo visto nã odiminuirá os preços como muitos esperavam. Então, defendo que a Diretoria nã oretroja a esse valor mínimo que foi pedido, mas pelo menos por enquanto estamoslonge de queremos ser equiparados aos times da Bahia e Pernambuco que estão na Série A. É outro nível e outro parâmetro. Basta ver que nossa folha salarial atual pelo que se comenta gira em torno de R$ 350.000,00. Estamos na Série B, e fomos muito mal ano passado. Não temos patrocínio master a pelo menos um ano. Então não podemos nos rebaixar, mas também esse reforço de caixa seria bem substancial. Acredito na nossa Diretoria, na questão administrativa, minhas restrições eram no campo das contratações(basta ver que ano passado 75% do time foi mandado embora) e agora com a contratação de um novo diretor as coisas melhorem, ainda que se note uma certa lentidão, pois já vamos começar os jogos oficiais e não temos um lateral direito reserva, não temos um atacante referência, nem um volante pegador.

  29. Também tenho essa consciência de que o time do bahia ainda está à nossa frente por todos os motivos já citados por alguns colegas acima. Creio que Vitória e Sport também. Nós temos ainda que crescer e aparecer mais. Pois se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida é que consideração e valorização não se pede, não se impõe; se conquista.

    Porém o que eu questiono é que sozinho o time baiano consegue auferir mais que os dois maiores times do nosso Estado e até o Náutico, ai é brincadeira.
    Penso que, em tese, seria para ser pelo menos uns R$ 500 ou R$ 400 mil/mês para o Vozão, que está na série B, e R$ 400 ou R$ 300 mil/mês para o outro clube, que está na C, mais outras vantagens. Variando casa haja um acesso ou um descenso.
    Agora, propaganda estampada na camisa, sem direito à participação nos lucros do estacionamento, dos bares, bancando essa tal de taxa móvel, por pouco mais de R$ 150 mil ai é uma piada, é molestar os dois maiores clubes locais.

    SA!

  30. Meu caro Weiber, os diretores alvinegros precisam analisar e pensar com bastante calma sobre essa negociação. Claro que vamos precisar do Castelão em grandes jogos para comportar nossa gigantesca e apaixonada torcida, mas concordo contigo, o Castelão vai precisar mais do alvinegro do que o alvinegro dele. Se ficarmos de cabeça baixa e aceitarmos a imposições dos caras ficaremos servindo de massa de manobra a interesses acima dos nossos. Temos que ter altivez e sabedoria para escolher o que será melhor para o Vozão.
    Bosco parabens mais uma vez pelo brilhante comentário!
    SA!
    http://www.biriteirosalvinegros.com.br

  31. Ah, agora você falou Mainha, se o time que está na série A tem direito ao dobro da B, por que o time na série C não é a metade???
    Bosco, explica aí como a Arena Castelão, recebendo apenas 7% das rendas do Vozão vai conseguir pagar R$ 700 mil/mês ao Ceará? Para isso, o Ceará teria que ter de rendas, mensalmente, R$ 10 milhões por mês.
    A não ser que no contrato do Bahia, a Arena de lá receba 100% das rendas, aí a proposta do Ceará é de outro modelo e não dá para comparar.
    SA!

    Enio, a Arena Castelão não arrecadará lucros apenas do futebol.
    SA!

  32. O Bosco está corretíssimo, sem adendos. O CSC nunca foi e nem será menor do que o Bahia. Aliás, o vozão é o maioe e mais querido do NE! E, estamos conversados.

  33. Caro amigo alvinegro Enio;

    O estádio “Arena Castelão” (68 mil pagantes somente após a copa. Hoje 63 mil pagantes) não vai viver só de futebol. O Castelão é um shoping center, tem arena para shows e será utilizado para outras atividades comerciais altamente rentaveis, além de ser um grande painel publicitário com invejavel visibilidade.

    Mas eu vou te responder quando você me JUSTIFICAR como é que a PEQUENA arena de Pernambuco (40 mil pagantes) e a PEQUENA arena da Bahia (um pouco mais de 40 mil pagantes), ou seja, bem menores que o Castelão, vão pagar ao Náutico e ao Bahia o triplo do que querem pagar ao Ceará.
    Exlicar não adianta, eu quero uma justificativa plausivel que me convença, que convença a torcida e convença os presidente do mais queido e o do For D.
    Vou aguardar as suas justificativas amigo.
    Saudações mais queridas.

  34. E digo mais, no Ranking da CBF o Ceará está à frente do Nautico o Vozão é o 4º do Nordeste, ganhar 1/3 do que o Náutico vai ganhar, ou igual ao Fortaleza 42º do ranking, é um grande absurdo!

  35. Não tenho acesso aos contratos, mas pelo que entendi, até mesmo pelo 1º comentário do Bosco (o Bahia recebeu no contrato com a arena de lá R$ 700 mil reais por mês livres de despesas, fixo para o caixa do Bahia. A renda e as despesas serão de responsabilidade da arena.) – por esta última frase ” A renda e as despesas serão de responsabilidade da arena”, é que o Bahia disponibilizará 100% das rendas para a Arena Fonte Nova, enquanto o Ceará, só 7%.
    Ah, só uma observação que não muda nada nos comentários: a capacidade da Arena Fonte Nova é de 50 mil pagantes. Fonte: a própria Arena Fonte Nova (http://www.arenafontenova.com.br/imprensa/perguntas-frequentes/).
    SA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 4 =