ENDOCRINOLOGISTA E NUTRÓLOGO DÁ DICAS AUMENTAR E DEFINIR MÚSCULOS

 

Médico endocrinologista e nutrólogo Daniel Frota

Emagrecer até que se torna uma tarefa fácil se compararmos ao desafio de construir uma massa muscular definida. Quantas pessoas você conhece que treinam bastante, estão no peso ideal e, no entanto, o corpo não apresenta músculos realçados?

Apenas definir músculos, necessidade de aumentar a massa muscular para só depois conseguir definir, perder gordura e depois aumentar os músculos e definir. Quais são os fatores e as dificuldades que nos distanciam para alcançar o sonho do corpo saradíssimo?

De pronto, entendemos logo que não basta apenas diminuir o percentual de gordura e passar várias horas na academia para conquistar um corpo sarado. “É preciso um conjunto de ações para ganhar e definir a massa magra”, revele o médico endocrinologista e nutrólogo Daniel Frota (CRM 12244), em entrevista que você confere logo a seguir.

Duvida? Então vamos lá: você lembra de Gabriela Pugliesi? Ela sempre praticou muita atividade física, certo, mas só passou a desfilar corpo saradíssimo, definido, depois que mudou a alimentação e incluiu a musculação em sua vida, por conselho do maridão magia, o mahamudra Erasmo Viana.

FOTO DIVULGAÇÃO

Neymar ganha massa muscular

Neymar é outro. Sempre foi jogador de futebol, no peso ideal, mas só começou a ganhar massa muscular depois que foi jogar na Europa. Do corpo franzino, hoje exibe um aporte maior de massa magra superdefinida.

FOTO DIVULGAÇÃO

Bruno Gagliasso exibe músculos mega definidos após perder 18k. Ator se prepara para mais um treino, na academia CrossFit Posto 9

O ator Bruno Gagliasso foi o que radicalizou. Ele era acima do peso, resolveu mudar a alimentação, contratou uma personal trainer Jamille Farath, perdeu 18kg, ganhou muitos músculos e hoje se dá ao luxo de ser garoto-propaganda de academia CrossFit Posto 9, da qual é sócio, no Rio de janeiro.

 

ROBERTA FONTELES PHI.EMENO – Por que é tão difícil ganhar massa magra, músculos?

DANIEL FROTA –  A facilidade de ganhar músculos vai depender do sexo (os homens têm mais facilidade do que as mulheres), da genética, da prática de exercícios físicos adequados, com carga adequada, tempo de treino adequado e periodicidade. A alimentação também é fundamental, não há a necessidade de ser hipercalórica, tem de haver uma distribuição correta no aporte de proteína, fibra e carboidrato, ajustada de acordo com a necessidade de cada paciente.

RFP – Por que é tão difícil definir a massa muscular?

DF – Muitas vezes se torna difícil, porque o paciente primeiro terá de ganhar músculos para depois definir. Na maioria dos casos, a definição é difícil também devido à presença do tecido adiposo subcutâneo (gordura localizada sob a pele) que esconde os músculos trabalhados. Então, primeiro é aumentar a massa magra, defini-la, reduzir o percentual de gordura para deixar os músculos aparentes.

RFP – O que fazer para conseguir?

DF – Alimentação, suplementação e exercícios físicos. Importante ainda o ajuste hormonal e metabólico. Se a tireoide tiver em déficit, a testosterona e cortisol desregulados, o resultado não será satisfatório.

RFP – Comer “quatrocentas” clara de ovo resolve?

DF – A clara de ovo é rica em albumina, um conjunto de aminoácidos que ajuda o corpo a formar a massa magra. Mas também são importantes na construção dos músculos a proteína isolada (whey protein), o BCAA (aminoácido de cadeia modificada e a glutamina… São substratos que ajudam no processo e a quantidade vai depender do corpo de cada paciente.

RFP – Whey protein é fundamental?

DF – Não. Em boa parte dos pacientes, dá para montar uma alimentação que atenda às necessidades do corpo, sem a necessidade de suplementação.

RFP – O que mais atrapalha na busca de músculos?

DF – A irregularidade dos exercícios físicos e a forma errada de fazê-los, as alterações hormonais e metabólicas, uma má alimentação e suplementação.

RFP – Quais exames podem ajudar?

DF – Exames laboratórios, incluindo hormônios, e um de bioimpedância precisa InBody 370.

RFP – O que significa a bioimpedância precisa InBody 370?

DF – Além da avaliação da composição corporal, de líquidos, massa magra e massa gorda, a bioimpedância InBody 370 faz um escaneamento corporal, com avaliação nutricional, a quantidade de proteínas, de minerais ósseos e não ósseos. Assim, conseguimos obter um ponto de saúde para o paciente e orientar a alimentação e a suplementação, quando necessária, de maneira personalizadíssima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *