As duas dimensões da vida

Minutos de Sabedoria - Caminhe reto para a frente e para o alto 

Cada vez mais eu me convenço de que um sentido mais profundo para a vida acontece quando olhamos para dentro de nós mesmos e encontramos nossos tesouros internos que estavam obscurecidos pela nossa limitada visão completamente dominada pelo EGO.

Talvez o maior desafio na nossa vida seja nos desvencilharmos desse enorme poder do ego sobre nós, mas isso é possível, só requer de nós um comprometimento e uma busca constante pelo crescimento em consciência.

Outro dia li algumas palavras do místico oriental Osho e fiquei encantado com a sua visão tão simples e ao mesmo tempo tão profunda. No texto, ele falava sobre as duas dimensões da vida. Veja!

“A vida possui duas dimensões.

 Uma é horizontal — na qual todos vocês estão vivendo, na qual vocês estão sempre pedindo por mais e cada vez mais e mais. A quantidade não é a questão; nenhuma quantidade vai satisfazê-los. A linha horizontal é a linha quantitativa. Você pode ir seguindo sem parar. Ela é como o horizonte — à medida que você segue adiante, o horizonte continua recuando. A distância entre você e a meta do seu “cada vez mais”, a meta do desejo, permanece sempre a mesma.

Ela era a mesma de quando você era uma criança, era a mesma de quando você era jovem, será a mesma quando você for idoso. A distância permanecerá a mesma até o seu último suspiro.

A linha horizontal é uma ilusão.

O horizonte não existe, somente aparenta — lá, talvez a apenas algumas milhas de distância, o céu esteja encontrando-se com a terra. Eles não se encontram
jamais. E a partir do horizonte vem a linha horizontal — sem fim, porque a meta é ilusória; você não pode torná-la realidade.

E a sua paciência é limitada, seu período de vida é limitado. Um dia, você percebe que tudo parece fútil, sem significado: “Estou me arrastando sem necessidade, me torturando, chegando a lugar nenhum…” 

Aí então o oposto surge em você — “Destruir-se. Não vale a pena viver, porque a vida promete, mas jamais dá o prometido.”

Mas a vida tem uma outra linha — uma linha vertical.

A linha vertical se move em uma dimensão totalmente diferente. Em tal experiência, por um momento, você vira sua face na direção vertical. Você não está pedindo — eis por que está recebendo.Você não está desejando — eis por que tanto torna-se disponível a você.

Você não tem uma meta — eis por que você se aproxima tanto dela. Devido a não haver nenhum desejo, nenhuma meta, nenhuma pergunta, nenhum pedido, você não tem qualquer espécie de tensão — você está completamente relaxado.

Nesse estado relaxado está o encontro com a consciência.

O medo surge no momento em que você chega ao ponto de dissolver sua última parte, porque, então, será irrevogável: você não será capaz de retornar.”

 Osho

Ao ler essas palavras, levei esses ensinamentos para a minha própria vida. Também já tive esses desejos do ego de querer TER mais e mais e mais, porém, como sou muito observador e convivo diariamente com pessoas em condições financeiras extremamente favorecidas, eu olho para elas em suas realidades me questionando quanto à felicidade. Eu vejo claramente que elas não são mais felizes do que eu, além disso, percebo também na maioria uma ansiedade e inquietação muito grandes.

Essa ansiedade é exatamente pela grande carga de trabalho que se impõem para que possam manter um padrão de vida alto, entende?

Mas esse caminho não nos leva para a transcendência. Não estou dizendo que exista certo ou errado, nada disso, só estou dizendo que essa é a dimensão do HORIZONTAL. Quanto mais você cresce no mundo da matéria, mais o horizonte vai se distanciando e você percebendo que esse afastamento nunca tem fim.

Até que chega o momento do DESPERTAR, você carrega muitas dores e sofrimentos e por conta dessas dores você procura UM CAMINHO DIFERENTE. É nessa hora que a dimensão vertical começa a aparecer diante de seus olhos.

Tudo muda, suas preferências, seus anseios, seus amigos, seu trabalho, seus hábitos. Uma nova vida começa a ser construída passo a passo, e essa mudança gera sim muito MEDO em todos nós, mas nessa hora vem a grande verdade das palavras finais dele: você não será capaz de retornar

Eu sou prova viva dessas palavras. Mudei radicalmente meu jeito de ser e minha filosofia de vida. Agora me pergunte se quero voltar a ser como era antes? Ou se cogito a possibilidade de me inserir em ambientes e práticas que fizeram parte da minha vida no passado? A minha resposta será um sonoro e decidido NÃO.

Isso é libertador, porque mostra para mim que de fato estou no caminho certo e estou crescendo em consciência, estou seguindo pouco a pouco pela dimensão do vertical e com a vontade de subir e subir e subir ainda mais.

Tudo são ESCOLHAS. Eu estou escolhendo seguir por esse caminho, mas cada um de nós possui o livre arbítrio e pode com certeza continuar seguindo pela dimensão do materialismo, a dimensão do horizontal, do EGO.

Mas quer saber de uma coisa legal? Provavelmente você não quer mais continuar seguindo por esse caminho. Se você está lendo esse texto e continuou a leitura até esse ponto, só isso já prova que você quer seguir pela dimensão vertical. Esse blog é acessado apenas pelas pessoas que estão com esse desejo. Lembra que semelhante atrai semelhante? É por isso que eu sei disso!

Portanto. Que essa breve reflexão tenha feito você refletir sobre isso e tenha lhe motivado a continuar seguindo pela dimensão vertical, pois quanto mais você seguir por ela, menos vontade terá de seguir pela dimensão horizontal e menos o EGO terá influência sobre sua vida e suas escolhas.

Paz e luz…

 

 

 

Isaias Costa

Sobre Isaias Costa

Isaias Costa. 28 anos. Sou Bacharel em Física e Mestre em Engenharia Mecânica. Descobri o meu amor pela escrita nas dificuldades que passei no meu caminho, aliado ao prazer de ler sobre Filosofia, Psicologia e Teologia. Este blog trata de assuntos em sua maioria filosóficos, com o objetivo de nos fazer pensar e se questionar sobre as grandes questões da vida. Também escrevo nos blogs "Para além do agora" e "Universo de Raul Seixas". www.paralemdoagora.wordpress.com www.universoderaulseixas.wordpress.com Sejam todos bem-vindos ao "Artesanato da mente"...

3 thoughts on “As duas dimensões da vida

  1. Caro, que texto! Vez ou outra passo por aqui e leio algo seu. Suas palavras caíram-me como uma luva. Percebo claramente que, para mim, a melhor escolha é o caminho vertical,mas ainda caio em várias armadilhas do caminho horizontal. Achei muito sensível de sua parte tocar na questão da escolha. Não determinou o certo e o errado. Nossa sociedade é extremamente cruel e nos vemos vítimas de tantas exigências que não nos cabe atingir, mas, ainda assim, ficamos fitados nelas, e tentando atender expectativas e “postos” ilusórios que não nos preenchem em nada… Vou seguir refletindo.

  2. Isaias, que texto maravilhoso! Que bela reflexão, se cheguei até aqui é realmente porque o plano horizontal me cansa, buscar o vertical pode ser a saída, ou o começo de um novo estilo de vida. Essa lei de atração de semelhança é bem verdadeira sabe? Também faço física e sei o quanto sofremos pressão, o quanto é difícil, e cada vez mais a linha do horizonte se afasta, de chegar lá, de cada vez termos que fazer mais e mais. Acredito que a grande questão seja manter o equilíbrio das duas dimensões, por que temos que viver no plano horizontal, a sociedade é esta e nela estamos inseridos, entretanto não apenas neste, mas buscar alternativas de viver em harmonia consigo e com o externo, buscar manter a paz.

    1. Nossa! Que legal Thalita! É a primeira vez que recebo um comentário de alguém que faz o curso de Física. Você tem toda razão. O importante é equilibrar as coisas, o conhecido CAMINHO DO MEIO. O mundo material é muito importante: trabalho, dinheiro, carreira, moradia etc. Mas tão importante quanto é cuidar da espiritualidade, pois nós estamos aqui, mas não somos daqui. Quanto mais cedo tomarmos consciência disso e crescermos na dimensão vertical, mais a nossa vida se enche de sentido e alegria.
      E sabe de outra coisa legal? Quando a gente busca primeiro isso, todo o resto vem por acréscimo. Não foi à toa que o mestre Jesus nos disse: “Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça e tudo o mais vos será acrescentado…”. Sua mensagem é bem por aí!
      Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *