JMJ Rio 2013] Agenda do Papa no Brasil é divulgada

jmjrO Papa Francisco terá uma agenda cheia de atividades em sua primeira grande viagem internacional, em julho deste ano. A programação no Rio de Janeiro, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, inclui desde Atos Protocolares, como o encontro com a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, até a visita a uma comunidade carente, em um hospital e a jovens detentos.

 

Chegada e primeiros atos oficiais

O Papa chegará ao Brasil o dia 22 de julho, segunda-feira. Aacolhida oficial será feita no Aeroporto Internacional do Galeão/Antônio Carlos Jobim, a partir das 16h. Logo após, haverá uma cerimônia de boas vindas no jardim do Palácio Guanabara, onde o Santo Padre dará o seu primeiro discurso. No local, haverá a recepção protocolar das três esferas de governo. A recepção protocolar será feita pela presidente da república Dilma Rousseff, pelo governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes.

A Residência do Sumaré será o local que receberá o Sumo Pontífice durante sua estada no Brasil. A casa hospedou o beato João Paulo II em suas duas visitas ao Brasil, em 1980 e 1997. É um lugar reservado, pacato e longe dos grandes movimentos da cidade. Além do Papa Francisco, a residência receberá também toda comitiva papal.

Com a simplicidade que o mundo já conhece, o Santo Padre vai presidir missas diárias privativas na Residência.

 

Visita a Aparecida

O Santo Padre visitará, na quarta-feira, dia 24 de julho, o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, maior papa-francisco-_-tia-Adelitasantuário mariano do mundo. A visita foi um pedido pessoal do Papa Francisco, já que possui uma devoção pública por Maria, mãe de Jesus. Ao lado do cardeal Dom Raymundo Damasceno, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e arcebispo de Aparecida, o Sumo Pontífice celebrará uma Missa, após a veneração da imagem da Virgem na Basílica. A homilia será feita pelo Papa.

 

Um dos legados sociais da JMJ Rio2013

Ainda na quarta-feira, o Papa Francisco participa da inauguração do Pólo de Atenção Integrada da Saúde Mental (PAI), voltado para a recuperação e dependência química, um dos legados sociais da JMJ Rio2013. Com 350 médicos, cerca de 500 profissionais de saúde, 648 leitos de internação, 323 leitos de enfermaria, 12 leitos de emergência, 75 leitos de UTI e 11 salas de cirurgia, o Hospital São Francisco da Tijuca (antigo Ordem Terceira da Penitência/VOT) é um hospital geral que oferece atendimento em 22 especialidades. A instituição presta atendimento particular, para clientes de planos de saúde, e para pacientes do SUS, encaminhados via Secretaria do Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Haverá um discurso do Papa no local.

 

Uma quinta-feira emocionante

No dia 25 de julho, quinta-feira, Eduardo Paes, prefeito do Rio, em um gesto simbólico e tradicional, entregará as chaves da cidade ao Sumo Pontífice, traduzindo o respeito pelo Santo Padre e a autoridade que representa. Além disso, também está previsto um rápido encontro com representantes do mundo esportivo, com a bênção das bandeiras Olímpicas.

Ainda pela manhã, o Papa Francisco parte para um encontro emocionante. Depois de 33 anos, um Papa volta a visitar uma comunidade carente. Desta vez, ao invés do Vidigal, na Zona Sul do Rio, onde passou João Paulo II, em 1980, a visita será a uma favela da Zona Norte. A comunidade escolhida foi a de Varginha, dentro do Complexo de Manguinhos, recentemente pacificada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. O Papa falará aos moradores e dará sua bênção.

Às 18h, o Santo Padre participa da festa de acolhida dos jovens na orla de Copacabana, um dos Atos Centrais da JMJ Rio2013. Haverá a primeira saudação do Papa Francisco aos peregrinos da Jornada, e um discurso.

 

Um dia só para os jovens

jovensUm dos pontos turísticos mais visitados da cidade e antiga casa de repouso do imperador Dom Pedro, a Quinta da Boa Vista receberá um dos maiores pontos de catequese do evento e a Feira Vocacional. O Santo Padre atenderá quatro confissões de jovens no local na manhã de sexta-feira, dia 26.

