Metáfora da vida como um jogo de videogame

Chefão final do Donkey Kong 2

Às vezes é conversando com os amigos que me vem alguns simples e profundos insights. Esta semana estava conversando com uma amiga muito querida e durante a conversa estávamos falando sobre aquelas pessoas que passam a vida inteira vivendo de forma materialista, sem se importar de jeito nenhum com a elevação espiritual e crescimento de virtudes, da ética, da moral etc. Ela me perguntou o que eu achava dessas pessoas.

A minha resposta foi simples, direta e objetiva: “Está tudo certo…”. Daí tentei argumentar sobre essa resposta e de repente me veio esse insight.

Antes de prosseguir quero deixar bem claro aos leitores que a minha visão da espiritualidade está completamente atrelada à reencarnação. Pelo menos para mim ela é uma verdade concreta. Porém, deixo você livre para pensar da forma que achar melhor e mais coerente. Mesmo que você não acredite em reencarnação recomendo que leia esse texto até o fim porque ele traz ensinamentos bem importantes. OK?

A vida é como se fosse um jogo de videogame. Ela tem dezenas de fases e a cada fase que passa vai ficando mais difícil e em cada fase temos um “chefão” para destruir. Depois que ele é destruído passamos para a fase seguinte.

Essa metáfora é perfeita para entendermos o nosso processo evolutivo no planeta Terra. Eu vejo as fases como sendo nossas próprias encarnações aqui e os aprendizados de cada fase são as conquistas dos nossos valores e virtudes morais e espirituais.

Os chefões das fases representam as nossas inúmeras barreiras que impedem nosso crescimento. Vou citar alguns exemplos dessas barreiras: ciúme, possessividade, carência afetiva, inveja, comparações, ganância, raiva excessiva, preconceitos, ressentimentos, mágoas, impulsividades, julgamentos etc etc.

Dessas muitas barreiras existem os chefões mais fáceis e os chefões mais difíceis. Um dos chefões relativamente fáceis de vencer é o do autocentramento. Quando somos crianças pensamos que o mundo gira em torno de nós mesmos e quando começamos a crescer, as experiências de vida se encarregam de nos dar uma bela “surra” para aprendermos que não é por aí!

Como eu já disse diversas vezes aqui no blog, parafraseando o grande Rocky Balboa, personagem do Sylvester Stallone: “Ninguém bate mais duro do que a vida…”.

Percebe como a própria vida nos dá os seus chefões para destruirmos?

Veja como essa palavra é interessante: DESTRUIR. Quando destruímos algo, aquilo não tem mais nenhuma força sobre nós, então abrimos espaço para destruir chefões maiores e mais difíceis.

Um chefão já bem mais difícil de derrotar é o das COMPARAÇÕES. Eu passei por muitas experiências em minha vida até esse momento, mas sei que esse chefão ainda consegue me dar uns golpes de vez em quando, mas ele já está arquejando porque eu sou bem mais forte do que ele! hehehehe

E, pelo menos na minha opinião, o chefão mais forte, mais difícil e mais cheio de poderes é o chefão chamado JULGAMENTO. O Bison do Street Fighter não chega nem perto dos seus poderes, não daria nem pra começar!

Ken, Bison e Ryu do Street Fighter

Nós somos peritos em julgar os outros. Julgamos o comportamento, as escolhas, a profissão, o namorado, a esposa. Julgamos até coisas idiotas como a forma que se veste, se usa ou não uma barba, se gosta ou não gosta de sair de casa. Nossa! É uma lista infindável…

Eu acredito que no dia em que consigamos vencer completamente o JULGAMENTO, nossa jornada por esse planeta terá chegado ao fim. Teremos o famoso CONGRATULATION que vem nas finalizações dos jogos de videogame e passaremos para vivências muito mais sofisticadas pelas galáxias e universos.

Por que eu falei em reencarnação logo no início? Raciocine comigo! Você acredita meeeeesmo que é possível aprender todas as virtudes de um iluminado como Jesus Cristo em uma única existência? Essa possibilidade não entra na minha cabeça de jeito nenhum. Uma vida de 70, 80 anos é ínfima frente ao universo ilimitado e eterno. Nem diria universo, mas multiversos, como os físicos quânticos tem falado nas últimas décadas.

Existem pessoas que pelo LIVRE ARBÍTRIO, que é uma dádiva divina, decidem ou porque querem mesmo ou por ignorância, empacar em alguma dessas fases. Empacam na fase das comparações, na fase da ganância, na fase do ciúme, da fase da arrogância etc etc.

Elas morrem e recebem a dádiva divina de retornarem para aprenderem o que está faltando para se tornarem um cristo na Terra. E isso, pelo menos na minha visão, requer muitas vidas e experiências das mais diversas possíveis.

Concluo esse texto com uma reflexão bem profunda. Faça uma espécie de balanço e procure ver em você suas QUALIDADES e DEFEITOS para compreender quais foram os chefões que você já conseguiu destruir. Será que você ficou empacado em alguma fase? Que tal criar novas estratégias para destruir os novos chefões que forem surgindo?

É dessa maneira que nós de fato vamos evoluindo em todos os sentidos!

Espero que tenha gostado dessa reflexão tanto quanto eu! Fiquei imensamente feliz em conseguir transmitir algo tão complexo de forma simples e fácil de entender!

Paz e luz…

Isaias Costa

Sobre Isaias Costa

Isaias Costa. 28 anos. Sou Bacharel em Física e Mestre em Engenharia Mecânica. Descobri o meu amor pela escrita nas dificuldades que passei no meu caminho, aliado ao prazer de ler sobre Filosofia, Psicologia e Teologia.
Este blog trata de assuntos em sua maioria filosóficos, com o objetivo de nos fazer pensar e se questionar sobre as grandes questões da vida.

Também escrevo nos blogs “Para além do agora” e “Universo de Raul Seixas”.
www.paralemdoagora.wordpress.com
www.universoderaulseixas.wordpress.com

Sejam todos bem-vindos ao “Artesanato da mente”…

4 thoughts on “Metáfora da vida como um jogo de videogame

    1. Nossa Elder! Que vídeo incrível e que sincronicidade de ideias. Assim que olhei pra esse menino foi a primeira coisa que pensei! Com certeza essa criaturinha é uma alma velha. Já provavelmente passou por inúmeras experiências para já ter tanta maturidade e consciência com tão pouca idade!
      Estava com saudade de ver você por aqui nos comentários que sempre muito agregadores para todos nós!
      Abração meu amigo!

  1. Gosto muito de suas reflexões eu já venho estudando espiritualidade há dois anos e meio estou a procura da iluminação

    1. Que maravilha Alene. Só gostaria de acrescentar uma coisa ao que você colocou. A iluminação é o caminho para o qual todos nós iremos nos direcionar mais cedo ou mais tarde. Continue nessa busca, mas sempre de forma serena e constante. A verdadeira iluminação só acontece em corações repletos de amor e de paz. Continue acompanhando os textos que vem muita coisa boa pela frente!
      Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *