Deixar ser amado

Soberba

Existe uma belíssima passagem bíblica com um detalhe que muitos não se dão conta. Aquela em que Jesus se oferece para lavar os pés dos apóstolos. Nesta passagem, todos eles ficam impressionados com a imensa humildade daquele homem que havia curado, transformado água em vinho e feito enormes prodígios. Nela, o apóstolo Pedro se mostra reticente e diz: “Jamais me lavarás os pés!”. E Jesus responde: “Se eu não os lavar, não terás parte comigo”.

Há uma interpretação muito importante por trás destas palavras de Pedro. Alguns podem até pensar que essa foi uma atitude de humildade de sua parte, pois ele reverenciava o mestre Jesus, mas não. Sua atitude demonstrou um sentimento terrível e que destrói inúmeros relacionamentos afetivos, amorosos e até mesmo profissionais, a SOBERBA. O que é a soberba? É você querer ajudar os outros e nunca se deixar ser ajudado, amar os outros e não se deixar ser amado por elas. Enfim! É um caminho egocêntrico e desequilibrado. Eu sempre gosto de dizer que praticamente tudo nessa vida é como um caminho de mão dupla, você deve dar e receber. Se você só dá e não recebe, se instala a soberba, e se você só recebe sem dar nada é o egoísmo exacerbado. Tanto um quanto o outro são prejudiciais a própria pessoa e a todos que convivem com ela.

Nós precisamos aprender a ser amados por quem nos quer bem. Para muitos isso é bem fácil, mas para outros, é um desafio dos mais difíceis. Pedro amava Jesus, mas tinha vários defeitos que precisavam ser trabalhados, além de inúmeras qualidades que precisavam ser lapidadas. Como ele era, muito provavelmente, o mais humilde dentre os apóstolos, foi também o que teve as maiores mudanças e fez os maiores prodígios. Eu o admiro muito. Tempos atrás escrevi um texto sobre ele, se ainda não leu, segue o link.

Grandes virtudes do apóstolo Pedro

Também é muito interessante notar o quanto Jesus sabia amar e ser amado, além disso, sabia ser amado sem nenhum tipo de restrições ou preconceitos. Vou citar apenas duas passagens. Em uma delas Jesus pergunta a Pedro por três vezes se ele o amava, e Pedro responde um tanto quanto sem graça e aflito por Jesus perguntar a mesma coisa três vezes. Da terceira vez, ele diz: “Senhor, tu sabes tudo, tu sabes que eu te amo!”. Isso pode até parecer banal, mas não é.

Vivemos em uma sociedade extremamente machista. Quantas vezes você já viu um homem dizer a outro homem que o ama? Eu vi isso pouquíssimas vezes, e só vi isso partir de homens completamente livres e decididos. Jesus não tinha nenhum medo de revelar seus sentimentos e de expressá-los. Ele não tinha esse tipo de preconceito tão banal. Pode prestar atenção, onde vivemos, o máximo que ouvimos é: “Esse cara é meu brother, é meu irmão!”, mas raramente ouvimos um: “Eu amo esse meu amigo!”. O desafio está lançado. Você que é homem e me lê agora, conseguiria dizer a um amigo de confiança: “Eu te amo!?”

A outra belíssima passagem é a que Jesus visita a casa de um fariseu e uma mulher pecadora lava os seus pés com lágrimas e enxuga com os cabelos, o enchendo de beijos e ungindo com perfume. Para o fariseu, essa atitude de Jesus era terrível, deixar-se ser amado por uma prostituta que havia se arrependido dos seus pecados. Acho impressionante a misericórdia de Jesus para com a mulher. Ele diz uma frase que para sempre guardarei no meu coração: “Eu te digo que os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, porque ela mostrou muito amor”. Em seguida ele diz a mulher: “Vai em paz, a tua fé te salvou”. Agora você percebe qual o maior e melhor antídoto para todos os males da nossa vida? O AMOR. Ame! Praticamente toda a mística do mestre Jesus se resume em amar e ser amado.

Reflita sobre essas palavras. Ame, mas deixe também ser amado pelas pessoas que lhe querem bem. A vida é uma troca, um compartilhamento de experiências. Ninguém nasceu para ser uma ilha. Nós necessitamos de amor para vivermos plenamente. Ofereça amor e você receberá amor, ofereça paz de espírito e os ambientes em que adentrar sentirão essa paz, seja misericordioso e você também alcançará misericórdia das pessoas… Se quiser ler um pouco mais sobre isso, vou deixar um texto que escrevi que explica essa troca de experiências. Viva o amor!

Afetar com afeto

Isaias Costa

Sobre Isaias Costa

Isaias Costa. 27 anos. Sou Bacharel em Física e Mestre em Engenharia Mecânica. Descobri o meu amor pela escrita nas dificuldades que passei no meu caminho, aliado ao prazer de ler sobre Filosofia, Psicologia e Teologia. Este blog trata de assuntos em sua maioria filosóficos, com o objetivo de nos fazer pensar e se questionar sobre as grandes questões da vida. Também escrevo nos blogs "Para além do agora" e "Universo de Raul Seixas". www.paralemdoagora.wordpress.com www.universoderaulseixas.wordpress.com Sejam todos bem-vindos ao "Artesanato da mente"...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *