Querem Atingir o Papa

O papa Bento XVI nunca foi visto com muita simpatia por parte da grande imprensa, muito se deve à sua atuação na Congregação para a doutrina da fé. Recordo-me que as capas das principais revistas do país quando noticiaram o resultado do Conclave foram hostis ao novo Líder máximo da Igreja Católica.

A Revista Veja estampou em seu número 1902, Igreja congelada; A Isto é fez o infeliz vatícinio, “Ratzinger tem, sem dúvida alguma, potencial para levar a Igreja Católica a um retrocesso sem precedentes”. A Carta Capital não deixou por menos com a manchete, Quo Vadis Bento XVI? (para onde vais Bento XVI?)

Documentos mal interpretados e leituras errôneas acerca do magistério do pontifície não faltaram. Recentemente, uma  investida belicosa,as grandes agências produziram uma vastas quantidade de notícias  pretendo envolver diretamente  Bento XVI  nos escândalos de pedofilia.

Um leitor menos atento pode, facilmente,  associar o papa a esse crime hediondo pois as notícias são divulgadas de modo sensacionalista e parcial. A BBC cogitou a funesta hipótese de renúncia do papa.

Precisamos ficar atento e procurar ler nas entrelinhas dessas matérias e perceber uma grande campanha anti-católica sendo deflagrada, pois sabem que atingido o pastor as ovelhas se dispersam.

Fiquemos atentos. O The New Yoyk Times, respeitado jornal Americano desenterrou um caso no qual se afirma que o santo padre, enquanto bispo de Munique, havia protegido um sacerdote pedófilo.

A notícia que não é  verdadeira foi reproduzida em diversos meios como digna de crédito por ter o carimbo do TYT. O que não se divulga com a mesma intensidade foi o fato do mesmo  jornal publicar material que desmente a tese segunda a qual o cardeal Joseph Ratzinger não teria sido suficientemente enérgico ao gerenciar o caso em discussão. Leia sobre isso aqui.

É de conder o coração do papa os ataques de pessoas de dentro da própria Igreja à Sé Roamana como é o caso do teólogo suiço Hans Küng   que coaduna com a ideia de que Bento XVI foi conivente com os sacerdotes envolvidos em casos de pedofilia.

Contudo, a pequena barca de Pedro  continua a singrar no mar revolto da pós-modernidade rumo  ao seu Ancoradouro eterno, o próprio Cristo. Enquanto isso, nós, filhos da Igreja renovamos nosso amor à esposa de Cristo e nos pomos na defesa da fé como colaboradores da verdade  e dínamos da caridade, sob a ação da graça divina.

5 thoughts on “Querem Atingir o Papa

  1. Alguns dizem: “este Papa não me inspira confiança, há algo de estranho naquele semblante”
    Penso que o “Papa não precisa aparentar”, pois assim vale para cada homem de Deus. Os que costumam olhar as pessoas apenas nas aparências chegam, inevitavelmente, a essas trágicas conclusões. Também isto é fruto do badalo do sino e não da verdade por ela mesma! Todos nós conhecemos o abismo e o inferno de quando escolhemos viver na aparência. O Papa Bento XVI é um homem de Deus e de santidade e retidão sem igual. Toda a Igreja é muito grata, por termos recebido este homem de Deus para o governo da Igreja em tempos tão conturbados como os atuais. Não se justifica tais acusações irrefletidas! Fiquemos longe e ignoremos tais argumentos de um sensacionalismo doentio de uma parte jornalística que, mostrando incompetência na criatividade do seu trabalho, escolhe irresponsavelmente e intencionalmente falar mal dos homens de Deus. Nem todos os padres são pedófilos, assim como não podemos dizer que nossas “famílias são vadias” porque uns filhos são mais pecadores do que outros. O papa está fazendo, como ninguém, um enorme bem ao mundo da fé, das religiões, da cultura, dos povos, dos pobres e da Ciência. A verdade incomoda… isto é nítido, basta olharmos para nós mesmos…, quando o pecado em nós fica evidente…. se não se tem humildade, reagimos com desdém até mesmo aos que estão para nos ajudar. Conheço isto na minha vida! Portanto, não tenham dúvidas… o papa, a Igreja e os sacerdotes…, eles também são santos, não obstantes suas fraquezas! (Antonio Marcos – Comunidade Católica Shalom)

  2. Parece que algumas pessoas tão críticas da Igreja, do sacerdócio e do celibato… estão tão prontos a escreverem “suas sugestões” como frutos do badalo do sino e não como uma reflexão pessoal, amadurecida e inteligente. Será mesmo que aqueles que não se casam, não têm filhos, não fazem sexo… são os mais dignos de lástimas? Por causa disso são então desprovidos de autoridade para falar, ensinar e ser referência de valores? Pensar assim acaba sendo até mesmo um desrespeito às muitas pessoas que são “mestras na escola da vida”, mesmo sem serem casadas. Quanta pobreza de argumento irrefletido quem pensa assim! Penso que o que está chegando neste ouvido é apenas o badalo do sino. Espero que estes tenham a coragem de dizer ao próprio filho ou filha que, por sua vez não se casem, que fiquem longe de ensinarem aos outros os valores. Que estes saibam que o valor é fruto de uma vida educada no amor e na verdade, e não simplesmente se “estar transando”. O Sacramento do matrimônio tem o seu valor incalculável, mas ele é uma vocação entre outras vocações altíssimas de dignidade. A redenção não vem pelo estar casado,pois esta é uma condição vocacional para muitos, outros são chamados a outra forma de seguir e amar a Deus e a humanidade, mas ela vem pelo estar na verdade, no designio de Deus e na coerência das nossas opções fundamentais. (Antonio Marcos – Comunidade Católica Shalom)

  3. O que seria do mundo sem a doação de milhares de sacerdotes que vivem o celibato com alegria, serviço, pureza e inteira realização!? Parece que esquecemos que o pecado de um ou mais dos nossos irmãos de sangue não tornam nossa família uma prostituta. Eu mesmo tive a oportunidade de ver o meu irmão morrer vítima das drogas, mas eu o amava porque Deus o amava, não obstante suas opções erradas. Os Padres fazem um grande bem à humanidade, pois o que seria deste mundo sem a eucaristia, a confissão, a missão dos padres junto aos que sofrem, aos pobres e esquecidos? Cada um deve ser responsável pelos seus erros diante da justiça, mas é injusto acusar a Igreja e todos os seus filhos. A Europa está doente desde quando disse não aos valores da fé e o mundo segue o mesmo sentido. Infelizmente algumas de nossas opiniões vêm de uma letargia provocada pelos que tudo fazem para roubar nossas convicções de fé e valores, mas que acaba sendo já um desespero por apenas verem de modo ofuscado a verdade e o mistério desta altíssima vocação, o sacerdócio ministerial.

  4. Comecem a se preocupar se conseguirem derrubar este papa, exilá-lo ou de alguma forma forçar sua saída. Isso será conseguido com a ajuda ativa de pessoas de dentro da Igreja, não adianta fugir para outro lugar, pois não há. Mesmo que derrubem o papa, fiquemos fiéis aos ensinamentos de sempre da Igreja.
    É uma pena que muitas pessoas aceitem passivamente o que a imprensa divulga, esta mesma imprensa que não noticia as perseguições aos cristãos pelo mundo, que não noticia as coisas boas da família ou da Igreja, mas só as desgraças (querendo transformar a exceção em regra), que convenceu os americanos da existências de armas de destruição em massa no Iraque…

  5. Você deve juntar-se às fileiras de oração pelo
    representante de Cristo na terra.Lembre-se de que
    Jesus orou ao Pai pelos apóstolos,caso contrário,
    não teriam só negado ao nosso Senhor e Salvador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *