Representante do Papa e Padre Reginaldo Manzotti estão confirmados na Festa do Jubileu Centenário da Arquidiocese de Fortaleza

Evento será realizado dia 13 de novembro no Condomínio Espiritual Uirapuru, a partir das 14h, com entrada gratuita.

Padre Reginaldo Manzotti e Dom José Antonio.
Padre Reginaldo Manzotti e Dom José Antonio.

 

 As presenças do Núncio Apostólico (representante do Papa no Brasil), dom Giovanni d’Aniello e do padre Reginaldo Manzotti estão confirmadas na festa do Jubileu Centenário da Arquidiocese de Fortaleza no próximo dia 13, a partir das 14 horas. “Arquidiocese de Fortaleza, 100 Anos, Boa Nova em Novos Tempos ” é o tema da celebração que será realizada no Condomínio Espiritual Uirapuru  (CEU). O Núncio Apostólico vai trazer uma mensagem e bênção especial do papa Francisco.

Estão programadas orações,  louvores, poesia, pregações,  a recitação do Terço da Misericórdia,   concelebração eucarística e shows com presenças da irmã Kelly Patrícia, Missionário Shalom,  Zé Vicente, Naldo José,  Comunidade Recado, entre outros. O padre Reginaldo Manzotti encerra o evento.

DSCN1681

O Terço da Misericórdia, no início da festa, será recitado pelos padres Antonio Furtado, Geilson e Frei Jurandir, além de Fátima Leite. A concelebração eucarística terá início às 18 horas com a presença do Núncio Apostólico, do arcebispo de Fortaleza, de bispos e sacerdotes da Igreja do Ceará.

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, convoca toda a igreja cearense para a celebração do Jubileu Centenário “para darmos graças ao Senhor pelo crescimento e vitalidade de Sua Igreja entre nós”, declara.

Diz ainda que “queremos reconhecer os dons do Amor de Deus que tem sido tão abundante nos 100 anos passados desde que a Diocese de Fortaleza se desdobrou em tantas outras igrejas diocesanas (atualmente são 9 dioceses no Ceará )”.

Todos os eventos serão transmitidos em quatro telões instalados no local do evento e pelas rádios católicas Shalom e Dom Bosco. Também poderão ser acompanhadas pelo site da Arquidiocese (arquidiocesedefortaleza.org.br) e pelas redes sociais.

Dom José Antônio é  o sexto arcebispo de Fortaleza.  O primeiro foi dom Manoel da Silva Gomes (1915-1941) seguido de dom Antônio de Almeida Lustosa  (1941-1963), dom José de Medeiros Delgado  (1963-1973), dom Aloísio Lorscheider (1973-1995), dom Cláudio Hummes (1996-1998) e Dom José Antônio que assumiu em 1999.

SERVIÇO

Festa do Jubileu Centenário da Arquidiocese de Fortaleza

Data: 13 de novembro de 2015

Horário: a partir das 14 horas

Local: Condomínio Espiritual Uirapuru (Av. Alberto Craveiro, 2222, Dias Macedo).

Entrada: gratuita.

Participações: Dom José Antonio, dom Giovanni d’Aniello, padre Reginaldo Manzotti, Missionário Shalom, Comunidade Recado, Naldo José, Zé Vicente, Waldonys, Italo e Renno, Irmã Kelly Patrícia entre outros.

Mais informações :

Setor de Comunicação da Arquidiocese de Fortaleza – (85)3388.8703

Agendamento de entrevistas:

Rita Célia Faheina: 9.8817.3363

Vanderlúcio Souza: 9.8894.3283

3 thoughts on “Representante do Papa e Padre Reginaldo Manzotti estão confirmados na Festa do Jubileu Centenário da Arquidiocese de Fortaleza

  1. UMa grande perda de tempo, comparecer a este evento…Ver homens falando outro evangelho?”Sacerdotes ‘ ainda existe nos dias de hoje? A antiga alinça já foi totalmente abolida.O cargo de “sacerdote ‘que servia para apresentar sacrificios diante do snato do Santos, para a expiação do povo hebreu, j[a era.Hoje temos um “sumo sacerdote,”que sem pecado, entrou no SAntuario celestial e por si mesmo, ofereceu Seu unico e SUFICIENTE sacrifcio na Cruz para libertar o povo , antes somente ISrael e hoje a numanidade. da perdição (conforme Hebreus) .O Catolicismo é mistura de judaismo e paganismo com tinturas de cristianismo.

  2. O protestantismo é uma mistura de inveja, falta do que fazer, gosto pela fofoca, falta de conhecimento e soberba para julgar aquilo que não se conhece.

    O sacrifício da cruz só é feito justamente na Igreja Católica. A única Igreja que tem Jesus a vítima perfeita e sacerdote eterno ao mesmo tempo.

    A única igreja que faz cumprir o que está escrito:

    O SACRIFÍCIO DA MISSA É PROFETIZADO POR DAVID

    O rei David dá a Jesus Cristo, no salmo 109, o título de Sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque, porque nosso divino Salvador irá empregar o pão e o vinho no Sacrifício da Nova Aliança, como outrora o havia feito Melquisedeque.

    O rei profeta O chama Padre eterno porque pai Ele sempre será e porque o sacrifício que Ele irá instituir continuará a existir até o fim dos tempos graças ao sacerdócio católico.

    POR MALAQUIAS

    O profeta Malaquias diz, no primeiro capítulo, versículo 11, que “depois do nascer e até o pôr do sol, será oferecido, em toda parte[45] (em todo lugar[46]) um sacrifício puro e sem mancha à majestade do Altíssimo”.

    POR JEREMIAS

    O profeta Jeremias, no capítulo 33, versículo 18, profetiza que “nunca se verá faltar os sacerdotes e os sacrifícios”.[47]

    E é a Igreja Católica, pelo ministério dos seus sacerdotes, que oferecerá até o fim dos tempos, em todos os lugares, o Sacrifício da Cruz, perpetuado pelo santo Sacrifício da Missa, conforme as profecias de David, Malaquias e Jeremias.

  3. JESUS INSTITUI O SACRIFÍCIO PERFEITO E PERPÉTUA QUE SÓ A IGREJA CATÓLICA OFERECE AOS HOMENS

    “Eu sou o pão da vida. Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram.
    Este é o pão que desce do céu, para que quem dele comer não morra.
    Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo.” (João 6:48-51)

    Perguntavam os incrédulos ontem, e, ainda hoje perguntam: “Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como nos pode dar este a sua carne a comer?” João 6: 52

    Jesus lhes disse: “Eu lhes digo a verdade: Se vocês não comerem a carne do Filho do homem e não beberem o seu sangue, não terão vida em si mesmos. Todo o que come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue é verdadeira bebida. Todo o que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.” João 6:53-56

    O Concílio

    “Pela consagração do pão e do vinho se efetua a conversão de toda a substância do pão na substância do corpo de Cristo Nosso Senhor, e de toda a substância do vinho na substância do seu sangue. Esta conversão foi com muito acerto e propriedade chamada pela Igreja Católica de TRANSUBSTANCIAÇÃO [can. 2].” (Concílio de Trento Capítulo 4)

    Cap. 4. — A Transubstanciação (Sessão XIII)

    877. Uma vez, porém, que Cristo Nosso Redentor disse que aquilo que oferecia sob a espécie de pão era verdadeiramente o seu corpo (Mt 26, 26; Mc 14, 22 ss; Lc 22, 19 ss; l Cor 11, 24 ss.), sempre houve na Igreja de Deus esta mesma persuasão, que agora este santo Concilio passa a declarar: Pela consagração do pão e do vinho se efetua a conversão de toda a substância do pão na substância do corpo de Cristo Nosso Senhor, e de toda a substância do vinho na substância do seu sangue. Esta conversão foi com muito acerto e propriedade chamada pela Igreja Católica de transubstanciação [can. 2].

    Resta ao evangélico retroceder ou fazer como fizeram alguns depois de terem ouvido as duras palavras de Jesus:

    “Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele.

    Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?” João 6:66,67

    Então Sr.Evangélico ?

    Quereis vós também retirar-vos?

    E você que nos lê ? O que escolherá?

    A Doutrina da Igreja, coluna e sustentáculo da verdade (1Tm 3,15) ou doutrinas de homens?

    Façamos como Pedro que é tão desvalorizado pelos doutores desta época:

    “Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. ” João 6: 68

    Sobre estes mestres que condenam a doutrina católica falando do que não conhecem e seus seguidores está escrito:

    “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;

    E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. 2 Timóteo 4:3,4

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *