Como se mede a riqueza de um homem?

41-riqueza0100409

Recentemente li uma frase incrível do grande filósofo Henry David Thoreau que dizia:

 “A riqueza de um homem se mede pelas coisas que é capaz de deixar para trás”.

 Essa frase é muito profunda e verdadeira. Muitas pessoas pensam que a riqueza é medida através dos bens materiais, mas esse é um grande engano. A riqueza está relacionada com o quanto uma pessoa pode dar, e não com o quanto consegue acumular. Há algumas semanas assisti a um vídeo muito bonito que dizia exatamente isso: “Ser rico não é sobre o quanto se tem, mas sobre o quanto se pode dar”. Vale muito a pena assisti-lo, é emocionante. O link está logo abaixo.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=UHINSWXo7eI[/youtube]

 Quando penso em pessoas ricas, sempre me vem a pessoa de Jesus Cristo. Ele foi o homem mais rico que já pisou nesta Terra, mesmo sendo apenas um carpinteiro. Toda sua vida foi de doação ao próximo, até mesmo nos seus momentos de agonia na cruz ele ainda conseguia pensar no próximo. Uma das frases mais complexas já pronunciadas em toda a história da humanidade é a que Jesus diz: “Pai. Perdoa-os! Pois eles não sabem o que fazem…”. Só alguém rico de verdade poderia pronunciar uma frase tão profunda e impactante como essa.

 A verdadeira riqueza anda de mãos dadas com o desapego. Quanto menos apego você tem às coisas materiais, mais rico você vai se tornando. Algo que percebo com frequência são pessoas com muito dinheiro e que têm um medo terrível de perdê-lo, e por isso moram em fortes, repletos de muros altos, grades, cães, câmeras e até mesmo guardas. Isso não é riqueza, é prisão. A pessoa se aprisiona com seu próprio dinheiro, perde a alegria de viver, perde a leveza, o encantamento com as coisas mais simples, e o pior, perde a liberdade, um dos nossos bens mais preciosos.

 Outro homem extremamente rico foi o pacifista Mahatma Gandhi. Sua vida foi dedicada a ajudar aos outros e lutar pela independência da Índia em meio a um ambiente de guerras e conflitos. Ele fez uma revolução através da não violência, com o seu princípio Satyagraha. Princípio este que foi adotado por outros mártires como o Marthin Luther King e a Madre Teresa de Calcutá. No livro “A universidade do sucesso”, de Og Mandino, li algumas palavras pertinentes sobre a atitude deste santo homem.

“A vida para Gandhi era como um processo de despojamento gradual de necessidades. Assim como um bebê grita no berço e precisa de tudo, o ser humano, se vive uma vida bem sucedida, amadurece pouco a pouco em direção a um adulto que não precisa virtualmente de nada. O Gandhi foi um exemplo dessa espécie de desenvolvimento humano.

 Isso não quer dizer que nosso objetivo deva ser a pobreza, ou que uma renúncia ascética de bens ou progresso material por si só torne alguém um mahatma, uma alma grandiosa. Muitas almas grandiosas tiveram uma vida cercada de bens materiais e fortuna considerável: Andrew Carnegie, Jacon Riis, Julius Rosenwald, Samuel Mather, os Guggenheins, para citar apenas alguns.”

 Og Mandino

 Você não precisa ser pobre materialmente para ser rico. O Og Mandino explica bem isso em suas palavras. Você pode ganhar rios de dinheiro e ser pobre, ou pode ganhar apenas o suficiente para sobreviver e ser rico. O que faz alguém rico é a SIMPLICIDADE, que é um estilo de vida, é uma maneira de enxergar o mundo, a vida e as pessoas de uma forma despojada, desapegada. Quem é simples vive mais intensamente o momento presente e acaba conquistando muito mais. Passa a ter uma vida cheia de amor, de amizades verdadeiras, de paz, de esperança etc.

 Enfim! A riqueza de um homem se mede com o quanto ele consegue ser desapegado e sobre o quanto ele consegue dar, se doar, fazer o bem às outras pessoas. Pense sobre isso…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Isaias Costa

Sobre Isaias Costa

Isaias Costa. 27 anos. Sou Bacharel em Física e Mestre em Engenharia Mecânica. Descobri o meu amor pela escrita nas dificuldades que passei no meu caminho, aliado ao prazer de ler sobre Filosofia, Psicologia e Teologia. Este blog trata de assuntos em sua maioria filosóficos, com o objetivo de nos fazer pensar e se questionar sobre as grandes questões da vida. Também escrevo nos blogs "Para além do agora" e "Universo de Raul Seixas". www.paralemdoagora.wordpress.com www.universoderaulseixas.wordpress.com Sejam todos bem-vindos ao "Artesanato da mente"...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *