Comércio deve abrir 138,7 mil empregos temporários no fim deste ano

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê que o comércio varejista vai oferecer 138,7 mil vagas de trabalho no fim deste ano, o que equivale a crescimento de 0,8% em relação ao mesmo período do ano passado. “Se fizermos uma série histórica do crescimento dos trabalhadores temporários, será o pior resultado desde 2009. É um crescimento fraco, mas, ainda assim, é um crescimento”, informou o economista Fábio Bentes, da CNC, à Agência Brasil, acrescentando que o período de contratações ocorre entre setembro e novembro.

Apesar disso, estimou que os postos temporários vão contribuir para a recuperação dos empregos no setor. Dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregos (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, indicam que o comércio varejista acumula redução de 78,2 mil postos de trabalho, de janeiro a julho. “Em todas as datas comemorativas, este ano, o setor perdeu força em comparação com o ano passado. Por isso, o fator sazonal ficou mais evidente, mas sem dúvida alguma vai fechar o ano no azul”, contou.

O economista explicou que o número de vagas costuma acompanhar o resultado das vendas. No ano passado, as contratações temporárias aumentaram 3,2% em relação a 2012, para atender à expansão de 5,1% das vendas. A previsão para este ano é uma elevação menor, de 3% nas vendas, com movimentação financeira de R$ 32,5 bilhões. Ele acrescentou que o melhor Natal no histórico recente foi em 2010, quando as vendas subiram 9,5% e a contratação 7,2% na comparação com 2009.

O ramo de vestuário e calçados, que em geral abre mais vagas, por causa do impacto das vendas de fim de ano, deverá responder por quase metade (48,7% do total) das contratações. Somente em dezembro, o faturamento do setor costuma crescer 90% em relação ao mês anterior, por causa do fator sazonal. “Isso acontece porque, dos segmentos do varejo, é o [ramo em que] se encontra produtos com valores unitários relativamente baixos. A pessoa que está com pouco dinheiro compra produtos de R$ 10 ou R$ 15 e consegue presentear. Mesmo em anos em que o varejo não vai bem ele se destaca”, comentou Fábio.

(Agência Brasil)

ONU – Violência no Iraque deixou mais de 1.400 mortos em agosto

“Pelo menos 1.420 pessoas foram mortas e 1.370 feridas em combates e outros conflitos violentos em agosto no Iraque, anunciou hoje (1º) a missão da ONU em Bagdá (Unami). Em comunicado, a missão salienta que os números não incluem a província de Al Anbar (Oeste) e que o balanço total de vítimas pode ser “significativamente superior”, dadas as dificuldades de verificação dos números em zonas de combate ou sob controle dos jihadistas do Estado Islâmico (EI).

A maioria das vítimas, 1.265 mortos e 1.198 feridos, são civis. Entre as forças de segurança, a organização registou 155 mortos e 172 feridos. Na província de Ninive, ao Norte, tomada pelos jihadistas em junho, morreram 625 pessoas em agosto. Também em agosto, a ONU estima que 600 mil pessoas tenham fugido das suas casas.

A Unami indicou ter recebido informações da morte de civis por falta de água, alimentos e medicamentos, mas não conseguiu confirmar esses dados. Combatentes do Estado Islâmico tomaram vastas zonas de cinco províncias iraquianas em junho e, no início de agosto, lançaram uma ofensiva no Norte do país, fazendo recuar as forças curdas e forçando milhares de pessoas a fugir.

Com o apoio de bombardeios dos Estados Unidos contra posições dos jihadistas, as forças curdas conseguiram recuperar algumas das zonas no Norte.”

(Agência Brasil)

Termina o debate do SBT

Candidatos fazem considerações finais. Eduardo Jorge lamenta tempo destinado aos pequenos partidos. Marina Silva afirma que nova postura deverá vencer as eleições. É preciso discutir ideias. Lamenta volta da inflação e do baixo crescimento. Levy Fidelix lembra manifestações do ano passado e diz que juventude está sem oportunidade. Dilma Rousseff diz que foi eleita para dar continuidade aos projetos de Lula e que fará mais. Aécio Neves afirma que governismo fracassou. Diz que campo das mudanças é Aécio e Marina, mas Marina não consegue lidar com as contradições. Luciana Genro critica a criminalização da juventude e a falta de tolerância com o grupo LGBT. Pastor Everaldo critica o aborto, o casamento homossexual e se mostra a favor da redução da maioridade penal.

Dilma diz que Aécio tem memória fraca e está mal informado

Aécio Neves cobra política de mobilidade urbana e Dilma afirma que o candidato tucano tem memória fraca e que está mal informado. Relata parcerias com o governo de Minas Gerais. Aécio reafirma que governo Dilma fracassou, pois não há quem ande de metrô em Belo Horizonte. Atenta que somente agora, de forma conveniente, passou a investir.

Luciana Genro afirma que Marina não define lado

Luciana Genro cobra de Marina Silva a definição de lado. Diz que Marina deve escolher entre trabalhadores e banqueiros. Marina alega que Luciana Genro tem em mente a polarização do PT com o PSDB, mas faz pelo lado da esquerda.

Dilma afirma que Marina despreza o pré-sal

Dilma Rousseff afirma que plano de governo de Marina Silva não prevê exploração do pré-sal. Marina diz que pretende explorar o pré-sal, mas que programa foi usado politicamente pelo atual governo, o que causou a quebra da Petrobras. Dilma critica “demonização” da Petrobras, por parte de Marina. Marina lamenta o mau uso da Petrobras.

Marina diz que Dilma não reconhece erros

Marina Silva lembra que Dilma fez muitas promessas e que não as cumpriu, como a de conter a inflação. Diz que não há como enfrentar problemas, se não os reconhece.

Dilma alega que o pessimismo é um atraso. Alega que muitos foram contra a realização da Copa do Mundo em território brasileiro. Assegura que a Copa foi um sucesso, menos em campo.

Marina é questionada de recursos recebidos em “confiabilidade”

A candidata Marina Silva foi questionada sobre recursos recebidos em palestras, nos últimos 3 anos, mas que empresas pagadores não foram reveladas por causa de contratos de “confiabilidade”.

Marina Silva diz que não teria problema de revelar empresas e que não deveriam misturar desempenho profissional com postura política.

Dilma afirma que a pessoa pública deveria ter sempre a transparência como prioridade.

Começa o debate do SBT; Dilma admite nervosismo

Os candidatos Aécio Neves (PSDB), Dilma Rousseff (PT), Eduardo Jorge (PV), Pastor Everaldo (PSC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (PSOL) e Marina Silva (PSB) iniciaram há pouco o segundo debate à Presidência da República. O debate ocorre no SBT.

Dilma Rousseff cobrou as regras do debate e, ao ser corrigida, disse estar nervosa.

Lúcio Alcântara expõe simpatias por Marina e diz que ela não é fogo de palha

 

Presidente do Partido da República no Ceará (PR), o ex-governador Lúcio Alcântara é só elogios ao desempenho da candidata a presidente da República pelo PSB, Marina Silva, nas pesquisas. “Ela é um fato novo nesta eleições, tem credibilidade e vem ao encontro do sentimento de indignação do povo brasileiro em relação ao desenrolar da vida política e comportamento dos homens públicos…”

Lúcio lembra que é amigo de Marina desde os tempos em que dividia com ela espaços no Senado. Lúcio ainda está dilmista, mas não esconde simpatias pela candidata do PSB.

 

MP do Ceará promoverá o XXI Fórum de Ciência Penal

Vem aí o XXI Fórum de Ciência Penal. A promoção é do Ministério Público Estadal e objetiva discutir temas de maior relevância e polêmica no cenário jurídico brasileiro da atualidade. O encontro ocorrerá de 24 a 26 deste mês, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça. Entre os assuntos, a eficiência do processo penal no Brasil, o aumento de crimes apesar da redução da pobreza no Brasil, a reforma política e marco civil na internet e seus reflexos no processo penal.

Coordenado pelo procurador de Justiça José Valdo Silva, o Fórum de Ciência Penal é considerado um evento tradicional do Ministério Público cearense. O evento conta com o apoio do procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado, e do diretor-geral da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), Benedito Augusto.

DETALHE – A solenidade de abertura do XXI Fórum de Ciência Penal, dia 24, às 19 horas, terá a entrega do “Troféu Forças Vivas” a 21 personalidades do mundo jurídico que se destacaram ao longo deste ano.

VAMOS NÓS – Ministério Público não é para entregar troféu a ninguém, mas para fiscalizar em nome do povo.

Chiquinho Feitosa vislumbra Aécio e Marina no segundo turno

O empresário Chiquinho Feitosa diz que o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, não pensa em desistir da candidatura para participar do processo eleitoral ao governo de Minas Gerais.

Para o empresário, Aécio e Marina Silva (PSB) se enquadram no perfil de mudança das manifestações do ano passado.

Na avaliação de Feitosa, a máquina administrativa de Dilma Rousseff não seria capaz de conter esse desejo de mudança.

Eleições 2014 – Ala do PMDB que apoia Aécio pode virar para Marina Silva

tvop debate eunicio oliveira

Eunício também viraria “marineiros”?

“As chances efetivas de vitória de Marina Silva na eleição presidencial já levam a ala do PMDB que apoia a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB) a dar como certa a adesão da legenda a um eventual governo dela. A avaliação desse grupo é a de que as chances de recuperação do tucano são difíceis e a perspectiva de poder hoje está com Marina. Isso faz com que a histórica divisão do PMDB ganhe novos contornos. Se antes da campanha o debate era levar ou não o partido a apoiar a reeleição de Dilma Rousseff, agora ele começa a se dar entre compor ou não com Marina e o momento em que essa sinalização deve ser feita.

A cúpula peemedebista, responsável pelo apoio pró-Dilma e que tem em Michel Temer, Renan Calheiros e José Sarney seus expoentes, quer colocar a máquina do partido para derrotar Marina no 2º turno. Em caso de vitória da candidata do PSB, esse grupo fala em dar os tradicionais 100 primeiros dias de trégua ao seu governo para, nesse período, aguardar os sinais da ex-ministra. Prevê, porém, uma relação hostil. Justamente por onde a outra ala planeja crescer. Geddel Vieira Lima, candidato ao Senado pela Bahia, tem interesse em liderar esse movimento.

Os aecistas do PMDB, em processo de transfiguração para neomarineiros, querem começar a emitir os sinais da adesão ao fechar das urnas do primeiro turno. Estão espalhados por Estados como Bahia, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, prontos para deflagrar esse processo. “Marina já sinalizou que abrirá o diálogo com os políticos. Temos plenas condições de dar sustentabilidade e governabilidade a ela”, disse o vice-líder da bancada da Câmara, Danilo Forte (CE).

Até mesmo peemedebistas egressos de Estados que apoiam Dilma avaliam que o PMDB estará com Marina se ela vencer. “O PMDB é um partido pragmático. Não teria problemas em se reposicionar e integrar a base de Marina”, disse Saraiva Felipe (MG), ex-ministro da Saúde do governo Lula. Além de derrotar Dilma, essa ala do PMDB pretende aproveitar o embalo para contestar Temer no comando da sigla. Afinal, é ele o maior avalista do acordo com o PT. Assim, a eleição de Marina resultaria em um reposicionamento interno de forças políticas na legenda.

Jarbas Vasconcelos (PE) e Pedro Simon (RS) seriam os interlocutores naturais, uma vez que próximos a Marina. Mas o problema é que eles não têm força interna para, sozinhos, conduzirem o partido rumo a ela. Uma aposta é que os governadores eleitos pelo partido possam fazer essa intermediação, uma vez que há uma dependência financeira grande dos Estados em relação à União, o que torna a aproximação necessária.

Nomes como os senadores Eduardo Braga (AM) e Eunício Oliveira (CE) e o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), que lideram as pesquisas eleitorais em seus Estados, são algumas opções. Entretanto, por motivos óbvios, a relação também terá necessariamente de passar pelo Congresso Nacional, onde o cenário hoje colocado para comandar as duas Casas é de dois peemedebistas conhecidos por jogar duro com o Palácio do Planalto: o senador Renan Calheiros (AL) e o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). Uma vez eleitos, o jogo terá de passar por eles.