Em seguida, alguns jovens detentos se encontrarão com o Papa Francisco no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim. Ao meio dia, o Sumo Pontífice fará a Oração Angelus Domini do balcão central do Palácio. Antes do tradicional almoço com os jovens de todos os continentes, que acontece nas Jornadas, o papa fará uma saudação ao Comitê Organizador Local da JMJ Rio2013 e aos patrocinadores.

Às 18h, acontece a Via Crucis com os jovens, na orla da Praia de Copacabana, o terceiro Ato Central da JMJ, com um discurso do Santo Padre.

 

Um sábado de encontros e oração

As atividades oficiais começam com a Santa Missa com os bispos, sacerdotes, religiosos e os seminaristas, na Catedral São Sebastião, presidida pelo Santo Padre. Logo após, o Papa Francisco se encontrará com representantes da sociedade da cidade e do Brasil no Teatro Municipal. A estrutura, construída no século XIX, por muito tempo, foi palco principal das apresentações artísticas de todo país.

À tarde, participa de um almoço com os cardeais brasileiros, a presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), os bispos do Regional Leste 1 da CNBB (que compreende as dioceses do Estado do Rio de Janeiro) e o Séquito Papal, no grande refeitório do Centro de Estudos do Sumaré.

A partir das 19h30, o Papa Francisco estará em Guaratiba, no Campus Fidei para a Vigília de Oração com os jovens, quarto Ato Central da JMJ Rio2013, onde ele fará um discurso aos peregrinos e passará um momento de adoração ao Santíssimo Sacramento com os jovens presentes.

 

Domingo de despedidas

Às 10h da manhã, o Papa Francisco reencontra os jovens da noite anterior no Campus Fidei para a Santa Missa de envio da JMJ Hino_JMJ2013Rio2013 e anunciar o próximo local que acolherá a Jornada Mundial da Juventude. Ao meio dia, também fará a oração do Angelus Domini com os peregrinos.

O almoço será com o Séquito Papal no refeitório do Centro de Estudos do Sumaré. Deve encontrar o Comitê de Coordenação do Conselho Episcopal Latino Americano (CELAM) antes de sua despedida da Residência do Sumaré.

Para agradecer pessoalmente os 60 mil voluntários envolvidos nos trabalhos da Jornada, o Papa Francisco deverá encontrar-se com eles no Pavilhão 5 do Rio Centro, às 17h30, e fará um discurso a eles.

Haverá ainda uma cerimônia de despedida no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, onde o Santo Padre fará um discurso. Sua partida de volta a Roma está marcada para as 19h.

Plugado do site oficial Rio2013.

Compartilhar
Vanderlúcio Souza

Sobre Vanderlúcio Souza

No ANCORADOURO busco reproduzir temas do cotidiano à luz dos princípios e valores cristãos. Sou blogueiro e tuiteiro apaixonado por comunicação. Como católico busco ser um colaborador da verdade como convidou o papa emérito Bento XVI. Sou engajado na Igreja desde minha infância.

3 comentários sobre “JMJ Rio 2013] Agenda do Papa no Brasil é divulgada

  1. NÓS EVANGÉLICOS NÃO TEMOS PAPA
    E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;
    Ef 4:11;12

    Martinho Lutero rompeu com o papado em 1517, quando afixou na porta da igreja do Castelo de Wittenberg as 95 teses que formaram a base do protestantismo, rejeitando, entre outras coisas, a doutrina romana da salvação por meio de indulgências, a interseção pela virgem Maria, o culto a imagens, a infalibilidade e a santidade papal.

    Segundo os dogmas da igreja católica romana, o Papa, líder de 1,2 bilhão de fiéis no mundo, é o sucessor de Pedro na terra e o vigário de Cristo entre os homens. Na Palavra de Deus, aprendemos que o representante de Jesus aqui na terra é o Espírito Santo (Jo 14.16,26; 15.26; 16.7-11).

    O papa Bento XVI, que renunciou ao pontificado em fevereiro último, quando cardial e durante todo o papado de João Paulo II, foi chefe da Congregação para a Doutrina da Fé. Nos tempos da Reforma Protestante, essa congregação tinha o nome de “Santa Inquisição” e condenou muitos cristãos à morte por discordarem da doutrina romana.

    Numa viagem à Alemanha, Bento XVI rezou perguntando por que Deus tinha ficado em silêncio quando 1,5 milhão de pessoas morreram na Segunda guerra Mundial. Ora, se o papa fosse infalível, não esqueceria que a igreja católica se omitiu durante a chacina de milhares de judeus, e, como representante de Deus na terra, poderia ter feito uma reprimenda de Deus na terra, poderia ter feito uma reprimenda a tanta maldade; o que não ocorreu. Bento XVI revogou a excomunhão de quatro bispos tradicionais feita pelo papa anterior, incluindo um que negava abertamente a ocorrência do Holocausto.

    Numa palestra para universitários, o papa citou um imperador bizantino do século XIV, dizendo que o Islã trouxera apenas o mal ao mundo. Se o papa não falhasse, como querem, não esqueceria que em toda religião há homens e mulheres que desejam e se esforçam pelo bem, pela harmonia pela paz e pela comunhão entre os povos.

    Em 2007, o papa aprovou um documento reiterando a posição romana de que todas as outras denominações cristãs não seriam plenamente igrejas de Jesus, o que causou descontentamento em outras vertentes do cristianismo, consideradas, então, como subigrejas ou seitas. Tal atitude exprime orgulho religioso, pois o evangelho ensina que devemos considerar o próximo como superior a nós.

    Em 2010, pediu desculpas pelos abusos sexuais cometidos por membros do clero contra crianças indefesas, mas minimizou esse comportamento infame, considerado imoral pela própria igreja católica, acobertando tais acontecimentos das autoridades civis e evitando, dessa forma, processos criminais necessários. A isso podemos chamar de injustiça e desprezo aos menos protegidos e à família.

    Por essas e outras incoerências do papado é melhor considerar que o homem de fato é falho e não é santo, pois a santidade é um processo de melhoria daquilo que é corruptível. Assim, visto que “não temos papa”, podemos expressar que todos os padrões irrefutáveis e infalíveis para a busca da perfeição só podem emanar daquele que é o Cabeça da Igreja – Jesus Cristo, o Senhor. Reiteremos a Palavra do Senhor em Efésios 1.22,23 e em Colossenses 1.18.

    Ef 1:22,23 E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.

    Cl 1:18 E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.

  2. Ao nosso amigo Alexandre já que e tao entendido sobre o papado por favor nos responda o que dizer sobre o que Jesus nos deixou escrito.nao sao as minhas igrejas e sim a minha igreja.tu es Pedro.ele deixou nao fomos nos.o que vc diz sobre isto . Jesus errou e vc esta certo de tudo e sabe tudo ? – Feliz e vc que ja sabe tudo.

    “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (Mt 16,18). “Pedro, roguei por ti, a fim de que tua fé não desfaleça…Confirma teus irmãos”(Lc 22, 31s). “O que ligares sobre a Terra, será ligado nos céus, e o que desligares sobre a Terra será desligado nos céus”(Mt 16, 19)….

  3. Bia,
    Pedro nunca foi, não é e nunca será o fundamento da Igreja, Jesus é a pedra angular, sobre Cristo que a Igreja foi edificada.
    Papa é invenção do homem. Mas já que você entende me responda. Se o papa é sucessor de Pedro me responda:
    1 – Por que julgam os católicos que Pedro é o fundamento da Igreja, se a Bíblia diz que o fundamento é Jesus?
    2 – Por que o papa e o padre não podem casar, se Pedro era casado?
    3 – Por que o papa é irrepreensível, se Pedro era repreensível?
    4 – Por que o para é chefe de um estado rico e poderoso, se Pedro era pobre?
    5 – O papa aceita ser adorado como em muitos países que ele vai e o povo gritando rei rei rei o papa é o nosso rei, se Pedro na casa de cornélio não aceitou ser adorado porque era homem comum?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>