(Veja Online com Estadão Conteúdo)

Prefeitura de Fortaleza ançará “Operação Via livre”

Esta é do site da Prefeitura de Fortaleza:

Dando continuidade às iniciativas do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt), a Prefeitura de Fortaleza apresenta, nesta terça-feira, às 15 horas, no Paço Municipal, o projeto “Via Livre”, que prevê a reformulação do modelo de gestão de tráfego para aumentar a eficácia da operação e fiscalização de trânsito, garantindo a fluidez viária e otimizando os deslocamentos na cidade. O piloto será realizado nos bairros da Regional IV.

Durante entrevista coletiva do prefeito Roberto Cláudio, será feito um detalhamento sobre a operação, cujo objetivo é facilitar desde o ordenamento do tráfego até o atendimento a acidentes sem vítima, levando às ruas 120 orientadores de trânsito para apoiar os agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC).

Os principais corredores contemplados, neste primeiro momento, serão as avenidas Alberto Magno, Gomes de Matos, Augusto dos Anjos, Osório de Paiva, João Pessoa, José Bastos, Dr. Silas Munguba e Germano Franck. Após a fase de testes, a iniciativa será expandida para outras regiões da cidade.

Nestlé do Brasil promove em Fortaleza seu 70ª Curso de Atualização em Pediatria

Nesta terça-feira, a partir das 9 horas, no Centro de Eventos, a Nestlé do Brasil promoverá seu 70º Curso de Atualização em Pediatria. O objetivo é oferecer, através de palestras de convidados do Brasil e do Exterior, as novidades da área da pediatria.

Segundo o vice-presidente de Nutrição infantil da Nestlé do Brasil, Westermann Geraldes, o curso deve reunir mais de três mil pediatras.

Izolda quer saber da “independência” de Tasso

foto izolda

A candidata a vice na chapa de Camilo Santana, Izolda Cela, publica em sua página no Facebook o incômodo com a “independência” do candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati. Confira:

Fico pensando no que a pessoa quer dizer exatamente quando quer passar uma idéia de “independência” de tudo e de todos.

Dá vontade de perguntar: E aí, candidato… fale um pouco mais sobre isso. Que projeto o senhor (Tasso) defende? A que projeto o senhor é vinculado?

Penso que os eleitores devem ter interesse em saber.

Seca no Ceará – Ministro promete liberar R$ 100 milhões para o Ceará

O ministro da Integração Nacional, Francisco Bezerra, informou, nesta segunda-feira, a liberação de recursos para obras de combate à seca no Ceará.

Antes de retornar para Brasília, ele adiantou que a pasta deve liberar, ao longo desta semana, cerca de R$ 100 milhões.

Papa Francisco vai administrar o sacramento do matrimônio para 20 casais no Vaticano

foto papa francisco

“O Papa Francisco, pela primeira vez desde que se tornou Papa, presidirá a celebração do sacramento do matrimônio para uns vinte casais. Será na Basílica de São Pedro, às 9 horas, no próximo dia 14, assim foi confirmado, nesta manhã de segunda-feira, pela agência de notícias francesa I.Media.

A celebração dos matrimônios chega três semanas antes do começo do Sínodo Extraordinário dos Bispos, convocado por Francisco, que afrontará o tema da pastoral familiar. O encontro está marcado do 5 ao 19 de outubro de 2014, e traz como título “Os desafios pastorais sobre a família no contexto da evangelização”.

(Agência Zenit)

CIC ouvirá nesta 2ª feira propostas das candidatas Eliane Novais e Geovana Cartaxo

eliane-novais-e-geovana-cartaxo

Dose dupla: Eliane e Geovana no CIC.

A candidatas ao Governo do Estado e ao Senado pelo PSB, Eliane Novais e Geovana Cartaxo, respectivamente, estarão no Centro Industrial do Ceará (CIC), nesta segunda-feira, a partir das 18h30min. Elas vão expor suas propostas como postulantes, dentro da série de debates que o CIC promove com os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado.

Eliane Novais falará para o empresariado durante encontro marcado para o auditório da sede da Federação das Indústrias do Estado. Geovana Cartaxo, por sua vez, vai expor seus planos para o senado. O encontro ocorrerá no Auditório Luiz Estevão (5º andar), da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC). À frente, o presidente do CIC, José Dias de Vasconcelos.